Eliziário Goulart Rocha - O fim da pilantragem que compensa

Sabe-se agora que naquele segundo turno todos os eleitores foram enganados.

Os milhões de brasileiros que elegeram Fernando Collor em 1989 acreditavam que aquele rapaz destemido, apreciador de um Logan 12 anos, cujos ternos bem cortados e gravatas Hermès contrastavam com o linguajar de boteco de fim de linha, era o sujeito probo e implacável destinado a livrar o país da chaga da corrupção. Outros tantos milhões que levaram Luiz Inácio Lula da Silva à presidência 13 anos mais tarde estavam convictos de que não apenas o Brasil passaria a correr nos trilhos da honestidade como, agora sim, estavam diante do homem providencial.

A montanha de evidências em sentido contrário não foi capaz de revogar a crença de milhões na discurseira que nocauteava os fatos.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

14 comentários:

Anônimo disse...

Escrever sobre leite derramado...Qual o mérito??

Anônimo disse...

Infelizmente, no Brasil, os candidatos são sempre o ruim e o péssimo.
Vamos ver, quando este paradigma será quebrado.

Anônimo disse...

MIDIA NOJENTA QUERER COMPARAR AECIO COM ADILMANDIOCA LESA PATRIA TERRORISTA BANDISA - BANDIDA Q DESTRUIU NOSSO Á -É ELA QUE DESTRUIU NOSSO PAIS MENTIU NA CAMOPAHA= CAMPANHA DEU O GOLPE MENTINDO QUE O PAIS TAVA CRESV= CRESENDO = CRESCEND - CRESCENDO E QUE AS CONTAS ESTAVAM EM DIA- ESTA DONA LESA PATRIA É O DEMONIO EM PESSSOA S AECIO É UM PEIXE PERTO DELA- ME AJUDA AÍ A MIDIA ASSIM COMO O JANOT ENGANADOR QUEREM COLOCAR OS POLITICOS NO MESMO NIVEL DA DILMA E DO LULA CHEFE MAS NAO SAO= LULA E DILMA SAO OS TUBAROES QYE QUE DESMONSTARAM- DESMONTARAM 123= 13 ANOS NOSSO PAIS - DESGRAAÇAADOS DILMANTA E LURAPIO

Anônimo disse...

Odebrecht pediu a Pastor Everaldo para ajudar Aécio em debate de 2014, diz delator:

Por G1, Brasília - 15/04/2017

O executivo Fernando Reis afirmou em depoimento de delação premiada que a empreiteira Odebrecht orientou em 2014 o então candidato a presidente Pastor Everaldo (PSC) a ajudar o candidato do PSDB, Aécio Neves, em um debate entre os presidenciáveis realizado durante a campanha.

(...)

Valor
Fernando Reis afirmou que a Odebrecht repassou R$ 6 milhões para a campanha de Pastor Everaldo, a quem disse ter sido apresentado pelo ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

De acordo com o delator, após a morte de Eduardo Campos, candidato a presidente pelo PSB, os votos da comunidade evangélica migraram para Marina Silva, que o sucedeu como candidata. "Aí, ele [Everaldo] praticamente desapareceu nas pesquisas", disse.

Segundo Reis, Pastor Everaldo “tinha uma rixa com o PT”, partido de Dilma Rousseff, e “a ideia” da Odebrecht com o pedido de ajuda foi “ajudar Aécio a chegar num segundo turno”. (...)

PS: Pois é neo nazistas de plantão, nem a Odbrech pagando 6 milhões para o PR Everaldo ajudar o aécio, batendo na Dilma sem dó, não deu.

Anônimo disse...

Ficamos entre a cruz e a espada, se ficassem Dilma x Aécio em 2018 , eu repetiria o voto em Aécio, sempre vou votar no que for pelo menos pior, nunca anulei ou anularei meu voto.

Anônimo disse...

ELEIÇÕES 201424/OCT/2014 - Revista Veja

Em desespero, revista Veja tenta o golpe e fracassa:

Veja antecipa a capa dessa semana e tenta dar o golpe, mas é prontamente desmentida por advogado do próprio doleiro. Em notória crise de credibilidade, colunistas da revista já pedem o "impeachment" de Dilma Rousseff caso ela seja reeleita.

