Raquel Dodge, a preferida do governo, sai na lista tríplice para a escolha do sucessor de Janot na PGR

Michel Temer não precisa seguir a ordem da lista tríplice e pode atpé rejeitá-la, escolhendo outro nome, mas ele nomeará Raquel Dodge.

O vice-procurador Eleitoral, Nicolao Dino, irmão do governador comunista do Maranhão,  foi o candidato mais votado hoje pelos membros do Ministério Público em todo país para suceder Rodrigo Janot no comando da Procuradoria-Geral da República (PGR) a partir de 17 de setembro.

Dino, 621 votos
Raquel Dodge, 587 votos
Mauro Bonsaglia, 564 votos

6 comentários:

Anônimo disse...

O MP é um órgão doente, o mais votado é um petralha de carteirinha.

Anônimo disse...

Políbio. TEORIA DA CONSPIRAÇÃO.
Considerando a agilidade da PGR em incriminar Temer ( com toda justiça, mas com uma gravação provocada pelo FUTURO DELATOR.....)conspira-se o seguinte:
Vários delatores, ao depor para Moro, "revisaram" suas delações para incluir Lulla.
Porque não fizeram logo de saída na delação?
Estaria a PGR combinando com os delatores para não "entregar Lulla e o PT?"

Luiz Oliveira disse...

Esse resultado mostra o aparelhamento do ministério público por esquerdistas.

Anônimo disse...

No concurso para o MP só é aprovado petralha.

Antagonista disse...

Vai arrumar sarna para se coçar se não nomear o mais votado pois ai o MP vai ate as suas entranhas que pela idade e crimes estao quase podres.

Anônimo disse...

Ele pode escolher outra pessoa,nao e obrigado a seguir lista triplice e nem deve .