Kevin Krieger vai mesmo sair da prefeitura de Porto Alegre

O secretário de Relações Institucionais da prefeitura de Porto Alegre, Kevin Krieger, já começou a ativar sua empresa de consultoria, tudo com o objetivo de sair do cargo.

A função de Kevin poderá ser preenchida pelo vice-prefeito Gustavo Paim.

Kevin e Paim são do PP.


9 comentários:

Anônimo disse...

Me pergunto, consultoria de quê?? Este rapaz até hoje só trabalhou como político, bem-vindo ao mundo dos 14,5 milhões de desempregados.

Flavio Martins disse...

Impressionante como este pessoal gosta de consultoria. É sair de uma teta que já abre uma empresa de consultoria. Devem jogar cartas e Búzios para sobreviver.

Anônimo disse...

Um arrivista a menos!

Anônimo disse...

Vai sair,,,,pq o prefeito tirou o status de "poderoso" !
E tb...pq vai ter muita coisa séria caindo nas costas do Kevin.
Alias, o próprio prefeito disse que não quer pessoas com " ficha suja " no seu governo....
E em algumas secretárias tem gente que virou réu,,,,e até agora continua no seu cargo.

Anônimo disse...

Não fará falta, porém tem q levar a turma dele junto, pq chega de mamar na administração pública...Quem sabe faz um concurso???

Anônimo disse...


Ficou brabinho porque não conseguiu colocar todos os CC's que foram cabos eleitorais na Prefeitura. Mais um ponto para o Marchezan. Sem dizer que algumas pessoas estão contaminadas pelo governo anterior e devem ser substituídas. A sabotagem já esta sendo praticada por servidores em cargos estratégicos contra o governo Marchezan.
Espero que os novos supervisores conversem com chão de fabrica para saber o que realmente ocorre nos bastidores do funcionalismo.

Anônimo disse...

Polibio,
O pior dos ciúmes é o de homem!!!!!

Anônimo disse...

Esse PP discursa na direita mas andou colado no PT na roubalheira.

Anônimo disse...

O bom que Krieger levasse com ele alguns CC's e destitui-se a turma que colocou em cargos desde o governo anterior. Serve para chefias e Coordenadores indicados pelos seus afins. O Prefeito não deve esquecer que partidos que abandonaram o barco no governo anterior devem ter suas opiniões e indicações reavaliadas. São traíras por natureza.