Queda da atividade do comércio em abril sugere recuo das vendas do varejo no período

Em linha com o esperado para a indústria, o primeiro indicador coincidente do comércio referente a abril apontou para continuidade da retração da atividade do setor no início deste segundo trimestre. 

O índice de atividade do comércio recuou 0,2% na passagem de março para abril, de acordo com os dados dessazonalizados, conforme divulgado ontem pela Serasa Experian. Três dos seis indicadores que compõem o índice apresentaram queda no período. A maior retração, de 3,7%, foi registrada pelo segmento de combustíveis e lubrificantes. No sentido oposto, o segmento de veículos, motos e peças avançou 2,6%, em relação ao período anterior. Na comparação inter-anual, o índice caiu 0,2%, acumulando declínio de 4,5% nos últimos doze meses. Dessa forma, o resultado sugere, de forma preliminar, contração da atividade varejista no mês passado, reforçando a expectativa de economistas, como os do Bradesco, que acbam de informar ao editor que a retomada do consumo das famílias acontecerá gradualmente e mais nitidamente na segunda metade do ano.

Um comentário:

Anônimo disse...

Alguma novidade do governo temerário do traíra?