IPCA-15 de maio mostra que inflação despenca para valer.

Resultado do IPCA-15 reforçou a desinflação em curso.

Ao lado, gráfico mostra que inflação foi contida e registra queda forte no atual governo.

O IPCA-15 registrou alta de 0,24% em maio, acima da expectativa da mediana do mercado (0,20%), conforme divulgado ontem pelo IBGE. A surpresa concentrou-se na alta mais intensa dos preços de alimentos. A ligeira aceleração em relação ao mesmo período do mês anterior, quando o índice subiu 0,21%, refletiu principalmente a maior elevação do grupo de alimentação e bebidas, que passou de 0,31% para 0,42%. A alta sazonal dos preços de vestuário (0,74%) e a queda menos intensa de transportes (-0,40%) também contribuíram para essa aceleração. Por outro lado, o grupo de habitação desacelerou de uma alta de 0,39% para outra de 0,15%, com a queda das tarifas de energia elétrica, ainda refletindo os descontos aplicados pelas distribuidoras em abril. 

No acumulado em doze meses, o índice cheio desacelerou de uma expansão de 4,41% para outra de 3,77%, ficando abaixo do centro da meta de 4,50% estabelecida pelo Banco Central, e apontando para a continuidade do processo de desinflação em curso. 

3 comentários:

Anônimo disse...

Óbvio. O país está parado, sem atividade economica. Os dados de desemprego sendo mascarados, o que esperar...

Anônimo disse...

Sim, despenca pq as pessoas estão comprando menos por medo ou pq estão desempregadas.

Anônimo disse...

Fica Temer! Conseguiu impulsionar o Brasil. Em Brasília restaram apenas meia dúzia de parlamentares em defesa do povo. Então lá não há substituto. Somente com o voto do povo um novo presidente. Basta