A partir de hoje, preços dos combustíveis podem oscilar diariamente

A partir desta segunda-feira, a área técnica de marketing e comercialização da Petrobras está orientada para realizar ajustes nos preços dos combustíveis a qualquer momento, inclusive diariamente, desde que os reajustes acumulados por produto estejam dentro de uma faixa determinada (-7% a +7%), respeitando a margem fixada pelo Grupo Executivo de Mercado e Preços (Gemp).
Qualquer alteração fora dessa faixa terá que ser autorizada pelo grupo, composto pelo presidente e pelos diretores executivos de Refino e Gás Natural e Financeiro e de Relacionamento com Investidores. A avaliação da companhia é de que os ajustes que vinham sendo praticados, desde o anúncio da nova política em outubro de 2016, não têm sido suficientes para acompanhar a volatilidade da taxa de câmbio e das cotações internacionais de petróleo e derivados.


Na noite de sexta-feria, a Petrobras anunciou a redução do preço médio nas refinarias em 5,9% para a gasolina e 4,8% para o diesel. Se o ajuste for integralmente repassado pelos postos aos consumidores o diesel deveria cair 2,7%, ou cerca de R$ 0,08 por litro, em média, e a gasolina, 2,4% ou R$ 0,09 por litro, em média. 

Trata-se da terceira redução de preços nas refinarias em menos de 40 dias

2 comentários:

Anônimo disse...

O posto tem culpa também. Em São Leopoldo e arredores o litro da gasolina custa R$ 3,20, enquanto que em Porto Alegre custa R$ 3,60 ou 12,50% mais caro. A refinaria fica em Canoas, ou seja, frete mais barato para PoA. Qual a explicação???

Anônimo disse...

É ocorreto, oscilar de acordo com os preços do Barril de Petroleo internacional.