Banco Central não teme corrida bancária, mas trata de se proteger desde já

Embora o governo esteja preocupado com a possível fuga de clientes e saques, caso os maiores bancos sejam envolvidos em delações que farão os ex-ministros Antonio Palocci e Guido Mantega, não existe um risco sistêmico, segundo as autoridades.

Risco sistêmico significa corrida bancária.

A última corrida bancária aconteceu quando Collor congelou poupanças e depósitos.

A mais famposa corrida bancária global foi a do crack, Estados Unidos, 29132 (foto ao lado).

É isto.

3 comentários:

Anônimo disse...

IMPOSSÍVEL nos atuais dias, TODA a população está dependurada nos Bancos e seus caixas eletrônicos. São poucos que não recebem pelos bancos.

NA VERDADE os bancos estão roubando da população sistematicamente desde os anos 70, lançando valores pequenos de débitos nas conta correntes de todos, em sendo pequenos valores poucos reclamam.

Anônimo disse...

Sem falar do come cotas que muitos desconhecem em suas aplicações financeiras!

Anônimo disse...

Tomara que aconteça.
Faz tempo que estou esperando uma disparada nas taxas de juro das NTNB's do Tesouro Direto.
Vai ser a minha aposentadoria.