Ação contra acordo da JBS pode ser julgado nesta quarta pelo STF

O Palácio do Planalto articula com ministros do STF para incluir na pauta de quarta-feira, de forma extraordinária, o mandado de segurança que questiona o acordo de colaboração da JBS.

Depois da absolvição pelo TSE, Michel Temer está confiante.


As informações são do blog O Antagonista.

3 comentários:

Anônimo disse...

Perdendo tempo ckm os vigaristas do Antagonista.

Mordaz disse...

Temer faz de tudo para obstruir a justiça.

Anônimo disse...

Realmente, esse Acordo de Leniencia foi muito estranho. Muito rápido, foram 30 dias entre seu inicio e o fim do Acordo. Na Lava-Jato, em Curitiba, o processo duraria um ano. A homologação da delação foi rapidíssima . O apressado Acordo foi generoso demais com os corruptos confessos, que não ficaram presos um só dia , e puderam viajar imunes e impunes para os EUA, com suas famílias e babás . Sequer as gravações , que foram tornadas públicas de imediato, causando um grande caos político , foram periciadas. Merece investigação .!!! Tia Glória .