Marco Alba busca R$ 200 milhões para infra e regularização fundiária de Gravataí

A recessão jogou o orçamento municipal para R$ 780 milhões. Gravataí, 280 mil habitantes, Grande Porto Alegre, 5o maior PIB do RS,  é a sede da GM no RS. 

O prefeito Marco Alba, Gravataí, que aceitou convite do editor para um almoço regado a rizoto de frutos do mar e da terra no restaurante Le Bistrô, Porto Alegre, disse que espera contar com pelo menos R$ 200 milhões de empréstimos durante seu mandato.

R$ 100 milhões já foram concedidos pela CAF (Corporação Andina de Fomento) e a liberação do dinheiro depende apenas de trâmites burocráticos finais na Secretaria do Tesouro Nacional. Os valores serão todos aplicados na melhoria da infraestrutura municipal, com ênfase nas chamadas vias estruturantes.

"Os outros R$ 100 milhões buscaremos na China", avisou Marco Alba. As negociações apenas começaram. O empréstimo tem o objetivo de resolver os problemas fundiários de Gravataí. Só loteamentos irregulares que precisam de obras de infraestrutura e regularização propriamente dita, são 180. "É apenas um dos problemas", disse o prefeito ao editor.

Nenhum comentário: