PF pediu condução coercitiva de Haddad e Nádia Campeão e Justiça Eleitoral negou

A Polícia Federal pediu a condução coercitiva do ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) e sua ex-vice Nádia Campeão na Operação Cifra Oculta. A Justiça Eleitoral negou.

O delegado da Polícia Federal Rodrigo Costa afirmou nesta quinta-feira, 1º, que o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) será intimado a prestar depoimento na Operação Cifra Oculta.

A Polícia Federal deflagrou nesta manhã a ação ostensiva da investigação que apura crimes eleitorais e lavagem de dinheiro relacionados à campanha, em 2012, do então candidato Fernando Haddad, para prefeitura municipal de São Paulo. A ação é um desdobramento da Operação Lava Jato.