João Santana usou dinheiro sujo para pagar R$ 200 mil ao editor de Dilma Bolada

A marqueteira Mônica Moura relatou em delação premiada que pagou R$ 200 mil ao publicitário Jeferson Monteiro em 2014 para que ele reativasse o perfil "Dilma Bolada" nas redes sociais e fizesse postagens favoráveis ao governo petista.


A página "Dilma Bolada" era o principal personagem satírico da ex-presidente Dilma Rousseff e era conhecida por apoiar publicamente, de forma descontraída, a então presidente e o governo petista. 

Em 2014, o perfil contava com mais de 1,4 milhões de seguidores.

17 comentários:

Anônimo disse...

mas esse ai da foto nao é o Dilma bolada...

é um humorista que imitava aquela senhora e ja teve alguns problemas com os fanaticos lulopetistas...

Anônimo disse...

Essa gente (Dilma Bolada, famila da Dilma, familiares do Lulla, etc) tem que ser ridicularizados, escorracados, perseguidos onde forem pelos proximos 20 anos. Nao podem ter paz.

Lembrando que por muito menos a Zelia Cardoso de Melo abandonou o Brasil e vive ate hoje em NY, incognita. Muito por perseguicao dos mesmos corruPTos que estao enrolados na Lava Jato.

Anônimo disse...

Pragmatismo. 23/FEB/2016. Por que escândalos de corrupção envolvendo tucanos não avançam na Justiça?

Gil Alessi, ElPaís
Nos últimos anos, em um processo que começou com o mensalão e avança agora com a operação Lava Jato, o brasileiro se acostumou com algo até então considerado improvável: ver políticos no banco dos réus. Ex-ministros, senadores, tesoureiros e líderes partidários foram condenados a penas de prisão em regime fechado. A lei parecia finalmente se voltar para os crimes de colarinho branco cometidos por aqueles que integram o establishment político. Se por um lado processos contra o PT e partidos de sua base aliada avançam em ritmo acelerado, o mesmo não se pode dizer dos dois grandes escândalos de gestões do PSDB. Inquéritos estacionados há anos (...)

Cartel de trens e metrô
O outro escândalo tucano é ainda mais antigo que a lista de Furnas. Batizado de trensalão, trata-se de um esquema de pagamentos de propina e formação de cartel para disputar licitações do Metrô e da CPTM no Estado de São Paulo. Os primeiros indícios de corrupção do caso surgiram em 1997, durante o Governo do tucano Mário Covas, morto em 2001. À época a Polícia Federal indiciou 10 pessoas ligadas à gestão do governador. Dez anos depois, supostas propinas pagas pela empresa Alstom começam a ser investigadas em vários países, e em 2008 um funcionário da Siemens detalha o esquema de propinas em projetos do Metrô e da CPTM de São Paulo e do Metrô do Distrito Federal. Posteriormente, a Siemens decidiu procurar o Conselho Administrativo de Defesa Econômica para delatar a existência do cartel. Mais de uma dezena de processos do caso tramitam na Justiça (...)

Mensalão tucano
A figura mais emblemática da suposta impunidade tucana é o ex-governador de Minas Gerais Eduardo Azeredo (PSDB). Ele foi condenado em dezembro de 2015 a 20 anos e dez meses de prisão em regime fechado por peculato e lavagem de dinheiro no caso conhecido como mensalão tucano, ocorrido há 17 anos. Os crimes, supostamente ocorridos em 1998, foram denunciados pela Procuradoria-Geral da República apenas em 2007. No ano passado, após a PGR pedir pena de 22 anos para o então deputado federal, ele renunciou ao mandato. Com isso, ele perdeu o foro privilegiado mas ganhou tempo, pois o julgamento do seu caso voltou para a Justiça comum, em primeira instância. Entre o Supremo Tribunal Federal – que o julgaria se mantivesse o foro – enviar o processo de volta à Vara correspondente e a juíza Melissa Pinheiro Costa Lage emitir sua decisão nesta quarta, se passaram 21 meses. Como a decisão foi de primeira instância, ele poderá aguardar a tramitação de seus recursos em liberdade, e existe a expectativa de que os crimes atribuídos a ele tenham prescrito antes de acabarem os recursos. Neste caso, Azeredo não chegará a cumprir pena alguma.(...)

PS: E mais recentemente delações da Lava Jato contra a alta plumagem do PSDB, como fhc, aécio, serra, aluisio ferreira nunes e alkmin.

Anônimo disse...

O ANONIMO DAS 14 HORAS É UM JUMENTO VERMELHO, QUE DEFECA PRA CACETE, É CEGO E SÓ COME FEZES EMITIDAS PELOS SITES PORNOGRÁFICOS COMUNOFASCISTAS!

Anônimo disse...

Vergonha de ser brasileiro!

Felipe disse...

A resposta é porque nos últimos 13 anos o PT governou o país .... Roubando para mais de metro.

Anônimo disse...

1,4 milhões de seguidores? Esta deve ser a população presumida de presidiários e candidatos a isto no Brasil, é só falcatrua. Seguidores dos mais honestos.... kkkkk

Cláudio Luís disse...

Por favor Políbio, corrige a foto do humorista Gustavo Mendes. Ele não faz parte do Dilma Bolada criada pelo ator Jefferson Monteiro. Um abraço.

Anônimo disse...

Se o duelo com Moro não matou Lula, vá de marqueteiro!
POR FERNANDO BRITO · 11/05/2017.

