Artigo, José Ivo Sartori, Zero Hora - Consenso histórico em favor do Rio Grande.

Continuamos precisando da ajuda de todos, mas a casa está cada vez mais arrumada.

Todos pelo Rio Grande. Esse é o chamado que, desde o começo do nosso governo, estamos fazendo à sociedade gaúcha, inclusive aos demais poderes e órgãos de Estado. O caminho que percorremos para gerar e ampliar tal engajamento foi singelo: mostrar a verdade. E fizemos isso sem jogar pedras no passado ou fomentar um clima político belicoso. Apenas mostramos que, para recuperar as mínimas condições do serviço público gaúcho, era preciso adequar as despesas à receita. Segurança, saúde, educação e qualquer política consistente dependem desse equilíbrio.

Em tempos de crise, com cerca de 14 milhões de desempregados no país, se impunha aos entes de Estado um olhar para a realidade social antes mesmo de questões institucionais ou até corporativas. Era chegada a hora de compartilhar sacrifícios para reconstruir a estabilidade. O pagamento do serviço público, seja de qualquer poder ou órgão, vem da mesma fonte: os impostos cobrados das famílias. Essa visão de Estado, portanto, precisava ser mais uníssona, coerente e solidária.

Todos evoluímos nessa concepção. E, na última semana, depois de anos e até décadas de dissonâncias, conseguimos entregar uma proposta consensual para a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2018. Trata-se de um feito histórico.

CLIQUE AQUI pra ler tudo.

21 comentários:

Anônimo disse...

Parabéns Sartori!!!

O Brasil precisa de gestores honestos e responsáveis com o dinheiro público.

Anônimo disse...

Bolsonaro foi acusado por indisciplina e deslealdade no Exército:

Ex-capitão chegou a ser considerado culpado por um Conselho de Justificação formado por três coronéis, mas foi absolvido pelo STM

Zero Hora. 15/05/2017.Rafaela Martins/Agencia RBS

Bolsonaro foi acusado por indisciplina e deslealdade no Exército

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) admitiu, em 1987, que cometeu atos de indisciplina e deslealdade em relação aos superiores no Exército. Conforme reportagem do jornal Folha de S.Paulo, que obteve a documentação com os dados da Superior Tribunal Militar (SMT), o então capitão foi acusado por cinco irregularidades e chegou a ser considerado culpado por um Conselho de Justificação formado por três coronéis, em uma espécie de inquérito.

O caso, no entanto, chegou ao STM, onde Bolsonaro foi absolvido por oito votos a quatro. Bolsonaro foi julgado por ter escrito um artigo à Revista Veja, em 1986, sem pedir autorização dos superiores. No texto, ele defendia o aumento dos salários pagos às tropas. O ex-capitão também foi investigado por ter afirmado à mesma publicação, meses depois, que ele e outro oficial planejavam um ataque a unidade militares do Rio com bombas-relógio.

Em reportagem publicada pela Veja, na época, Bolsonaro explicava como se constrói uma bomba-relógio e dizia que o plano envolvia apenas "a explosão de algumas espoletas". A revista também divulgou esboços atribuídos ao ex-capitão.

Ao Conselho de Justificação e ao STM, Bolsonaro negou ter planejado qualquer ataque com bombas e citou dois testes grafotécnicos que resultaram inconclusos. Uma perícia da Polícia Federal (PF), entretanto, apontou que as anotações sobre o plano com bombas pertenciam a ele. A conclusão serviu como base para a decisão que o considerou culpado no Conselho de Justificação. No STM, o ex-capitão reconheceu a autoria do artigo, mas negou o plano envolvendo as bombas. Ele foi absolvido meses depois.

Os documentos obtidos pela Folha apontam que o deputado federal chegou a ser preso por 15 dias por "ter ferido a ética, gerando clima de inquietação na organização militar". Em 1987, Bolsonaro assinou um documento em que reconheceu ter cometido uma "transgressão disciplinar".

Procurada, a assessoria de imprensa de Bolsonaro afirmou que a reportagem "é idiota e imbecil" e perguntou "quem estava pagando" pela matéria. O assessor do deputado ainda disse que a "pauta é uma merda" e não quis anotar o telefone de contato do repórter para dar a versão do deputado sobre o tema. O parlamentar não se manifestou.

PS: Se Lula e Dilma, que não foram militares e tiveram a ficha montada pelo Regima militar a direita diz horrores, o que dirão de Bolsoraro, cujs dados são "oficiais" do STM? Subversivo? Vagabundo? Criminoso? psicopata?

Anônimo disse...

QUAL RIO GRANDE? DAQUELES que estam se mudando para Santa Catarina para viver as custas dos gaudérios a beira mar, ou aqueles que ficam aqui para, metade do ano trabalharem só para sustentar as CORTES?

