Filho insinua que PMDB pode ter mandado derrubar o avião de Teori Zavascki. E conta que Teori pediu apoio das Forças Armadas.

A jornalista Kelly Matos, Rádio Gaúcha, copiou ontem a noite o post publicado no Facebook nesta quarta-feira, apagado logo depois, no qual o filho do ex-ministro do STF Teori Zavascki, Francisco Prehn Zavascki, acusa o PMDB de tentar barrar a Operação Lava-Jato a qualquer custo. O editor foi até a página de Francisco as 23h, mas nada conseguiu, nem mesmo na página da jornalista, da qual já tinha feito print screen(ao lado).

O que disse Frederico Zavascki:

- Derrubaram a Dilma e assumiu o Temer. Do que eles são capazes? Será que só pagar pelo silêncio alheio? Ou será que derrubar avião também está valendo? (...)  Não tenho como não pensar que não mandaram matar o meu pai!.

No post, cuja cópia ao lado o editor recebeu ontem a noite, Francisco revela pela primeira vez que o ministro chegou a consultar as Forças Armadas para saber se teria apoio para agir.

Ele não poupou Temer, Serra e Padilha - líderes que foram ao velório do pai:

- Que gente sínica [sic]. Não tem coisa que me embrulha mais o estômago do que lembrar que, no dia do velório do meu pai, diante de tanta dor, ainda tive que cumprimentar os membros daquele que foi apelidado naquele mesmo dia de o 'cortejo dos delatados.

Francisco pediu desculpas pelo desabafo e concluiu dizendo: "

CLIQUE AQUI para ler toda a postagem.