Moro terá que ouvir de novo Emílio Odebrecht e Alexandrino Alencar. Decisão é do TRF4.

O empresário Emílio Alves Odebrecht e o executivo Alexandrino de Salles Ramos Alencar serão ouvidos novamente pelo juiz federal Sergio Moro na próxima segunda-feira, às 9h30min, por videoconferência entre a Justiça Federal de Curitiba e a de São Paulo. A repetição da inquirição das testemunhas acaba de ser determinada pelo desembargador federal João Pedro Gebran Neto, relator dos processos da Operação Lava Jato no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), na decisão em habeas corpus (HC) impetrado pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na última segunda-feira.

O advogado Cristiano Zanin Martins pediu o cancelamento da oitiva uma hora e meia antes da audiência, que ocorreria no dia 5 a partir das 14h. Por falta de tempo hábil para a análise do pedido, os depoimentos ocorreram e a decisão foi proferida às 18h47min por Gebran, que determinou a reinquirição de Odebrecht e Ramos em três dias, antecedendo a oitiva das testemunhas de defesa.

Segundo Gebran, deve ser oportunizado o exercício pleno da ampla defesa e do contraditório.