Reforma trabalhita foi aprovada por 16x 9 na CCJ do Senado

O governo Temer conseguiu ontem a noite outra vitória aplastante no Senado, desta vez na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), que aprovou nesta quarta-feira, por 16 votos a favor, 9 contrários e uma abstenção, o relatório do senador Romero Jucá (PMDB-RR) favorável à reforma trabalhista. Os debates sobre a reforma na comissão começaram pouco depois das 10h com a leitura dos seis votos em separado.

A reforma irá para o plenário, onde será votada no dia 5 de julho.

Para garantir a aprovação, o presidente Michel Temer encaminhou aos senadores uma carta na qual reafirmou seu compromisso de vetar seis pontos acordados previamente por Jucá com os senadores da base aliada.A regulamentação desses pontos será feita posteriormente por meio de medida provisória. Entre os vetos sugeridos está o tratamento da gestante e do lactante em ambiente insalubre.

CLIQUE AQUI para saber quais os demais pontos que serão alterados por MP de Temer.

3 comentários:

Anônimo disse...

Chupa vanguarda do atraso!!!!

Paulo SG disse...

Que desilusão a atitude do senador Lasier.
Se abster num momento desses é apoiar o atraso.
Votar em separado sempre foi uma atitude inócua de quem quer enganar a opinião pública.
Propor, em cima da hora, emenda sem nenhuma chance de ser aprovada, é brincar com a inteligência dos gaúchos.
Lamentável.

Anônimo disse...

Lasier surpreendeu alguém? Ele só está no Senado para livrar-nos do Rossetto.