Nova lei federal obriga controle da natalidade de cães e gatos

Os municípios brasileiros serão obrigados a adotar políticas de controle de natalidade de cães e gatos, conforme prevê a Lei 13.426/17, sancionada pelo governo federal, após 14 anos de tramitação no Congresso.

Pela lei, o controle de natalidade será feito por meio de um programa de esterilização permanente de animais, que deverá levar em conta a superpopulação ou quadro epidemiológico existente em cada localidade. O atendimento será prioritário para os animais que vivem junto a comunidades de baixa renda. Deverão ser realizadas, além disso, campanhas educativas nos meios de comunicação para conscientizar o público sobre a posse responsável de animais domésticos.

6 comentários:

Anônimo disse...

Revisem os textos, o título da matéria não tem a ver com o texto.

Anônimo disse...

Pena severa pra quem abandona os bichinhos também ajudaria.

Anônimo disse...

Parabens , mas deveriam estender as pessoas também .

Anônimo disse...

"campanhas nos meios de comunicação" > já diz tudo.

Osvaldo Rios Villas Bôas disse...

também concordo esa na hora de fazer controle de natalidade de humanos , o planeta não suporta mais , em breve mares rios estarão poluidos e faltará alimentos . Parabéns pela nova lei.

Anônimo disse...

O deputados sempre estão preocupados com as cadelas e com a cachoradas. Isto não tem nada a ver com os cães e gatos de verdade.