Mônica Moura reafirma que ouviu de Dilma: "Eu cuido das contas da minha campanha"

Mônica Moura e João Santana, quando estavam presos em Curitiba.

CLIQUE AQUI, também, pra ler reportagem de Gerson Camarotti: "Mônica complica situação de Guido Mantega".

A mulher do marqueteiro João Santana, Mônica Moura, que cuidava dos negócios da família,  relatou à Justiça Eleitoral conversas mantidas com Dilma Rousseff quanto à "questão financeira" da campanha da petista em 2014. Segundo Mônica, Dilma se colocou à disposição para resolver atrasos nos pagamentos feitos ao marqueteiro João Santana. Mônica Moura citou um encontro com Dilma em maio de 2014. Ela disse: 

- Este ano, tomo conta eu da minha campanha, não vai ter interferência do PT, porque as coisas lá são confusas, porque doações que entram vão para outras coisas e não se cumpre o que estava acordado.

Questionada se Dilma sabia que parte do valor pago ao casal era caixa 2, Mônica respondeu: 

- A presidente sabia, sem nenhuma sombra de dúvida.

A defesa de Dilma reafirmou que as declarações são "desprovidas de qualquer fundamento ou prova". O PT não se pronunciou.

2 comentários:

Anônimo disse...

Janete ainda não foi presa?
Precisamos perguntar todos os dias.

Anônimo disse...

A ex-dilma disse que a Mônica só falou mentiras.
Qual a vantagem para um delator mentir na sua delação???
Será que iria conseguir os benefícios da deleção sem apresenar provas???

A ex-dilma deve mudar o discurso...