Editorial, Estadão - Greve compulsória

O taxista que protestava contra a greve no aeroporto Santos Dumont, no chão, camisa amarela, é espancado por meia dúzia de bandidos com camisas da CUT. 

A maioria dos brasileiros tem manifestado, nas pesquisas de opinião, seu desagrado com as reformas – naturalmente impopulares –, mas deixou claro ontem que não compactua com a violência nem com a exploração mesquinha de sua insatisfação por parte de grupelhos político-sindicais. Com seus principais líderes acuados por inúmeras denúncias de corrupção e depois de terem provocado a maior crise econômica da história brasileira quando estiveram no governo, deixando mais de 14 milhões de desempregados, esses tipos sabem que, no voto, não têm mais como ganhar – então partem para o grito.

Não faltaram imagens e situações para simbolizar essa disposição truculenta da tigrada. Em São Paulo, pequenos grupos de baderneiros queimaram pneus para interromper o trânsito em diversos pontos, impedindo a livre circulação de quem queria chegar ao trabalho. A mesma tática foi usada em várias outras capitais.

No caso de São Paulo, a polícia foi rápida e interveio para liberar a passagem, prendendo vários desses vândalos. No entanto, como eles não desistem, havia a perspectiva de mais violência até o final do dia de ontem, em manifestações cujo único propósito era tumultuar ainda mais a vida dos paulistanos.
Em muitas cidades, sindicalistas, como verdadeiros mafiosos, obrigaram comerciantes a fechar as portas e agrediram quem ousasse desafiá-los. Houve pancadaria dentro do Aeroporto Santos-Dumont, no Rio de Janeiro, protagonizada por integrantes da Central Única dos Trabalhadores (CUT).

CLIQUE AQUI para ler tudo.

7 comentários:

Anônimo disse...

POLIBIO. ISTO JÁ ERA ESPERADO. TRATA-SE DE UM RETRATO DAS FORÇAS QUE ESTAVAM SENDO PREPARADAS PARA IMPLANTAR O TERROR QUE HOJE GRASSA NA VENEZUELA. A intenção é manter um povo acuado e aterrorizado até o domínio total pelo terrorismo e destruição de todos os pilares da Sociedade.
MAS PARA ISSO O EXÉRCITO ESTÁ ATENTO E APENAS PRECISA LOCALIZAR OS CÉREBROS QUE ORGANIZAM ESTES MOVIMENTOS TERRORISTAS PARA QUE NÃO SE REPITAM MAIS.
O povo já os conhece e conhece de onde as vem as ordens para praticar estes vandalismos. Basta apenas criar penas mais severas contra o terror.

Anônimo disse...

São bandidos, são vagabundos e jagunços do PT. A chupeta acabou, o imposto sindical também, doravante irá diminuir essas aberrações e espancamentos ao povo trabalhador.

Anônimo disse...

São bandidos, são vagabundos e jagunços do PT. A chupeta acabou, o imposto sindical também, doravante irá diminuir essas aberrações e espancamentos ao povo trabalhador.

Anônimo disse...

Enquanto o povo estiver omisso com o que está acontecendo no país será sempre assim. O PODER EMANA DO POVO.

Unknown disse...

Infelizmente nossas autoridades são lenientes e omissas com os abusos de vândalos, baderneiros, sindicalistas, pelegos e outras facções que se escondem atrás de uma pretensa greve para barbarizar e impor medo à sociedade!!!

Anônimo disse...

O DESESPERO DOS COMUNAS, A EXALTAÇÃO DAS FACÇÕES MAIS RADICAIS, O DESCOBRIMENTO PELO ZE POVINHO DE QUE A DUPLA LULADRAO E BANDILMA ROUBARAM SEU POUCO DINHEIRO E SEUS EMPREGOS POUCOS, FAZ COM ESSA LAI IMPLORE QUE AS FORÇAS ARMADAS TOMEM CONTA DO BRASIL, IMPOHAM UMA DITADURA E CRIAM UM AI-6 PARA ENTÃO ELES TEREM UM ENORME MOTIVO PARA CHORAR NA ONU, NO PAPA, NA EUROPA, JUNTO AO SOROS, ENFIM, FAZENDO O PAPEL DE VÍTIMAS QUE SEMPRE FOI SUA PANTOMIMA.

Anônimo disse...

O Temer não tem que negociar com o Paulinho da força sobre a redução gradual do imposto sindical. Tem que acabar já.
Não podemos permitir que nos sejam tirados um dia de trabalho para sustentar e pagar por essa anarquia que fazem esses arruaceiros dos sindicatos.