Estes grampos revelam de que modo Janot manobra a PGR e a Lava Jato

As gravações feitas pela Polícia Federal revelam um submundo desconhecido, mas que segundo a Istoé de hoje revelam os bastidores do que faz Rodrigo Janot na Lava Jato e como age para impor o nome do sucessor.CLIQUE AQUI para ouvir os grampos.

A seguir, apenas um dos trechos da reportagem. O caso do senador não é o único caso denunciado pela revista.

A procuradora da República Caroline Maciel diz a Ângelo Goulart que, por ter prometido apoio a Raquel Dodge, o senador José agripino Maia (RN), presidente do DEM, virou alvo da Procuradoria-Geral da República:

 - Querem de alguma forma, agora, lascar José Agripino.

Goulart responde:

– Olha, na boa, Carol, eu estou c. (palavrão) e andando para isso. Eu tenho consciência do que eu faço. Então, quer achar? Acha. Não fiz nada demais, nada demais. 

José Agripino (Agripino responde a inquérito no STF e teve seus sigilos quebrados em apuração sobre suspeita de propina paga a ele pela OAS)

E Caroline Maciel retruca:

- É, estou com medo de acontecer alguma coisa; agora Janot vai partir pra cima e não sei o quê.

CLIQUE AQUI para saber muito mais.

13 comentários:

Anônimo disse...

que barbarie isto este tal de janot deve ser imediatamente afastado e investigado é gravissimo, parabens a policia federal - que desmascarou este safado

Anônimo disse...

Para derrubar a dilma, valia tudo, em especial os grampos ilegais do juiz de primeiro grau moro, distribuidos para a imprensa marrom glace, a tempo de passar no JN e na anti vespera da votação do impedimento de dilma na lava jato.

Ou se quiserem da conversa da da finada Dona Marisa, esposa do lula, com um de seus filhos, onde ela diz, se referindo aos paneleiros (que desapareceram): "...enfia as panelas no c´....", com claro objetivo de jogar a opinião publica contra lula e familia.

Agora, quando é contra o traira é manobra?

Anônimo disse...

A bala de festim da IstoÉ contra Janot:

16/06/2017 - Luis Nassif

A capa da IstoÉ desta semana – “As pressões indevidas de um procurador chamado Janot”- é relevante apenas por demonstrar didaticamente a deformação jornalística do princípio de Arquimedes: dê-me uma notícia e um ponto de apoio na mídia que eu reconstruirei a história.

A reportagem se baseia em um grampo sobre o procurador Ângelo Goulart, preso por receber dinheiro da JBS para vazar informações. Na outra ponta, a procurador potiguar Caroline Maciel, diretora da ANPR (Associação Nacional dos Procuradores da República), oposição a Janot.

Na conversa, ela alerta Ângelo que Janot estaria perseguindo os procuradores simpáticos à candidatura de Raquel Dodge, que ela seria a preferida de Michel Temer e que Janot teria denunciado o senador Agripino Maia apenas por ter manifestado simpatia por Raquel.

Como todo sub-produto jornalístico, juntam-se alguns pontos verdadeiros – trechos do diálogo –e embrulham-se nas interpretações que são do interesse da repórter e da publicação. Na reportagem, Janot estaria perseguindo Temer devido ao fato de ele supostamente preferir Raquel Dodge para PGR. E teria solicitado a prisão de Ângelo apenas por supor que ele seria a favor de Raquel.

O resultado final é o seguinte:

1. Se isso é tudo o que Michel Temer e Aécio Neves tem contra Janot, ele passa incólume. E até sai engrandecido, como vítima de uma jogada baixa sem credibilidade.

2. O diálogo compromete a candidatura da respeitada Raquel Dodge, ao insinuar que ela seria apoiada por Temer e Agripino. Tudo indica que Raquel foi o alvo dessa armação .

O melhor a fazer em relação à reportagem de Débora Bergamasco é ignora-la. É o que provavelmente fará o restante da mídia.

