Rodrigo Maia quer votar reforma da previdência no final do mês

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, disse esta tardeao jornal O Globo que poderá votar a reforma da previdência nos dias 30 e 31.

7 comentários:

Anônimo disse...

Sem moral para presidir a casa do povo. Impeachment para esse presidente da Câmara.

Anônimo disse...

Jornalista que apoia essa reforma tem minha desconfiança.
Todo mundo deve ao INSS, ninguém cobra.
Temer vai quebrar de vez o Brasil.

Anônimo disse...

Anônimo das 19:45 , Temer está fazendo o que pode para recuperar a economia do País. Hoje sairam números favoráveis da economia. Ontem , li que o TCU está analisando contratos irregulares do BNDES, dos governos de LULA e DILMA , que indicam prejuízos da ordem de R$ 1,3 TRILHÕES. Quem quebrou o BRASIL foi a dupla LULA e DILMA . !!!

Anônimo disse...

ESTE BLOG POUCO FALA DA LEI DA IMIGRAÇÃO. VEJA O QUE JÁ ESTÁ ACONTECENDO NA EUROPA E VAI ACONTECER EM BREVE NO BRASIL:

terça-feira, 9 de maio de 2017
A Legalização do Estupro Ganha Terreno com Influxo de Migrantes Islâmicos na Europa
Tradução: Wake Up!
Autor: Kit Daniels, 8 de Maio de 2017.

Rape Legalization Gains Ground Amid Migrant Influx in Europe

Europa Ocidental no caminho da legalização de estupro cometido por migrantes


França, Suécia, Alemanha e outras nações europeias estão no caminho para legalizar o estupro cometido por imigrantes porque faz parte de "sua cultura".

Por mais chocante que pareça, um número recente de estupradores, que se livraram de punições severas, sugerem que existe um precedente para descriminalizar estupros cometidos por migrantes, porque eles não "entendem culturalmente" as leis de estupro do Ocidente, nem mesmo a palavra "não".


Em suma, as violações de imigrantes são minimizadas como "mal-entendidos culturais" e, portanto, as vítimas nunca recebem justiça, o que significa que a legalização do estupro "de fato" está, em sua maioria, já em vigor.

Por exemplo, um juiz alemão recentemente absolveu um traficante e estuprador turco, apesar de acreditar "em cada palavra" da acusação da vítima de 23 anos, porque, segundo o juiz, o que a vítima "experimentou como estupro", incluindo ter sua cabeça empurrada entre duas ripas de madeira da cama depois que ela disse que não, pode ser "culturalmente" considerado "sexo selvagem" na Turquia.

"O promotor admitiu que a absolvição deve ter sido um duro golpe para a vítima", relatou o Märkische Allegemeine, traduzido do alemão. "Por outro lado uma convicção não era possível porque não havia intenção demonstrada de estupro [pelo acusado.]"

Ainda mais, o turco afirmou isso porque não teria cometido uma violação porque tem mãe e irmã.

"A narrativa esquerdista doutrinou tanto os nativos alemães que seu respeito multicultural inclusivo e seu conformismo burocrático são capazes de deformar o que é, sem dúvida, estupro em uma questão cultural ofensiva, uma questão que tanto a autoridade legal quanto a mulher sexualmente abusada responderam", observa Damian Black em "Return of Kings". "Nada estava escondido, nada oculto; Todas as provas foram confirmadas e compreendidas, apenas para ser desconsideradas como um mal-entendido étnico ".

No entanto, isso não se limita apenas à Alemanha. Como relatei em abril, um muçulmano na Suécia evitou a prisão por estuprar violentamente um adolescente porque ele "não podia entender não", de acordo com o Hovrätten (tribunal real) da Suécia.

A corte se inclinou mais para o migrante, sugerindo que o "não" repetido da garota se referia apenas ao sexo anal forçado, o que os juízes de alguma forma não consideravam estupro.

E como também relatei em fevereiro, um tribunal sueco condenou um migrante muçulmano a apenas dois meses de prisão depois de ser condenado por violar analmente uma menina de 13 anos.

Ele também foi condenado a pagar o equivalente a US$ 2.800 em compensação para a vítima.

Esta é a cultura de estupro real acontecendo na Europa, mas não espere que as feministas prestem muita atenção.

Fonte: Infowars - Rape Legalization Gains Ground Amid Migrant Influx in Europe

Anônimo disse...

Anônimo das 20:20, ou tu és muito tolinho, ou estás no rolo ...
Temer era vice de quem ?
O desemprego aumentou 3 milhões.
Crescer em cima de bases negativas ?
Tu achas que todo mundo é trouxa ?

Anônimo disse...

SIM AS REFORMAS, SÓ QUEM É CONTRA É O PT ,CUT E SEUS PUXADINHOS VERMELHOS FRACASSADOS
SIM AS REFORMAS
APROVEM LOGO TEMOS QUE SAIR DESTE BURACO EM QUE O PT NANICO NOS JOGOU
SIM AS REFORMAS

Anônimo disse...

Essa gente não tem a mínima moral para reformar nada. Compram apoio, dando milhões em benefícios para quem tem muito. Não falta dinheiro, falta é uma limpeza geral.