Servidores públicos gaúchos comemoram novo adiamento da votação do pacote de ajuste fiscal

O governo Sartori mandou adiar mais uma vez a votação dos projetos que integram o seu mais recente pacote de ajuste fiscal, tudo porque não tem garantia de que conseguirá aprová-los. A forte pressão das corporações do serviço público pela manutenção dos seus empregos ou privilégios, consegue manter sob rédea curta deputados indecisos e ampliar o apoio dos deputados comprometidos com a vanguarda do atraso.

Os sindicatos dos servidores públicos, em vigília diante da Assembléia, soltaram foguetes.

Os projetos de maior interesse dos servidores públicos
- Propostas de Emenda Constitucional (PECs) 257, 242 e 256, que, respectivamente, altera o calendário de pagamento dos salários dos servidores, extingue a concessão de licença-prêmio e acaba com a licença remunerada para dirigentes sindicais. Todas elas, por mudarem a constituição estadual, precisam de 33 votos para serem aprovadas.
- PLC 243, que aumenta o tempo de serviço para aposentadoria de brigadianos e policiais.
- PLC 245, que estabelece jornada de oito horas diárias para agentes penitenciários, que hoje trabalha em regime de plantão.


O projeto que mais interessa ao governo é a PEC 259 – que retira a exigência de plebiscito para venda da CEEE, Sulgás e CRM.

5 comentários:

Anônimo disse...

Tanto a ser feito neste grande estado e o (des) governo atrelado a mudanças que não apresentam um grande avanço.

Unknown disse...

O Estado é deles!!!
E nós pagamos...

Anônimo disse...

O maior entrave p/ o desenvolvimento do RS é a assembléia legislativa c/ muitos deputados covardes e outros tantos populistas e demagógicos, vejo que o executivo até tenta suas medidas para melhorar a situação do nosso estado mas esbarra no acovardamento de alguns deputados mais ao centro que tem medo das corporações, como se essa gente fosse votar nesses deputados que cedem ás presões. Agora, não podem as corporações de servidores públicos,serem maiores que o RS e determinarem o rumo das coisas, isso tem que mudar.Essa assembléia há muito tempo nao representa mais os verdadeiros interesses do seu povo!! Aos deputados mais centristas e indecisos só digo que o meu voto covarde não leva !!!

Anônimo disse...

Sartori sem dúvida,é o Cavaleiro Andante do RS.
RS hoje,é refém dos funcionários públicos que se dizem ter estudado muito para
se tornarem mandarins.
De funcionários públicos,se transformaram em "patrões públicos".
Nós,pagadores de seus salários,somos seus funcionários.
Pagamos também,todos os conhecidos penduricalhos que só eles possuem agregados ao salário,que levam junto ao se aposentarem.
Mas é que eles "estudaram"muito.Concursos muito "difíceis".
Passam em concurso para lixeiro,e depois são "cedidos"com salário dez vezes maior.

alex silva disse...

Eu acho uma graça daqueles que falam mal do funcionario público mas qdo abre concurso são os primeiros a se inscreverem.