Juiz do caso Eike desafia de novo o STF

O juiz Marcelo Bretas, Rio, tal como fizeram hoje os procuradores feederais em relação a Zé Dirceu, afrontou mais uma vez o STF (leia-se Gilmar Mendes).

Ele avisou que Eike Batista s´ficará em casa preso se pagar R$ 57 milhões.

O juiz já tinha feito leitura própria da ordem de liberdade concedida pelo STF, ao exigir que a liberdade ficaria circunscrita aos limites da sua própria casa.

Gilmar Mendes diria em relação a Bretas, o mesmo que disse hoje sobre o MPF do Paraná:

- Sáo os cachorros mordendo o rabo.

Gilmar Mendes não passa de um boquirroto.

12 comentários:

Anônimo disse...

Quem ganha com a bagunça e a inversão da hierarquia? Tem dedo do Janot para salvar o lider.

Anônimo disse...

Se todos os Ministros do STF tivessem a seriedade desse Juiz para enfrentar o crime organizado certamente o Brasil seria outro.

Anônimo disse...

Primeira e segunda da instâncias estão de parabéns, cumprindo a lei como deve ser. Vamos ver até onde vai este STF.

Anônimo disse...

Primeira e segunda da instâncias estão de parabéns, cumprindo a lei como deve ser. Vamos ver até onde vai este STF.

Anônimo disse...

Como pode? Instâncias inferiores dando exemplo de postura firme e seriedade, enquanto o STF faz o que faz.

Anônimo disse...

Parabéns juiz Marcelo Bretas. Muitos ficaram indignados com a prisão domiciliar do Eike Batista. Que tenha uma multa bem pesada.

Anônimo disse...

Ainda existem alguns JUÍZES no Brasil.

Anônimo disse...

O tribunal "SS" de Curitiba viola sistematicamente o Direito, como seus antecessores do III Reich faziam. Desconhecem direitos humanos mínimos.

Anônimo disse...

Juízes querem surfar na onda do Moro. Pergunta: por onde andava o judiciário carioca, enquanto o Rio de Janeiro era saqueado pela turma do Cabral??

Anônimo disse...

Multa pesada, muito boa essa solução!
Encaminhar a grana para pagamento dos fornecedores dos hospitais públicos do RJ com a máxima urgência!

Anônimo disse...

Quem acusa é o mp. O judiciário só entra em cena depois. E entrou.

Anônimo disse...

Justiça do Brasil em ação. STF manda soltar os homens de bens.