PS: Pobre povo brasileiro, nestes tempos tem contra si, o poder executivo, o poder legislativo, o poder judiciário e o pior de tudo, o "quarto poder", a imprensa brasileira, que é uma das piores do mundo: nojenta, vendida e totalmente sem escrúpulos.

Mordaz disse...

Ação coordenada para barrar a lava jato e salvar o Temer, o Capo di tutti capi. Temer é profissional aonde Lula e Dilma eram amadora.

Mordaz disse...

Deve ser já os resultados colhidos pela ABIN a mando de Temer?

Anônimo disse...

Estão querendo desqualificar o trabalho do Procurador Geral. A quem interessa ?

Anônimo disse...


FORA PETRALHA RODRIGO JANOT, FILHO DA PU-TA.

JÁ VIRAM ALGUM PETRALHA ÉTICO??

JANOTA, A PORQUINHA COR-DE-ROSA

PREFERIDA DE LULLADRÃO.

ANTES ERA O TEORI ZAVASCKI QUE,

DE REPENTE, QUIS SE AFASTAR DO

LULLATRINA, E FOI ASSASSINADO A

MANDO DO CHEFE DA ORCRIM, COMO

EXEMPLO PARA OS DESOBEDIENTES.

LINCHAMENTO, A SOLUÇÃO PRO LULADRÃO.

DEGOLAS DISCRETAS DOS PETRALHAS
SÃO SOLUÇÃO DO BRASILEIRO ROUBADO.

Anônimo disse...

Será que a Globo News tem coragem de mostrar esses diálogos...???? ou só mostra as delações que afetam o "honesto" do Temer com o açougueiro...????

Anônimo disse...

este canalha foi desmascarado é e a midia ta caladinha nao mostra os audios que o desmascaram a polciia federal o desmascarou, bem que se viu q ele em 4 anos nao pegou ninguem do pt correu agora no fim pra pegar apenas os inimigos temer e aecio ... cabra safado cade a globo e globo news que tambem tao abafando - se fosse sobre temer e aecio estariam em polvorosa mostrando e passando os audios o dia todo como fazem ha 3 semanas com a gravaço de temer e de aecio , o antagonista tambem ta abafando nao falou nada nada, está apenas atacando temer e o psdb o tempo todo

Anônimo disse...

Desesperado o Janot chama o Joesley para tirá-lo da encrenca em que se meteu. O bandido maior livre, leve e solto graças ao Janot, acusa o Temer de ser o mais perigoso da quadrilha. Como efeito colateral (ou principal) tira de foco o Lula e o PT.

Anônimo disse...

E a primeira entrevista de Joesley Batista após a delação foi para
quem? A Globo. Criminoso poupa seu parceiro Lula.
"Eu estou pagando a Globo por ter me ajudado a faturar um bilhão"
Na entrevista exclusiva a ÉPOCA, o empresário diz que o presidente
Michel Temer não tinha "cerimônia" para pedir dinheiro. Mas não foi o
que pareceu na gravação de quase quarenta minutos com Temer, na
qual Joesley ficou cercando daqui e dali sem encontrar sequer uma
abertura mencionar a palavra propina, usada por ele cerca de 148 vezes
durante seu depoimento a Rodrigo Janot.
Não há qualquer menção sobre o período de prosperidade do Grupo JBS
durante os governos Lula, nem qualquer menção ao nome do expresidente
petista, que é réu em cinco ações penais e alvo de outros
cinco inquéritos criminais. Do site Imprensaviva

ivan vilis disse...

A vingança é um prato que se come cru, principalmente depois de prestar vassalagem aos poderosos das trevas em caves com profundidades maiores que 8 metros, com ela,é claro.
O lula reclamou que alguem foi lá dar o (algo cujo nome tem duas letras) para conseguir poder.
Não acredito, afinal eu não sei de nada. Só ouvi dizer no elevador.

Anônimo disse...

Mais um safado que deveria ir preso...