Exportações gaúchas foram 14,8% maiores em abril, quase o dobro das importações

Abril
Exportações do RS - U$ 1,5 bilhão
Importações - US$ 769 milhões

Encorpadas pelas commodities, que subiram 36% e somaram US$ 605 milhões, as exportações totais do Rio Grande do Sul aumentaram 14,8% em abril, na comparação com o mesmo mês do ano passado. Totalizaram US$ 1,51 bilhão. A soja foi o principal produto do grupo, com US$ 551 milhões, um acréscimo de 35,3% na mesma base de comparação, com compras especialmente da China.

Para a indústria gaúcha o crescimento registrado nas exportações foi de apenas 3,6% (embarcou US$ 889 milhões). 


Importações - Ainda sobre abril, as importações totais foram de US$ 769 milhões, uma alta de 28,5%. 

QUADRIMESTRE
No primeiro quadrimestre de 2017, as exportações gaúchas alcançaram US$ 4,82 bilhões, crescimento de 17,1% em relação ao mesmo período de 2016. Desse total, a indústria foi responsável por US$ 3,62 bilhões (um incremento de 7,6%). 

CLIQUE AQUI para mais detalhes - muito mais detalhes.

6 comentários:

Anônimo disse...

Torcemos pela recuperação do Rio Grande do Sul, após sofrer regressão e empobrecimento por "anos olivianos e tarsianos".

Anônimo disse...


Exportação gaúcha sem impostos não é compensada pelo governo federal, através da Lei Kandir.

Pra que servem leis?

A Lei Kandir nunca é obedecida pelo governo federal.

Em consequência o RS não recebe nenhum imposto ou ressarcimento pelas exportações. Porisso nosso Estado RS está tão pobre. Tem bilhões e bilhões a receber da União, e o sádico Sartori, com seus deputados comprados, querem vender o Banrisul e CEEE por imposição do maldito Temer e do sádico banqueiro Henrique Meirelles.

Anônimo disse...


Exportação gaúcha sem impostos não é compensada pelo governo federal, através da Lei Kandir.

Pra que servem leis?

A Lei Kandir nunca é obedecida pelo governo federal.

Em consequência o RS não recebe nenhum imposto ou ressarcimento pelas exportações. Porisso nosso Estado RS está tão pobre. Tem bilhões e bilhões a receber da União, e o sádico Sartori, com seus deputados comprados, querem vender o Banrisul e CEEE, por imposição do maldito Temer e do sádico banqueiro Henrique Meirelles.

Anônimo disse...

LULA VENCE NA JUSTIÇA E REABRE SEU INSTITUTO. brasil 247.Alvo da maior perseguição judicial da história do País, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva obteve uma importante vitória na noite desta terça-feira; por meio de uma liminar do desembargador Neviton Guedes, Lula poderá reabrir, já nesta quarta-feira, o Instituto Lula, que havia sido fechado por determinação do juiz substituto Ricardo Leite, sem mesmo que a medida tivesse sido pedida pelo Ministério Público...

Tomaaaaaaaaaaaaaaaa

Anônimo disse...

2018 está chegando, quero ver os gauchos retrocederem novamente, será que aprenderam alguma coisa com a saida da Yeda e entrada do atraso genro? Quanto mais para a esquerda, mais próximo do abismo.

Anônimo disse...

Bolsonaro foi acusado por indisciplina e deslealdade no Exército:

Ex-capitão chegou a ser considerado culpado por um Conselho de Justificação formado por três coronéis, mas foi absolvido pelo STM

Zero Hora. 15/05/2017.Rafaela Martins/Agencia RBS

Bolsonaro foi acusado por indisciplina e deslealdade no Exército

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) admitiu, em 1987, que cometeu atos de indisciplina e deslealdade em relação aos superiores no Exército. Conforme reportagem do jornal Folha de S.Paulo, que obteve a documentação com os dados da Superior Tribunal Militar (SMT), o então capitão foi acusado por cinco irregularidades e chegou a ser considerado culpado por um Conselho de Justificação formado por três coronéis, em uma espécie de inquérito.

O caso, no entanto, chegou ao STM, onde Bolsonaro foi absolvido por oito votos a quatro. Bolsonaro foi julgado por ter escrito um artigo à Revista Veja, em 1986, sem pedir autorização dos superiores. No texto, ele defendia o aumento dos salários pagos às tropas. O ex-capitão também foi investigado por ter afirmado à mesma publicação, meses depois, que ele e outro oficial planejavam um ataque a unidade militares do Rio com bombas-relógio.

Em reportagem publicada pela Veja, na época, Bolsonaro explicava como se constrói uma bomba-relógio e dizia que o plano envolvia apenas "a explosão de algumas espoletas". A revista também divulgou esboços atribuídos ao ex-capitão.

Ao Conselho de Justificação e ao STM, Bolsonaro negou ter planejado qualquer ataque com bombas e citou dois testes grafotécnicos que resultaram inconclusos. Uma perícia da Polícia Federal (PF), entretanto, apontou que as anotações sobre o plano com bombas pertenciam a ele. A conclusão serviu como base para a decisão que o considerou culpado no Conselho de Justificação. No STM, o ex-capitão reconheceu a autoria do artigo, mas negou o plano envolvendo as bombas. Ele foi absolvido meses depois.

Os documentos obtidos pela Folha apontam que o deputado federal chegou a ser preso por 15 dias por "ter ferido a ética, gerando clima de inquietação na organização militar". Em 1987, Bolsonaro assinou um documento em que reconheceu ter cometido uma "transgressão disciplinar".

Procurada, a assessoria de imprensa de Bolsonaro afirmou que a reportagem "é idiota e imbecil" e perguntou "quem estava pagando" pela matéria. O assessor do deputado ainda disse que a "pauta é uma merda" e não quis anotar o telefone de contato do repórter para dar a versão do deputado sobre o tema. O parlamentar não se manifestou.

PS: Se Lula e Dilma, que não foram militares e tiveram a ficha montada pelo Regima militar a direita diz horrores, o que dirão de Bolsoraro, cujs dados são "oficiais" do STM? Subversivo? Vagabundo? Criminoso? psicopata?