MPF diz que Moro absolveu Claudia Cruz porque tem coração generoso.

Nas redes sociais, a decisão de Moro é atribuída a pacto que o MPF teria estabelecido com o deputado Eduardo Cunha, visando obter ampla, geral e irrestrita delação premiada, que derrubaria a República.

O procurador do Ministério Público Federal Carlos Fernando dos Santos Lima afirmou que o órgão recorrerá da decisão do juiz federal Sérgio Moro, que absolveu a jornalista Cláudia Cruz, esposa do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), do crime de lavagem de dinheiro. 

O que ele falou esta manhã:

-Nós sabemos que parte desses valores [propina recebida por Cunha] foi utilizado por Cláudia para comprar bens de alto valor. Acredito que isso [a absolvição] decorre muito mais do coração generoso de Moro, que a absolveu por ser esposa de um criminoso, ligado a corrupção.