Tentativa de golpe da Veja não durou mais de 24 horas. Especulação foi desmentida por advogado de doleiro. Em desespero, Merval Pereira e Reinaldo Azevedo pedem impeachment de Dilma (Imagem: Pragmatismo Político)

A menos de 72 horas das eleições presidenciais, a revista Veja publica uma capa que poderá entrar para a história do jornalismo como um dos mais sórdidos atentados contra a democracia já vistos no País. A reportagem destaca suposto trecho da delação premiada do doleiro Alberto Youssef, em que ele afirmaria que tanto a presidente Dilma Rousseff como seu antecessor Luiz Inácio Lula da Silva “sabiam de tudo” que ocorria na Petrobras.

Os vazamentos seletivos já foram condenados pela Ordem dos Advogados do
Brasil e delações premiadas, num contexto político como o atual, podem se
converter em mentiras premiadas.

Advogado desmente revista
A tentativa de golpe da Editora Abril contra a democracia brasileira não durou um dia. Menos depois de 24 horas após circular com uma edição extra, acusando a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula de “saberem de tudo” sobre o esquema denunciado na Petrobras, o “depoimento” do doleiro Alberto Youssef foi desmentido por ninguém menos que seu próprio advogado, o criminalista Antonio Figueiredo Basto.

“Eu nunca ouvi nada que confirmasse isso (que Lula e Dilma sabiam do esquema de corrupção na Petrobras). Não conheço esse depoimento, não conheço o teor dele. Estou surpreso”, afirmou Basto. “Conversei com todos da minha equipe e nenhum fala isso. Estamos perplexos e desconhecemos o que está acontecendo. É preciso ter cuidado porque está havendo muita especulação”, alertou o advogado.

Impeachment
Sem força para vencer uma eleição nas urnas, os golpistas agora apelam para o impeachment. É o que fizeram Reinaldo Azevedo, da Veja, e Merval Pereira, de O Globo. Azevedo afirma que a eleição presidencial deste ano se dá entre o senador Aécio Neves (PSDB-MG) e o vice Michel Temer. Sua tese infundada é de que a presidente Dilma Rousseff será alvo de processo de impeachment, antes ou depois de eleita.

Ao que tudo indica, o golpe é a nova estratégia das forças que já se veem derrotadas no próximo domingo.

Irresponsabilidade
A edição de Veja foi antecipada para esta quinta-feira para tentar interferir na sucessão presidencial, sobrepondo-se à soberania popular. Ontem, pesquisas Ibope e Datafolha confirmaram a liderança da presidente Dilma Roussef nas pesquisas eleitorais.

Os responsáveis diretos pelo atentado à democracia cometido pela Editora Abril são o diretor de Redação de Veja, Eurípedes Alcântara, o executivo Fábio Barbosa, que conduz a gestão da empresa, além dos acionistas da família Civita. Conduziram o jornalismo brasileiro a seu momento mais irresponsável, mais vil e mais torpe.

PS: A primeira tentativa do primeiro golpe da Veja não deu, mas o Reinaldo Azevedo acertou no impedimento de Dilma, ou seja, a trama do traira com a midia marrom glace e o PSDB começou já na anti vespera das eleições 2014.

Anônimo disse...

ELEIÇÕES 201424/OCT/2014 - Pragmatismo Politico

Em desespero, revista Veja tenta o golpe e fracassa:

Veja antecipa a capa dessa semana e tenta dar o golpe, mas é prontamente desmentida por advogado do próprio doleiro. Em notória crise de credibilidade, colunistas da revista já pedem o "impeachment" de Dilma Rousseff caso ela seja reeleita

revista veja golpe dilma
Tentativa de golpe da Veja não durou mais de 24 horas. Especulação foi desmentida por advogado de doleiro. Em desespero, Merval Pereira e Reinaldo Azevedo pedem impeachment de Dilma (Imagem: Pragmatismo Político)

A menos de 72 horas das eleições presidenciais, a revista Veja publica uma capa que poderá entrar para a história do jornalismo como um dos mais sórdidos atentados contra a democracia já vistos no País. A reportagem destaca suposto trecho da delação premiada do doleiro Alberto Youssef, em que ele afirmaria que tanto a presidente Dilma Rousseff como seu antecessor Luiz Inácio Lula da Silva “sabiam de tudo” que ocorria na Petrobras.