Ontem, o insuspeito Reinaldo Azevedo, ainda durante a fase “secreta” do interrogatório de Lula, escreveu um de seus posts: “Se Moro não esmagou Lula no tribunal, PT venceu outra de goleada!”

Bem, Moro não esmagou Lula, isso é de tal maneira evidente que não houve um “coxinha” que o dissesse, não é?

E aí, observa a minha cara amiga Sylvia Moretzsohn, o jeito foi apelar para o marqueteiro.

No caso, o ex-marqueteiro João Santana, que substituiu com a recorrente afirmação do “ele sabia” a falta de provas de ontem, em Curitiba.

É preciso manter o canhoneio incessante, para que o adversário não aja, nem sequer pense.

Não é preciso acertar na mira, basta o estrondo, o barulho.

Jeferson Monteiro, autor do perfil “Dilma Bolada” pede no Facebook que indiquem onde pode receber os R$ 1,7 milhões que dizem que ele recebeu, agora com o acréscimo de R$ 200 mil declarado pela mulher do marqueteiro, porque está com o aluguel atrasado e o telefone cortado.

Da história do casal 171, o que sobra são os dois delatores ricos, riquíssimos e os “chefões”, um morando em “Saint Bernard de le Champs” e a outra morando no bairro Tristeza, em Porto Alegre, uma cidade da Côte D’Azur, como sabemos, num apartamento de 120 metros quadrados.

Se há uma coisa pela qual Dilma e Lula devam ser condenados, na estranha ótica da elite brasileira, é por não saberem roubar.

Como disse, numa das conversas grampeadas por Moro, o então prefeito do Rio Eduardo Paes, um “cabral-boy”:

“Agora, da próxima vez o senhor me para com essa vida de pobre, com essa tua alma de pobre comprando “esses barco de merda”, “sitiozinho vagabundo”, puta que me pariu!”, disse Eduardo Paes, que ligou para Lula para prestar solidariedade após a 24ª fase da Operação Lava-Jato, que teve como alvo o ex-presidente.”O senhor é uma alma de pobre. Eu, todo mundo que fala aqui no meio, eu falo o seguinte: imagina se fosse aqui no Rio esse sítio dele, não é em Petrópolis, não é em Itaipava. É como se fosse em Maricá. É uma merda de lugar porra!”

É por isso que Lula será condenado e Aécio, absolvido.

PS: É aquela coisa; inverta sempre. Resolve de vez o problema do Lula e do autor da Dilma Bolada. É assim se o Jornal Nacional diz que o triplex é do sr. X o zelador diz que o triplex é do sr. X o MPF diz que o apto é do sr. X. Então o apto é do sr. X. O mesmo contra Dilma, se o delator, tá dito. E tenho dito.......Vai trabalhar vagabundo.

Anônimo disse...

Governo de SP "ressuscitou" projeto de 1991 para construir linha de Metrô citada em delação. Do UOL, em São Paulo 12/05/2017- Veja mais em https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2017/05/12/governo-de-sp-ressuscitou-projeto-de-1991-para-construir-linha-de-metro-citada-em-delacao.htm?cmpid=copiaecola

Anônimo disse...

Sempre o nosso bom e velho imposto para bancar os corruPTos!
Chega! Basta! Fora!
Cadeia para esse poste e seu mentor diabólico!

Anônimo disse...

Golpista de primeira hora, Paulinho agora diz que Temer ataca trabalhadores: brasil 247.Presidente do Solidariedade e da Força Sindical, que apoiou o golpe parlamentar que levou Michel Temer ao poder, deputado Paulinho da Força rebateu a afirmação do governo nesta sexta-feira 12 de que o "trabalhador não terá nenhum direito a menos com reforma" trabalhista; "Se destruir a organização dos sindicatos, os empregadores acabarão com todos os direitos adquiridos, porque o trabalhador não terá força para lutar sozinho", disse; para ele, o texto aprovado na Câmara e que agora tramita no Senado "é uma vergonha"...

Anônimo disse...

Golpista de primeira hora, Paulinho agora diz que Temer ataca trabalhadores: brasil 247.Presidente do Solidariedade e da Força Sindical, que apoiou o golpe parlamentar que levou Michel Temer ao poder, deputado Paulinho da Força rebateu a afirmação do governo nesta sexta-feira 12 de que o "trabalhador não terá nenhum direito a menos com reforma" trabalhista; "Se destruir a organização dos sindicatos, os empregadores acabarão com todos os direitos adquiridos, porque o trabalhador não terá força para lutar sozinho", disse; para ele, o texto aprovado na Câmara e que agora tramita no Senado "é uma vergonha"...

Anônimo disse...

E o que fizeram com os Fundos de Pensão dos verdadeirostrabalhadores? Quem não trabalha passa todo tempo tramando contra os que trabalham.

Anônimo disse...

Cara vc gosta de fazer testão,vc acha que as pessoas não sabem dos desmandos do psdb?Vc não viu como Aécio caiu nas pesquisas? Vc pensa que foi do nada,caiu pq as pessoas viu que ele é da mesma laia,só que vcs idolatram o Lula independente do que ele faz e fala,caia na real Jardim tá ridículo e patético e de mal caratismo e aproveite leva Aecio ,Alckmin e FhC pra vcs e façam bom aproveito.

Anônimo disse...

Vive lá até hoje com o dinheiro roubado naquela época.

E cheio de otario achando bonito.

Anônimo disse...

O cara tem talento, era muito engraçado. Mas devia ter emitido nota fiscal.