Abraji não denunciou críticas do MBL a jornalista da Rádio Guaíba

A Abraji (jornalistas investigativos) denunciou em nota aquilo que chamou de "tentativas de intimidação de governantes e ex-governantes contra jornalistas".

A mídia alinhada com o lulopetismo interpretou a nota como uma censura a qualquer tipo de crítica ao trabalho jornalístico, coisa que não foi objeto da manifestação da Abraji.

Foi por isto que publicações como Sul21 incluíram o caso da repórter gaúcha Vitória Famer, da Rádio Guaíba, que acompanhou a detenção de integrantes do MBL, em Porto Alegre, depois de confronto com sindicalistas do Simpa (Sindicato de Municipários de Porto Alegre).Vitória tem sido acidamente criticada pelo MBL.

CLIQUE AQUI para ler a nota.

5 comentários:

Anônimo disse...

Editor pelo amor de Deus. Tire essa foto. É horrivel. Da até um mal estar, ver esta foto.

Anônimo disse...

Mas o que é isso, seu Políbio!!!! Impressão minha ou o senhor quer cassar o sagrado direito (ASSEGURADO PELA CF), de quem quer que seja, de fazer críticas, a quem quer que seja?

Realista disse...

Os ideologizados pelos "ensinamentos" de Lênin e de Gramsci tem a convicção de que são os donos da verdade e só eles podem dar sua opinião e só eles tem o direito de se manifestar publicamente.
É a ditadura mais perversa, mais baixa e mais totalitária.
Os portadores de tão baixos sentimentos não pensam por conta própria, repetem apenas o que lhes mandam dizer ou agir. Na verdade são suicidas e querem arrastar as pessoas normais ao suicídio.
Esses que sofreram lavagem cerebral vivem zurrando que são eles os representantes da democracia.

Anônimo disse...

Jornalista tem total liberdade para criticar.
Mas, não pode ser criticado quando faz cagadas? Fernando

Anônimo disse...


Temos conhecimento de Cargos em Comissão que dão suporte aos sindicalistas do SIMPA em movimentos anti governo e estamos denunciando ao Prefeito.

Esperamos que os responsáveis investiguem as denuncias que estão sendo feitas e excluam estas pessoas que não estão comprometidas com o projeto de governo que foi aprovado pelos eleitores de Porto Alegre.

Membro Powers Rangers