Cpers conclui hoje eleição da nova diretoria. 83,2 mil professores podem votar.

Termina hoje a eleição para a nova diretoria do Cpers, o poderoso, ultra-esquerdista e nervoso sindicato dos professores públicos estaduais gaúchos. Podem votar 83,2 mil professores.

Todas as chapas são de forte oposição aos governos federal, estadual e municipal, alinhadas  de uma ou de outra forma com PT, PCdoB, Psol ou PSTU.

Helena Aguiar Schurer, a atual presidente, disputa a reeleição contra outros três candidatos, inclusive Rejane Silva de Oliveira, ex-presidente, aposentada desde os 54 anos.

CLIQUE AQUI para ler análise de Percival Puggina sobre esta eleição.

5 comentários:

Unknown disse...

Atenção "educadores": não esqueçam de levar a Cartilha Comunista para poder votar!!!

Anônimo disse...

CPERS = PT = ESCUMALHA . TUDO BADERNEIROS.A EDUCAÇÃO AQUI CADA VEZ PIOR.ESTÃO FORMANDO BURROS.BURRINHOS.

Anônimo disse...

A mulher que o editor citou é aposentada desde os 54 anos porque professoras se aposentam com 25 anos de contribuição e professores do sexo masculino com 30 anos de contribuição. O mesmo acontece com policiais.

Não tá contente com a legislação previdenciária que permite uma professora se aposentar com 25 anos de contribuição? Reclama pro seu deputado que só ele tem o poder de mudar isso

PEDRO disse...

AS TETAS E MORDOMIAS DA DIRETORIA , NINGUEM QUER LARGAR PORQUE AI VÃO TER QUE TRABALHAR .................

Anônimo disse...

Cpers é uma vergonha, esse pessoal usa garotos pobres como massa de manobra para implantar a agenda politica petista e doutrinar alunos com mentiras vermelhas.