Governo gaúcho defende política de conteúdo local para encomendas da Petrobrás

O governo Sartori defende novas contratações da Petrobrás junto aos estaleiros gaúchos e acha que o governo Temer precisa retomar a política de conteúdo local.

O chefe da Casa Civil do Piratini, Fábio Branco, disse esta tarde numa entrevista da qual o editor também participou, que os recados foram dados por Sartori a Temer e por ele mesmo ao ministro Padilha.

O que disse Fábio Branco a Padilha:

- Se a Petrobrás não concorda, por que razão teríamos uma empresa pública do tamanho e da importância dela ?

O secretário Fábio Branco acha que as patifarias petistas que quase inviabilizaram a Petrobrás e inviabilizaram a indústria naval, não só foram contidas, como precisam ser reforçadas mediante regras mais claras de opções por fornecedores idôneos, competitivos e capazes de oferecer produção, produtividade e qualidade mensuráveis.

6 comentários:

Anônimo disse...

... Ou seja, política de sobrepreço local para o otário do contribuinte pagar.

Unknown disse...

Coisa de república bananeira

Anônimo disse...

Olha só, é o pmdb num copy/coli de uma das bandeiras do PT levantadas no discurso na cidade do Rio Grande, sobre o Polo Naval. Vai permitir isso "Seu" Políbio?

Anônimo disse...

Isso! Genial! vamos produzir de forma ineficiente e cara e o contribuinte, na prática, subsidia o "conteúdo nacional". Realmente, a (falta de) inteligência dos políticos é assombrosa! não aprenderam nada dessa crise em o Estado formar "campeões nacionais" no grito e na canetada.

Unknown disse...

Só se for com tecnologia de ponta, fornecedores internacionais de peças e equipamentos e preços via concorrências compatíveis com o custo/mercado internacional!!!
Compadrio e peleguismo não mais!!!
Há... e que sejam empresas com know how e não empreiteiras que fazem de tudo!!!
E que os projetos e as licitações sejam turnkey... Com empresas capazes de garantir resserviços e obras mal feitas!!! Sem aditivos contratuais!!!

Anônimo disse...

E quando os gaúchos vão defender a política de conteúdo local e pedir uma lei para restringir a entrada de vinhos uruguaios, chilenos, argentinos....Depois da safra recorde de uvas nesse ano seria uma boa medida não é mesmo??? Vão catar coquinho seus parasitas! Quem não tem competência não se estabelece!!!