Delegado experiente toca investigações sobre Padilha, Maia, Maria do Rosário, Maia, Onyx e Yeda.

O trabalho está ligado ao delegado gaúcho Thiago Machado Delabary, que se notabilizou na coordenação do primeiro grupo de investigadores da Lava Jato em Brasília. Ele ainda conduz inquéritos na capital federal e atuará diretamente no núcleo no RS, pelo menos nos casos de competência do STF.

Ficará a cargo de Delabary a interlocução com a equipe de Brasília. Foi ele o responsável, por exemplo, pelos inquéritos dos senadores Ciro Nogueira (PP-PI) e Gleisi Hoffmann (PT-PR). 

Outros nomes citados na Lista do Janot poderão ser investigados no RS.

CLIQUE AQUI para saber os nomes de todos os políticos gaúchos.

3 comentários:

Anônimo disse...

POLIBIO. ESPEREMOS QUE ESTE DELEGADO ESTEJA CIENTE DA EXISTÊNCIA DA MÁFIA DE PROCURADORES PETRALHAS DE SANTA MARIA. AQUELES QUE PARTICIPARAM DA DEVASSA DO GOVERNO YEDA E DE VÁRIOS ATENTADOS POLICIALESCOS NO GOVERNO DO PINÓQUIO. ATOS ESTES QUE VOCE COMENTOU EM SEU BLOG POR VÁRIAS VEZES.

Anônimo disse...


VOTO IMPRESSO JÁ EM 2018.
URNA ELETRÔNICA = FRAUDE DE 2014

É uma INJUSTIÇA contra os trabalhadores urbanos manter a PREVIDÊNCIA RURAL, com seus PRIVILÉGIOS E DÉFICITS ACIMA DE 100 BILHÕES, na mesma conta da PREVIDÊNCIA URBANA, que está sendo ROUBADA pelo PT-PMDB-PP, MST, FARCs, pelos fraudadores do MTST, que se inscrevem na PREVIDÊNCIA RURAL, são urbanos, e nunca escutaram um galo cantar!

Anônimo disse...

Perda de tempo. Essa turma não sabem de nada. Só sabem receber o salário gordo do suor do trabalhador junto com as propinas. O Brasil se tornou motivo de chacota para o resto do mundo. Vergonhoso