RS colheu maior safra de uvas da sua história. Estado responde por 90% da produção do Brasil.

O RS responde por 90%da produção de uvas e de vinhos do Brasil. A comercialização de vinhos e espumantes nacionais recuou 14% no primeiro quadrimestre do ano em relação ao mesmo período de 2016. A retração desacelerou em abril, pois no primeiro trimestre a queda registrada pelo setor, em litros, era de 20%. Os rótulos brasileiros (vinhos de mesa, finos e espumantes) representam 60% do total consumido no país. A comercialização dos sucos de uva 100%, por sua vez, está 6,4% abaixo do mesmo quadrimestre de 2016.

Os 750,6 milhões de quilos de uva que ingressaram nas vinícolas gaúchas em 2017, totalizam a maior safra a ser processada no Estado. O volume é 5,8% maior que o número registrado em 2011, último recorde registrado, com 709,6 milhões de quilos. Desse total, 89,6% foram de uvas americanas e híbridas e 10,4% de uvas vitiviníferas.

Esse ano, 418 vinícolas distribuídas em 68 cidades declararam processamento da matéria-prima, cultivada em 136 diferentes municípios. Os dados foram divulgados na tarde desta quarta-feira (31) pelo Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) e pela Secretaria de Agricultura, Pecuária e Irrigação do Rio Grande do Sul (Seapi-RS)

Houve quebra histórica registrada no ano passado, de 57%.

11 comentários:

Anônimo disse...

Muito bom, adoro uva.

Martins também.

Anônimo disse...

Dá pra fazer bastante vinho de garafon e arranjar um deputado federal para dizer é propagandear que é melhor que os chilenos, argentinos ou uruguaios.

Anônimo disse...

Em São Paulo, compro no Sonda sucos de Garibaldi e de Flores da Cunha, rarei que baixou um pouco o preço. Também compro vinhos do Sul muito bons.

Anônimo disse...

Adoro uva e suco d uva

Anônimo disse...

Aguardando o que Brasília vai fazer para arruinar o setor.

Anônimo disse...

O vinho gaúcho é mto bom. O problema são os preços. São mais caros do que os chilenos e argentinos, tudo por causa do imposto sobre nosso vinho. Enquanto o vinho dos Hermanos entram com taxa baixa ou taxa zero.

Anônimo disse...

Então vai baixar o preço? Ou vai ter choradeira porque deu boa safra e o preço deve baixar?

Joel

Anônimo disse...

Até pode ser verdade, mas no super só se comprava uvas do Vale do São Francisco, entre sete e dez reais uma caixinha, e as uvas gaúchas só em fotografia, não da para entender?

Anônimo disse...

vino di caçía, de garafón

Anônimo disse...

ja comprei vinho direto de um amigo em comum de um colega q tem parentes q fazem vinho, por incrivel, o vinho e' bom, mas tem de beber logo pois e' feito sem conservante, mas e' bom, dura 6 meses no maximo , e mesmo assim guardando num lugar bem frio

Anônimo disse...

Seria interessante o editor fazer uma matéria que elencasse as 418 vinícolas do RS.

Há muitas pequenas e boas vinícolas no RS que são desconhecidas, especialmente na metade sul do RS.