Anônimo disse...

Bolsonaro foi acusado por indisciplina e deslealdade no Exército:

Ex-capitão chegou a ser considerado culpado por um Conselho de Justificação formado por três coronéis, mas foi absolvido pelo STM

Zero Hora. 15/05/2017.Rafaela Martins/Agencia RBS

Bolsonaro foi acusado por indisciplina e deslealdade no Exército

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) admitiu, em 1987, que cometeu atos de indisciplina e deslealdade em relação aos superiores no Exército. Conforme reportagem do jornal Folha de S.Paulo, que obteve a documentação com os dados da Superior Tribunal Militar (SMT), o então capitão foi acusado por cinco irregularidades e chegou a ser considerado culpado por um Conselho de Justificação formado por três coronéis, em uma espécie de inquérito.

O caso, no entanto, chegou ao STM, onde Bolsonaro foi absolvido por oito votos a quatro. Bolsonaro foi julgado por ter escrito um artigo à Revista Veja, em 1986, sem pedir autorização dos superiores. No texto, ele defendia o aumento dos salários pagos às tropas. O ex-capitão também foi investigado por ter afirmado à mesma publicação, meses depois, que ele e outro oficial planejavam um ataque a unidade militares do Rio com bombas-relógio.

Em reportagem publicada pela Veja, na época, Bolsonaro explicava como se constrói uma bomba-relógio e dizia que o plano envolvia apenas "a explosão de algumas espoletas". A revista também divulgou esboços atribuídos ao ex-capitão.

Ao Conselho de Justificação e ao STM, Bolsonaro negou ter planejado qualquer ataque com bombas e citou dois testes grafotécnicos que resultaram inconclusos. Uma perícia da Polícia Federal (PF), entretanto, apontou que as anotações sobre o plano com bombas pertenciam a ele. A conclusão serviu como base para a decisão que o considerou culpado no Conselho de Justificação. No STM, o ex-capitão reconheceu a autoria do artigo, mas negou o plano envolvendo as bombas. Ele foi absolvido meses depois.

Os documentos obtidos pela Folha apontam que o deputado federal chegou a ser preso por 15 dias por "ter ferido a ética, gerando clima de inquietação na organização militar". Em 1987, Bolsonaro assinou um documento em que reconheceu ter cometido uma "transgressão disciplinar".

Procurada, a assessoria de imprensa de Bolsonaro afirmou que a reportagem "é idiota e imbecil" e perguntou "quem estava pagando" pela matéria. O assessor do deputado ainda disse que a "pauta é uma merda" e não quis anotar o telefone de contato do repórter para dar a versão do deputado sobre o tema. O parlamentar não se manifestou.

PS: Se Lula e Dilma, que não foram militares e tiveram a ficha montada pelo Regima militar a direita diz horrores, o que dirão de Bolsonaro, cuja dados são "oficiais" do STM? Subversivo? Vagabundo? Criminoso? psicopata?

Anônimo disse...

Na verdade,do vergonhoso comportamento das elites judiciárias ocorrido na Assembléia Legislativa no episódio do duodécimo,decorreu que sairam muito desgastados perante a sociedade rio-grandense.
Além do desgaste ocorrido no episódio dos vergonhosos "auxílios".
De modo que,quando Sartori apareceu lhes pedindo(mais uma vez)coerência,daí foi fácil.
Não digo tão fácil assim.Mas a cama tava feita.Não dava mais para subir palanque na praça pra pedir dinheiro para o judiciário.Assim como eles fizeram.

Anônimo disse...

Pois é Políbio
E nós servidores estaduais que estamos há 3 anos com o salário congelado (sem qualquer centavo de aumento/reajuste) ??

Vamos ficar mais 2 anos com a mesma remuneração enquanto a inflação corrói nossos salários? Nem a inflação de um ano o caloteiro do Sartori quer nos pagar. Imagina ficar 5-6 anos recebendo o mesmo salário? Lá se vão no mínimo uns 35% de inflação

Anônimo disse...


Em 2018 os gaúchos irão de ABSTENÇÃO

Porque político é tudo LA-DRÃO.

Agora que estamos perto das próximas eleições, o sádico Sartori vem com discursinho "PRA INGLÊS VER".

Colega, cúmplice e acobertador de Tarso Genro, manteve os bandidos ladrões no Badesul, esconde as fortunas de isenções fiscais e pixulecos oriundos de seus amigos e cúmplices.

É aliado do PT desde 2010, na chapa Dilma/Temer.

O desgraçado usou a MÃE para se eleger, e assim deu um golpe em 60% dos eleitores, os de bem porque todos respeitam suas mães. E todos caíram no golpe da mamãezinha!!!!!!!!

