Saiba quais as propostas que a Assembléia do RS poderá votar nesta terça-feira

A Mesa também examinará o pedido para que o CC Marlon Souza compareça ao 55o Congresso da UNE, Araxá, com passagens aéreas e diárias pagas pela Assembleia.

A reunião da Mesa com os líderes de bancadas definirá ao meio dia o rol de propostas que serão colocadas em votação esta tarde na Assembléia.

O governo quer votar pelo menos os projetos que excluem os brigadianos da guarda externa dos presídios, liberando-os para o policiamento de rua, como também a proposta que dificulta aposentadorias precoces.

Outra proposta que dorme há muitos meses na Assembleia poderá ser incluída na pauta, apesar das pressões corporativas. É o caso da redução de número de cedidos para sindicatos e a eliminação dos pagamentos deles por parte do governo.

As PECs mais polêmicas que também dormitam na Assembleia não serão votadas.

O governo aproveitará para fazer carga em cima da oposição, hoje, cobrando coerência em relação à convocação de plebiscito para privatização ou federalização de estatais.

5 comentários:

Anônimo disse...

Que aprovem....já era tempo...

Anônimo disse...

"Aposentadoria precoce"? Em países desenvolvidos (veja EUA e Inglaterra, por exemplo), policiais e militares são considerados heróis, aposentam-se mais cedo porque arriscam suas vidas por ideal maior (o bem comum). Se alguém que é capaz de transcender e se arriscar diariamente por um ideal maior não merece aposentadoria diferenciada (e não 'privilegiada'), então realmente o Brasil e os Estados não merecem os policiais e militares que possui.
E então, é bom começarmos a repensar que tipo de Segurança queremos, porque sem ela nenhum dos Direitos naturais (vida, liberdade e propriedade) estão garantidos.

Anônimo disse...

AGORA JÁ ERA E 2018 ANO ELEITORAL VÃO ARRISCAR ENFRENTAR O POVO.

Anônimo disse...

PQP!!
Paga viagem para CC...reunião da UNE...bah!!Só se fala Noutra coisa!

Anônimo disse...



Abaixo os Sindicatos!!!!