PF do RS começa a investigar Padilha, Maia, Rosário, Onyx e Yeda.

A Polícia Federal gaúcha começou a tocar os inquéritos que envolvem gaúchos com foro privilegiado e cuja investigação foi autorizada pelo ministro Edson Fachin, relator da Lava-Jato no Supremo Tribunal Federal. 

O RS é o primeiro Estado a dar apoio através de um núcleo da Delegacia de Repressão à Corrupção e Crimes Financeiros (Delecor), ligado ao grupo principal da PF que atua em Brasília.

Serão investigados pela PF do RS:

-  Ministro  Eliseu Padilha (PMDB), deputados federais Marco Maia (PT), Maria do Rosário (PT), Onyx Lorenzoni (DEM) e Yeda Crusius (PSDB) e os executivos Humberto Kasper e Marco Arildo Prates da Cunha, ambos ex-presidentes da Trensurb. 

Os investigados estão sendo intimados para prestar depoimento, que pode ocorrer na sede da PF em Porto Alegre ou em Brasília.

CLIQUE AQUI para saber o que pesa contra cada investigado.