Os vazamentos seletivos já foram condenados pela Ordem dos Advogados do Brasil e delações premiadas, num contexto político como o atual, podem se converter em mentiras premiadas.
Advogado desmente revista

A tentativa de golpe da Editora Abril contra a democracia brasileira não durou um dia. Menos depois de 24 horas após circular com uma edição extra, acusando a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula de “saberem de tudo” sobre o esquema denunciado na Petrobras, o “depoimento” do doleiro Alberto Youssef foi desmentido por ninguém menos que seu próprio advogado, o criminalista Antonio Figueiredo Basto.
“Eu nunca ouvi nada que confirmasse isso (que Lula e Dilma sabiam do esquema de corrupção na Petrobras). Não conheço esse depoimento, não conheço o teor dele. Estou surpreso”, afirmou Basto. “Conversei com todos da minha equipe e nenhum fala isso. Estamos perplexos e desconhecemos o que está acontecendo. É preciso ter cuidado porque está havendo muita especulação”, alertou o advogado.

Impeachment
Sem força para vencer uma eleição nas urnas, os golpistas agora apelam para o impeachment. É o que fizeram Reinaldo Azevedo, da Veja, e Merval Pereira, de O Globo. Azevedo afirma que a eleição presidencial deste ano se dá entre o senador Aécio Neves (PSDB-MG) e o vice Michel Temer. Sua tese infundada é de que a presidente Dilma Rousseff será alvo de processo de impeachment, antes ou depois de eleita.

Ao que tudo indica, o golpe é a nova estratégia das forças que já se veem derrotadas no próximo domingo.
Irresponsabilidade

A edição de Veja foi antecipada para esta quinta-feira para tentar interferir na sucessão presidencial, sobrepondo-se à soberania popular. Ontem, pesquisas Ibope e Datafolha confirmaram a liderança da presidente Dilma Roussef nas pesquisas eleitorais.

Os responsáveis diretos pelo atentado à democracia cometido pela Editora Abril são o diretor de Redação de Veja, Eurípedes Alcântara, o executivo Fábio Barbosa, que conduz a gestão da empresa, além dos acionistas da família Civita. Conduziram o jornalismo brasileiro a seu momento mais irresponsável, mais vil e mais torpe.

PS: Resumo da Opera: A imprensa marrom glace tramou o golpe ainda antes das eleições 2014 em favor de aécio,PPSB, não colou com a Reportagem da Veja, mas foi alinhavado para dar o golpe e o traira assumir.

Anônimo disse...

Após auditoria do PSDB, TSE reafirma lisura das eleições de 2014:

6 de novembro de 2015 - Conjur

Auditoria feita pelo PSDB nos sistemas de votação, apuração e totalização de votos nas eleições de 2014 não encontrou nenhuma irregularidade. A apuração do partido gerou um relatório, que foi lido nesta quinta-feira (5/11) durante sessão de julgamentos do Tribunal Superior Eleitoral. O presidente da corte, ministro Dias Toffoli, enfatizou que o documento confirma que não foi verificada nenhuma evidência de que houve adulteração de programas, de votos ou mesmo qualquer indício de violação ao sigilo do voto no pleito do ano passado.

“O objetivo da auditoria era verificar a lisura das eleições de 2014, ou seja, averiguar a integridade das urnas eletrônicas e sistemas adjacentes, buscando evidências que comprovassem alguma suspeita ou tese de fraude, e volto a dizer que não foi encontrada nenhuma evidência em tal sentido”, destacou o ministro Toffoli.

