Trabalhadores do estaleiro QGI ameaçam com greve em Rio Grande

Em pleno andamento das mongagens das plataformas de petróleo P-75 e P-77, o estaleiro QGI, Rio Grande, enfrenta a ameaça de greve entre os 1.200 trabalhadores que querem aumento salarial de 10%.

A QGI quer pagar apenas 4,05%.

Ontem, os trabalhadores pararam por 24 horas.

7 comentários:

Anônimo disse...

Estes sindicatos são fogo, manipulam seus idiotizados afiliados, jogam eles na fogueira e depois não fazem nada pelos futuros desempregados que agora os apoiam.

Unknown disse...

Pelegada vai inviabilizar o que resta do famigerado Polo Naval inventado por Lulla para comandar a propina via Sete Brasil!!!

Anônimo disse...

O desemprego está enorme. O polo naval, da roubalheira, tá a meio pau. Os funcionários do estaleiro, ainda fazem greve. Vai ter gente demitida. Depois não façam passeata, pelo emprego perdido.

Justiniano disse...


Eles já não são a ultima bolacha do pacote.

Eles peguem porque muitos estão desempregados e loucos para pegar o emprego de vocês. Se a CUT for vocês vão se ferrar, porque vão demitir e pegar novos.

Anônimo disse...

Estes pelegos vão ter que chorar quando sair a última plataforma, e terão que ir para casa.

Anônimo disse...

Estes ignorantes não percebem a crise que assola Rio Grande, o estado e o país, que já tem mais de 14 milhões de desempregados.
Em vez de ficarem contentes por terem emprego e ainda receberem oferta de mais de 4% de aumento, resolveram fazer greve contra a empresa que pode enfrentar dificuldades e ter de demitir todos eles.

Anônimo disse...

Faz alguns dias que Lula o mentor desse Polo esteve lá. Não conseguiram aumento dos salários com ele? Mas foram cortejá-lo na sua visita. O PODER EMANA DO POVO, mas muita gente ainda não sabe.