Prometeu não aumentar impostos, e assim que assumiu, traiu os eleitores com aumento do ICMS!

Desdenhou dos professores.

Como patrão, sempre praticou o assédio moral contra todos os funcionários do quadro, como os brigadianos.

NÃO CUMPRE LEIS.

NÃO RESPEITA CONCURSO PÚBLICO.

Não valoriza os melhores quadros técnicos.

NÃO TEM UM NOTÁVEL NO SEU SECRETARIADO. Um bando de safados estranhos.

Sartori FDP, Jeca Tatú, vai tomar nas pregas do teu cajú.

Em 2018 os gaúchos irão de ABSTENÇÃO

Porque todo o político é LA-DRÃO.

Anônimo disse...


Em 2018 os gaúchos irão de ABSTENÇÃO

Porque político é tudo LA-DRÃO.

Agora que estamos perto das próximas eleições, o sádico Sartori vem com discursinho "PRA INGLÊS VER".

Colega, cúmplice e acobertador de Tarso Genro, manteve os bandidos ladrões no Badesul, confronta a Lei e esconde as fortunas de isenções fiscais + pixulecos oriundos de seus amigos e cúmplices.

É aliado do PT desde 2010, na chapa Dilma/Temer.

O desgraçado usou a MÃE para se eleger, e assim deu um golpe em 60% dos eleitores, os de bem porque todos respeitam suas mães. E todos caíram no golpe da mamãezinha!!!!!!!!

Prometeu não aumentar impostos, e assim que assumiu, traiu os eleitores com aumento do ICMS!

Comprou os mixês do Legislativo e do Judiciário, com cargos, emprego de parentes e com tudo que é ilegal.

Desdenhou dos professores e suas famílias.

Como patrão, sempre praticou o assédio moral contra todos os funcionários do quadro.

Sartori NÃO CUMPRE LEIS.

NÃO RESPEITA CONCURSOS PÚBLICOS.

Não valoriza os melhores quadros técnicos.

NÃO TEM UM NOTÁVEL NO SEU SECRETARIADO. Um bando de safados estranhos.

Sartori FDP, JECA TATU, vai tomar nas pregas do teu CAJÚ.

Em 2018 os gaúchos irão de ABSTENÇÃO

Porque o político não defende o CIDADÃO.

Porque todo o político é LA-DRÃO.

Anônimo disse...


Por que o editor não publicou meus comentários??

O editor Políbio Braga é do PMDB do carcamano governador sádico Sartori.

Estás censurando quem fala a verdade??

Anônimo disse...


Sartori é um SÁDICO E MENTIROSO.

Sartori já está mentindo para as próximas eleições de 2018.

Só tem CCs do Sartori aqui, fazendo elogios pra garantir o emprego depois de 2018.

Anônimo disse...



Sartori é um SÁDICO E MENTIROSO.

Sartori já está mentindo para as próximas eleições de 2018.

Só tem CCs do Sartori aqui, fazendo elogios pra garantir o emprego depois de 2018.

Anônimo disse...



Sartori é um SÁDICO E MENTIROSO.

Sartori já está mentindo para as próximas eleições de 2018.

Só tem CCs do Sartori aqui, fazendo elogios pra garantir o emprego depois de 2018.

Anônimo disse...



Sartori é um SÁDICO E MENTIROSO.

Sartori já está mentindo para as próximas eleições de 2018.

Só tem CCs do Sartori aqui, fazendo elogios pra garantir o emprego depois de 2018.

Anônimo disse...


Em 2018 os gaúchos irão de ABSTENÇÃO

Porque político é tudo LA-DRÃO.

Agora que estamos perto das próximas eleições, o sádico Sartori vem com discursinho "PRA INGLÊS VER".

Colega, cúmplice e acobertador de Tarso Genro, manteve os bandidos ladrões no Badesul, esconde as fortunas de isenções fiscais e pixulecos oriundos de seus amigos e cúmplices.

É aliado do PT desde 2010, na chapa Dilma/Temer.

O desgraçado usou a MÃE para se eleger, e assim deu um golpe em 60% dos eleitores, os de bem porque todos respeitam suas mães. E todos caíram no golpe da mamãezinha!!!!!!!!

Prometeu não aumentar impostos, e assim que assumiu, traiu os eleitores com aumento do ICMS!

Desdenhou dos professores.

Como patrão, sempre praticou o assédio moral contra todos os funcionários do quadro, como os brigadianos.

NÃO CUMPRE LEIS.

NÃO RESPEITA CONCURSO PÚBLICO.

Não valoriza os melhores quadros técnicos.

NÃO TEM UM NOTÁVEL NO SEU SECRETARIADO. Um bando de safados estranhos.

Sartori FDP, