Pacote final de Sartori depende de ajustes com PTB e PDT

Sem o apoio de franjas majoritárias das bancadas do PDT (7 deputados) e do PTB (5 deputados), ambos independentes, o governo Sartori não colocará em votação a parte mais decisiva do seu pacote de ajuste fiscal, cuja ênfase é a privatização de CEEE, Sulgás e CRM.

É uma das razões pelas quais o governo não demite e não demitirá os CCs do PDT, com,o tambpém aperta a corte sobre o PTB.

Em relação ao PTB, Sartori poderia ser mais assertivo.