Marcha da Maconha reuniu pouca gente na Redenção, Porto Alegre

Quase em segredo, um grupo de pessoas se reuniu no Parque da Redenção, na tarde deste sábado, para participar da Marcha da Maconha em Porto Alegre.

Manifestações semelhantes ocorreram ontem em várias cidades do mundo.

11 comentários:

Anônimo disse...

Meia dúzia de gente encardida ...

Anônimo disse...

Só comunas, anarquistas, e bandidinhos .......

Anônimo disse...

Só filhinhos mimados sem ocupação funcional e eternos acadêmicos do primeiro semestre prestes a jubilar.

Anônimo disse...

Diante do quadro anárquico que é este país, diante de uma previsão de convulsão social e sem nenhuma perspectiva de liderança e comando decentes, manifestações como estas, Marcha da Maconha, são demonstrações de alienação e de psicopatia.

Anônimo disse...

Baseado em quê essas manifestações? Fazer manifestação para a criação de empregos nem pensar, trabalhar que é bom, neca ee pitiritiba.Se hoje existem N programas governamentais contra o uso do Tabaco e do álcool e esse pessoalzinho ibdo na contra mão é muita incoerência aliás como quase tudo da esquerda brasileira.

Anônimo disse...

Baseado em quê essas manifestações? Fazer manifestação para a criação de empregos nem pensar, trabalhar que é bom, neca de pitiritiba.Se hoje existem N programas governamentais contra o uso do Tabaco e do álcool e esse pessoalzinho indo na contra mão, é muita incoerência, aliás como quase tudo da esquerda brasileira.

Anônimo disse...

Qdo eu era jovem, já faz tempo, chamar alguém de maconheiro, era ofensa. Agora fazem passeata a favor da erva maldita.

Anônimo disse...

pelo que me consta, a maconha ainda é proibida no Brasil...

nao sei como é permitido um negocio desses...

o certo seria passar um camburão - ou varios - e levar todos para se explicarem na primeira delegacia que avistassem...

Anônimo disse...

Maconheiros!

Anônimo disse...

Enquanto houver passeata do PT não se pode usar este argumento.

Anônimo disse...

Olhem... estava caminhando na praça e vi aquele grupo. Não sabia o que era... cheguei lá, era a Marcha da Maconha. Meu Deus, que negócio deprimente. Fiquei deprimido em ver aquela galera com aspecto desleixado, jogada, com aparência suja, defendendo a liberação. O pior não foi isso... o pior foram os discursos... Eles tem todo o direito de defender suas ideias, mas os argumentos eram patéticos... só gritavam "Vamo fumá toda a maconha de Porto Aleeeeeegre!!!!", "Vamo tudo nos chapáaaaaa que tá liberáaaaado!!!", "Vamo fumá adoidado e ninguém tem nada com isso!!!".
Meu Deus... que decadência...
Mas pasmem, o pior não é isso. O pior é a hipocrisia. Sim, porque quem fuma, querendo ou não aceitar o fato, faz parte SIM da engrenagem do crime e da violência que assola nossas cidades e mata nossas crianças... Porque quem fuma compra, e quem compra banca o tráfico. Querendo ou não, FAZ PARTE SIM dessa máquina de violência. Então é uma baita hipocrisia pregar a paz gerada pela maconha, enquanto na verdade se está alimentando o tráfico sanguinário, assaltos e mortes do tráfico. Uma coisa está TOTALMENTE ligada a outra. Sai de lá com a certeza definitiva de que maconha emburrece. Eu fora.