Artigo, Marcelo Rubens Paiva - Os monstros de Lula.

A euforia do governo Lula, “o cara”, em que a estabilidade econômica, os índices e a valorização das commodities levaram o mundo a olhar para nós com outros olhos, escondia uma aberração sobre a qual muitos comentávamos, mas éramos ignorados.

Nos chamavam de pessimistas, brasileiros com eterno complexo de vira-lata.

Alguns exemplos:

Odebrecht. Por que de repente a empreiteira baiana aparecia em todas as obras de grande porte e relevância e recebia a maior parte do dinheiro de investimentos em construção civil do BNDES?
Eike Batista. Do nada, o empresário carioca se tornava, como um magnata russo da fileira da KGB, um dos homens mais ricos do mundo, com empresas com o exótico xis no nome, financiado pelo BNDES?

JBS. Quem entendia a dinheirama pública (CAIXA e BNDES) investida numa única empresa, que comprava menores se tornou dona até das sandálias Havaianas, ícone da nossa cultura? Cujo presidente, num casamento para mil pessoas, juntou toda a classe política nos Jardins e criou a maior indústria de carnes do mundo?

A resposta todos sabiam.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

10 comentários:

Anônimo disse...

Falar mais o quê, perfeito o texto, resumiu muito bem o que aconteceu nesses 13,5 anos de desgovernos das esquerdas escarlates bolivarianas atrasadas. Enquanto ocorria tudo isso o ensino médio retrocedeu, em 2012 estava em pior avaliação que em 2000., pesquisa PISA.Brasil, Pais de Tolos.

Oswald disse...

E agora José?
Estamos fritos. A perspectiva e ainda pior: Jobim? Deus nos acuda, um salafrário de marca maior. FHC? Marxista fabiano, muito culpado por tudo que está aí. Eleições diretas já? Outra incógnita, a pesar de que o povo brasileiro provavelmente de novo vai escolher o governante errado se tiver.

Anônimo disse...



Quem mais sabia e sabe são os convidados de honra do casamento...

Lula e Dilma.

Anônimo disse...

Meu Deus do céu, Meu Deus do Céu, Meu Deus do céu!
Que dias terríveis para a direita raivosa.
Para completar, prenderam hoje um dos heróis dos direitões, ex governador Arruda, do Distrito Federal

Anônimo disse...

O que espanta é que tudo foi acontecendo aos olhos de todos e os famosos "órgãos de fiscalização" ou foram coniventes ou impotentes para frear os desmandos. A grande desculpa era que, como se tratava de um "governo mais voltado para o social" (sic) tudo era permitido. As coisas foram acontecendo e nós fomos deixando, acuados pelo politicamente correto.

Oswald disse...

Se os dias são terríveis para a direita raivosa, não são menos terríveis para a esquerda canalha.

Anônimo disse...

MAIS A OLIMPIADA DO COCÔ, A COPA, O TREM BALA (QUASE SAIU) E A TV LULA!

Anônimo disse...

Menino, seu artigo foi até hoje, dos que li, o mais simples, o mais direto, o mais humilde e infantil. Todos entendem. Essa é a melhor leitura. Seu pai deve estar orgulhoso de você. Na ilusão dos sonhos daqueles tempos, ele deve estar pensando: recomecemos de onde paramos há 50 anos.

Anônimo disse...

Tu deves ter comido Cocô quando pequeno...
Diferentemente de vocês...não idolatramos bandidos e muito menos temoss idolos...só queremos que quem se prontifica a fazer parte da malha do governo...respeitem e honrem seus cargos...coisa que nem os de esquerda ou de direita ...com raríssimas exceções...o fazem...Para de falar merda!!!

Wagner Nedel disse...

Texto conciso e perfeito. Excelente definição dos anos perdidos do lulopetismo