Ele ainda fez questão de ressaltar que há um ano, no dia 4 de novembro de 2014, o TSE acolheu o pedido de auditoria do PSDB e, de acordo com o plano de trabalho, ficou acertado que o relatório seria apresentado 30 dias após a última diligência, ocorrida no dia 22 de junho de 2015. Apesar do atraso de quatro meses, o TSE “teve toda tolerância com o partido e aguardamos até este presente momento para dar toda a transparência necessária ao processo eleitoral”, disse o presidente ao comunicar que irá despachar no processo “após a análise mais pormenorizada das áreas técnicas do tribunal”. (...)

PS: Pilantragem de quem mesmo?

Anônimo disse...

Ação no TSE era para ‘encher o saco’ do PT, disse Aécio a Joesley:

Estadão - 20 Maio 2017

A ação que pode cassar a chapa Dilma-Temer foi ajuizada pelo PSDB somente para “encher o saco” do PT. Foi o que disse Aécio Neves em conversa gravada por Joesley Batista anexada à sua delação premiada. “Lembra depois da eleição? Os filhas da p… sacanearam tanto a gente, vamos entrar com um negócio aí para encher o saco deles também.” O tucano, que assina a ação como presidente do PSDB, diz que Michel Temer pediu que recuasse após o impeachment. “Se eu retirar, não tô nem aí, perco nada, mas o MP assume essa merda.” ...

PS: O painelista pode falar pelos eleitores do aécio que já se sabia do que fazia e continuo fazendo até ser pego no grampo da JBS, mas a imprensa marrom glace botava embaixo do tapete. Contra Dilma não tem nada, além de delações vazias, já contra o traira tem "audio, video e mala de dinheiro", dele e seus assessores próximos.

Anônimo disse...

TANTO TUCANOS COMO PETISTAS SÃO COMUNISTAS; OS PRIMEIROS FABIANOS E OS SEGUNDOS TROTKISTAS STALINISTAS.ESTOU CAGANDO E ANDANDO. SÓ QUERO VOTO A MÃO POIS A SMARTMATIC É VICIADA. BOLSONARO JÁ OU INTERVENÇÃO MILITAR JÁ. VAMOS VARRER OS COMUNOFASCISTAS.

Anônimo disse...

MARCELO ODEBRECHT JA DISSE QUE DILMA SIM DISSE QUE DILMA LHE PEDIU PESSOALMENTE 12 MILHOES , TAMBEM PEDIU GRANA PRA CAMPANHA DA RÉ GLEISE HOFMANS DILMANTA PEDIU GRANA P CAMPANHA DA RÉ DO PT AFGLEISE HOFMAN CASADA COM O PETRALHA PAULO BERNARDO QUE É REU TAMBEM O LADRAO DE IDOSOS MAS A BANDISDA= A BANDILMA É BLINDADA PELO JANOT - NADA LHE ACONTECE

Anônimo disse...

ODEBRECHT TAMBEM DISSE QUE DEU EM MAOS PRO LULA 23 MILHOES

Anônimo disse...

O tal Joesley da JBS não disse nenhuma novidade, ao afirmar que Temer e Aécio SÃO OS CHEFES, nº1 e nº 2, respectivamente, DE TODOS OS ROUBOS OCORRIDOS DURANTE OS GOVERNOS HONESTOS DE LULA E DILMA!!! Joesley tratava de propinas somente com Aécio e Temer, tudo gravado!!! Mas o Judiciário, ACOVARDADO, como bem disse o Presidente Lula, nada faz!! Vergonha!!!

Anônimo disse...

Petralha corruPTo das 15,41. Se tu sabes ler, compra na Amazon.com o livro OS PETROLADRÕES - de Ivo Patarra. É um apanhado geral dos 13(treze) anos de roubalheiras do teu partido. Chega dar nojo de ler tanta roubalheira. Não é invenção do jornalista. Ele se deu ao trabalho de recolher tudo em que a petralhada, inclusive o Aécio temer e outros mais, estão envolvidos em "mal feitos", como diz o ladrão do 9dedos.

- O livro PETROLADRÕES, na Amazon.com para o Kindle, custa R$ 14,90.