Vendas do varejo cresceram em maio, após queda esperada para abril

O comércio varejista avançou em maio, após contração esperada para abril. Esta é a expectativa mais favorável para o resultado do mês passado e tem como base o primeiro indicador de atividade do comércio conhecido para o período, que subiu 0,6% na passagem de abril para maio, na série com ajuste sazonal, conforme divulgado ontem pela Serasa Experian. Essa alta foi impulsionada pelo segmento de supermercados, hipermercados, alimentos e bebidas, com expansão de 2,2% em relação ao mês anterior. Por outro lado, o comércio de combustíveis e lubrificantes apresentou queda de 4,7%. 

Na comparação inter anual, o índice recuou 0,1%, acumulando declínio de 3,8% nos últimos doze meses. 

O resultado sugere expansão da atividade varejista no mês passado, reforçando a expectativa de retomada gradual do consumo das famílias.

Nenhum comentário: