Entrevista, Darcisio Perondi - Aprovaremos a reforma da previdência com 25 dos 37 votos

Entrevista
Darcísio Perondi, vice-líder do governo, PMDB do RS
CLIQUE AQUI para ler as 191 páginas do relatório em exame na Comissão Especial.
CLIQUE AQUI para ouvir e ver três economistas analisaram a questão da previdência. É material da Band e o editor recomenda atenção.

A reforma da previdência vai a voto na Comissão Especial da Câmara ?
Esta semana. Hoje terminam os debates e a votação sairá amanhã e quinta. Depois, plenário.]

Dá para aprovar ?
Na Comissão, temos 25 dos 37 votos.

Por que a pressa ?
Pressa ? Isto se discute há 40 anos. Hoje, R$ 55,00 de cada R$ 100,00 da receita primária vão para cobrir o rombo da previdência. Em brevem, serão R$80,00 para R$ 100,00. É dinheiro que deixa de ir para a saúde, para a educação e para a infraestrutura. Se não mudar, quebra, e ninguém receberá mais nada.

E no Plenário ?
Iremos a voto com maioria de 2/3

CLIQUE AQUI para conhecer os principais pontos da reforma.

15 comentários:

Anônimo disse...

O Perondi é aquele deputado que disse ã uma rádio da região de
santa Cruz do Sul que o ÄPOSENTADO DEVE PARAR DE JOGAR CARTAS NOS BOTECOS E VOLTAR A TRABALHAR".

Anônimo disse...

aprovem logo chega de lenga- lenga o pais precisa voltar a crescer como cresceu com o plano real implantado pelo fhc e sua equipe economica quando era ministro da fazenda, luladrao surfou em cima do plano real mas como roubaram muito e nao tinham plano p o pais em 14 anos q desgovernaram= acabaram com toda conquista sim toda conquista que o pais teve graças ao plano real
fora rede, psol, pdt e pt nanicos fracassados e sem plano, se mudem pra venezuela

Anônimo disse...

Não adianta mostrar os principais pontos, a reforma precisa ser muito bem explicada para os brasileiros. É cheia de truques e em político não se pode confiar. Se não for esmiuçada não vai passar.

Mordaz disse...

40 anos? Não se falou nada nas últimas eleições afirmando que o país navegava em aguas serenas. Temer ajudou Lula e Dilma a enfiar o país no buraco.

Unknown disse...

Que assim seja... e que se inicie, logo, o estudo da nova teforma que será necessária em meia dúzia de anos... a que vai reinventar a previdência dos apaniguados do Estado(três poderes)!!!

Anônimo disse...

Essa reforma, nas coxas, vai apenas inviabilizar uma verdadeira reforma que poderia ser feita por um presidente ELEITO, LEGÍTIMO e HONESTO.
Perondi assumiu uma postura de bobão, puxa saco do Meireles, se atirou de cabeça, vai quebrar a cara.
Outra coisa, não passará no plenário, e eles já sabem isso.
Depois, logo depois, vem CPMF aí, aguardem.

Anônimo disse...

O que tem de nego com 50 anos aposentado por ai eh uma festa. E insistem em dizer que isso e' "normal"...Pelamor a ignorancia no brasil tem um passado rico e um futuro glorioso, como dizia Roberto Campos.

Anônimo disse...

Acho que falta estabelecer o teto para as aposentadorias públicas!

Anônimo disse...

O Brasil precisa das reformas para crescer. É claro que os esquerdopatas não querem, torcem para o quanto pior melhor, foi assim que entregaram o país. Fora ORCRIM!

Anônimo disse...

que estranho...onde estão as feministas para protestarem contra essa discriminação contra as mulheres...por que essa diferença...igualdade já...mulheres devem se aposentar aos 65 anos...chega de discriminação. Isso é MACHISMO PURO.

BASTA DE DISCRIMINAÇÃO CONTRA AS MULHERES

Anônimo disse...

Segundo J.R.Guzzo,revista Veja,
Com o valor que paga vinte três milhões de aposentados do INSS,paga um milhão de apaniguados do gov.federal .
Ou de militares,
Ou de juízes.

Anônimo disse...

Se não for aprovada agora, nunca mais será. Que candidato à presidência vai encampar uma reforma com 70% de rejeição feito essa?

E os trouxas ainda defendem os parasitas do setor público que drenam a maioria absoluta dos recursos da previdência.

Anônimo disse...

Hilário és, ó Políbio! Estás te tornando um esplêndido humorista!

Anônimo disse...

Nas eleições de 2018 será o povo que aprovará ou não os votos dados pelos parlamentares nessa Reforma da Previdência.

Anônimo disse...

Isso já existe, ignorante.