Professores da Ufrgs decidirão sobre participação na greve política do dia 30

Os professores das universidades federais, inclsuive Ufrgs, RS,  decidirão no início desta semana se participarão da greve geral chamada pela CUT, portanto pelo PT, de quem é aparelho sindical, dia 30.

Força Sindical e UGT decidiram não participar da greve política, cujo objetivo é atacar o governo Temer e as reformas trabalhista e da previdência.

17 comentários:

Anônimo disse...

Mais uma que não sai do chão...

Anônimo disse...

kkkkk Professores da UFRGS decidirem se farao uma greve numa sexta feira? kkkkk


O comercio e o turismo de Torres/Capao da Canoa e demais praias sofisticadas do litoral gaucho agradecem, terao um fluxo enorme de doutores da prestigiosa UFRGS gastando o suado $.

Anônimo disse...

Preparem-se para mais quebra-quebra promovida por esses arruaceiros, que não têm o que fazer

Anônimo disse...

Greve??? É o que sabem fazer. Por isso as universidades, cujo objetivo é só promover a lavagem cerebral dos alunos, estão cada vez pior.

Anônimo disse...

Sempre na sexta-feira. Bando de vagabundos.

Anônimo disse...

Sou a favor,e não volte ao trabalho nunca mais. Marajás e petralhas.

Anônimo disse...

Greve e as aulas ? Professores federais = nada=zero

Anônimo disse...

Somos um país de analfabetos e ignorantes porque nenhum governo que se estabelece no poder prioriza a Educação. Dentro das Universidades Públicas como a UFRGS, não é diferente. Estudam e trabalham lá dentro, pagos com o suor do trabalhador e vivem de greve atacando o próprio trabalhador que os financia. O povo tem o dever e a obrigação de se conscientizar dessa realidade e mudar esse conceito, pois se não obtivermos sucesso nessa mudança, teremos que trabalhar o resto de nossas vidas e sustentar, sem êxito, o que hoje estamos assistindo. Deteriorização da Educação para melhor manipular seu povo. Essa é " infelizmente " a realidade do RS e do Brasil como um todo.

leandro menegol disse...

A hora deles vai chegar!!!!!

Carlo Germani disse...

Para exemplificar: UFRGS,USP e UFMG,símbolos da tomada esquerdista-comunista nas universidades tupiniquins.

Anônimo disse...

NÃO VAI TER GREVE NENHUMA. É FAKE! É SÓ MAIS UMA TENTATIVA QUE VAI DAR COM OS BURROS N'ÁGUA. COMO DA ÚLTIMA VEZ.

Anônimo disse...

Os docentes das UNIVERSIDADES FEDERAIS têm um vida MARAVILHOSA . Bons salários, estabilidade no emprego, planos de saúde subsidiados , férias estentidas, férias Sabáticas , fazem Mestrados, Doutorados e Pós-Doutorados no EXTERIOR, com Bolsas de Estudo, além do salário. Quando se aposentam, ainda jovens, são muitas vezes recontratados pelas Universidades, ganhando mais um salário. Por terem estabilidade no emprego, fazem política partidária na Universidade , em horário de aula, em nome da liberdade universitária e da democracia , promovendo paralisações e greves , cujos dias parados nunca são repostos, com prejuízo para o futuro dos discentes. Vida boa e estável , bem diferente da vida da maioria da sociedade .!!!

Anônimo disse...

Vou cantar a pedrinha: vão parar os cursos das ciências (anti)sociais! Letras, claro. Geociências, of course. As bibliotecas, bien sÛr. E enfermagem, natürlich. Alguém tem alguma dúvida?

Anônimo disse...

Políbio,

Uma das poucas coisas que concordei com Delfim Neto, foi quando o mesmo declarou que se fechasse todas as Universidades Federais do Brasil, a sociedade não perderia absolutamente nada.

Anônimo disse...

UFRGS não é universidade mas um lixão. Professores superados, alunos que emporcalham e não estudam como deveriam e ficam com aquela M de união estudantil, resumo: a universidade já era. Os profissionais que de lá deveriam sair já não atendem as exigências do mercado.

Anônimo disse...

O Brasil tem que separar os cursos de ciências Sociais das exatas,médicas,Biológicas, Administração, Economia , Direito, Tecnologica etc...onde os Alunos querem apenas Estudar e não fazer politicagem.

Anônimo disse...

Não fala merda! Não generalize baseado em cursos de História..Sociais..e areas de humanas.