Agora é guerra, diz Veja ao atacar o governo Temer

Da mesma forma que já faz a Rede Globo há algum tempo, também a revista Veja decidiu declarar guerra ao governo Temer.

Veja de hoje delata a Abin, que estaria no pé do ministro Fachin.

A revista não denuncia a Câmara dos Deputados, onde deputados governistas que protocolaram um pedido de explicações ao ministro do Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin, sobre sua suposta relação com o delator do Grupo J&F, Ricardo Saud, pressionam o presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), para incluir o tema na pauta. O grupo alega que a população exige explicações sobre a suposta ajuda de Saud na campanha de 2015 para que Fachin fosse referendado no Senado como ministro da Corte e questiona se a proximidade entre os dois interferiu na concessão de benefícios aos delatores do Grupo J&F.

A JBS denunciou que seu diretor comprou 1/4 dos atuais senadores e pediu votos para Fachin.

13 comentários:

Anônimo disse...

Muito simples na reunião do partido cada um pergunta ao seu colega se houve essa pressão e como é o relacionamento de cada um com a JBS e outras empresas confessadamente agentes da corrupção ativa , não precisa nem perguntar para o Ministro Fachin , pois certamente não foi ele que esteve a conversar e convencer os nobres representantes do povo, pois se eles não sabem quem poderia saber?

Nani disse...

Temer x Democracia... quem vencerá???

Anônimo disse...

A pergunta que eu faço: e esse congresso pode votar alguma coisa ?

Anônimo disse...

Jornalismo vigarista, desrespeita os funcionários sem nenhuma prova.

Anônimo disse...

A única lavajato eh a do Juiz Moro. O Temer soh cai se mexer com o Moro, q tem o apoio maciço da população.

Luiz Oliveira disse...

Esses veículos da grande imprensa estão desesperados pelo corte de verbas publicitárias do governo federal.

Realista disse...

O Ministro em pauta sempre foi defensor, adivogado e incentivador dos movimentos sem-terra. Há vídeos na internet.
Isso explica a não interferência do do MST nas fazenda pós aquisição (desapropriação?)
pela empresa detentora de grandes (e põe grande) áreas de terras e perto do monopólio de carnes e couros em extensas áreas do Centro-Oeste e também do Pará.
Escolhido a dedo pelo pt e nomeado pela Dilma para melhor aparelhar o STF. Seu condutos político foi o senador Álvaro Dias, que deve explicações ao povo brasileiro.

Anônimo disse...

que montagem de capa fuleira...

tem blog de guri de 12 anos que faz montagens bem melhores que isso ai...

essa VEJA virou um lixao mesmo...

devem ter entupido a redaçao e a parte grafica desses petistas incompetentes...

Anônimo disse...

Pergunto novamente...: "quem seria o presidente para um mandato tampão de um ano e meio...???" será que ele manteria os atuais ministros...??? trocaria o ministro da fazenda e do banco central, trocaria o presidente da PTbrás...??? Agora que o país está entrando nos eixos com o temer(aliás quem elegeu o temer foram os membros da ORCRIM), inflação diminuindo, país crescendo lentamente. Será que o BNDES cortou os empréstimos a juros camaradas, de 3 a 5%, para a editora Abril e a rede Globo...???

Anônimo disse...

Viva a LAVA-JATO . !!!

Façanha, o advogado do povo disse...

Essa REVISTINHA VAGABUNDA, vive me propondo ASSINATURA. Acontece que ainda não estou comendo COCO.

Anônimo disse...

Acredito na Veja fake news!!!!!ainda mais com um petista no comando.

skawalker junior disse...

O TSE fez a pratica do maior absurdo na justiça pública teve ministro que estaria por lei impedidos de votar por serem recentemente advogados do pt. mais brasil é brasil, quanto esse nova situação é apenas mais uma das varias que vão sair contra temer, quem tiver paixão que aguente.