Artigo, Marcelo Aiquel - Uma lição perfeita

Passei por um provérbio que me fez refletir.
        
Apesar deste dito popular não ter um autor identificado (é de autoria desconhecida, segundo pesquisei), o que o ensinamento carrega é mais do que uma lição de vida, é um preceito tão verdadeiro que aponta para as intermináveis discussões ideológicas na política brasileira da atualidade.
        
Hoje, alguns que andam na contramão da realidade, “fincam o pé” na defesa de um sistema de governo já fartamente fracassado em todos os cantos onde se tentou implantar.
         
E quando falo “se tentou implantar” é pela singela razão que – sem o uso da força ou da opressão (por isso a “tentativa de implantação”) – tal sistema doutrinário jamais funcionaria.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

Um comentário:

Anônimo disse...

QUANDO É QUE O BRASIL VAI ADOTAR O SISTEMA CAPITALISTA?????

Depende do que o autor do artigo considera um "sistema fracassado".
Tomemos como exemplo o sistema capitalista.
Esse sistema é muito bom em produzir riquezas, mas também produz muita desigualdade e concentração de renda.
Ainda assim, é o melhor sistema que se criou até hoje para gerar riqueza e prosperidade para uma nação. Em caso de dúvidas, observem a história recente e a trajetória dos países do sudeste asiático (os tigres asiáticos) ou ainda os casos do Japão e da China.
Pois vejam que, apesar de todos esses êxitos, em que esses países servem como exemplo,ainda assim ainda não conseguimos implantar o capitalismo no Brasil.
Vejam que as empresas brasileiras (empreiteiras, bancos, montadoras de veículos, metalúrgicas como a Gerdau, Vale do Rio Doce, JBS's, Eikes Batistas, Odebrecht, ou as empresas exportadoras de commodities, ou ainda as operadoras de telefonia, etc) necessitam de subsídios, incentivos fiscais ou empréstimos subsidiados pelo BNDES, ou um pouco de tudo isso. Desde os tempos do império nossas empresas atuam sempre de forma patrimonialista.
Não são como as empresas norte americanas por exemplo, em que o espírito empreendedor é louvado e você pode prosperar e enriquecer pela livre iniciativa.

A parte do capitalismo que nossos empresários mais gostam é aquela que gera desigualdade e concentração de renda. Aí é campo fértil para a esquerda semear e colher gordas safras de militantes.

Lá na FIESP estão nossos empresários de peito inflado como pombas, falando mal do socialismo, sendo eles mesmos os principais "patrocinadores" da esquerda no Brasil...