MPF exagera ao exigir demissão de diretor do GHC

A ex-vereadora Jussara Cony, PCdoB, farmacêutica, foi presidente do GHC durante muitos anos, sem que o MPF tenha questionado sua posição no cargo.

É inaceitável que o MPF tenha recomendado ao Conselho de Administração do Grupo Hospitalar Conceição, o imediato afastamento do diretor Administrativo-Financeiro Ibanes Filter, alegando que seu curso de jornalismo e de pós-graduação em Direito Político não o qualificam para o cargo.

Ibanes é administrador comprovado em diferentes áreas do setor público (ex-CRT, por exemplo) e privado, além de ter trabalhado durante muitos anos com o atual ministro Eliseu Padilha.

12 comentários:

Anônimo disse...

será! por trabalhar com este senhor não o qualifica, mas talvez ao contrario.

Flavio Martins disse...

Se é discípulo do Padilha, tem que ser afastado imediatamente

Anônimo disse...

Ter trabalhado muitos anos com o padilha não é currículo, é antecedente!

Anônimo disse...

Sempre é tempo de corrigir.

Mordaz disse...

Que absurdo. Certamente está lá para arrecadar para o PMDB. Não tem nada a ver com a área de saúde.

Anônimo disse...

DEPOIS DA CONY QUALQUER UM PODE ASSUMIR......

Anônimo disse...

A vereadora tem formação em área afim.

Anônimo disse...

A vereadora tem formação em área afim.

Anônimo disse...

O editor parece que nunca ouviu falar da nova lei das estatais...

Anônimo disse...

Só quando envolve pessoas ligadas ao Partido do editor, PMDB, o MPF exagera?

Já o MPF acusando o Lula com direito a powerpoint em rede nacional tá tudo certinho e o editor aplaude?

Anônimo disse...

Políbio Ibanez não é santo. Conforme a notícia abaixo:
O delator afirmou que o gaúcho indicou uma pessoa que trabalhava com ele para receber os valores, identificada por "Ibanez". O intermediário da construtora é citado como Nilton Coelho, funcionário da empresa.

— No caso do Eliseu Padilha, não era eu, mas o Nilton que entregava para uma pessoa de nome Ibanez, que trabalhava com ele (Padilha), no escritório político dele — revelou Lana.

Padilha já teve um assessor com este nome. Trata-se de Ibanez Filter, atual diretor Administrativo e Financeiro do Grupo Hospitalar Conceição (GHC). Ele chegou ao cargo por indicação do PMDB, depois que Michel Temer assumiu a Presidência da República.

Anônimo disse...

Há duas semanas levei uma paciente que estava passando para o Hospital Cristo Redentor. Apesar de ser um hospital para atendimento de traumato, atenderam com urgência a paciente que depois ficamos sabendo, teve um AVC. O atendimento desde a recepção, o enfermeiro que identificou a gravidade da situação, equipe médica, exames, atendimento aos parentes tudo nota dez. Aqui em Porto Alegre temos um hospital com um quadro qualificado, com notória boa administração. Temos um hospital de primeiro mundo, muito acima do péssimo atendimento, por exemplo, do Hospital Moinhos de Vento.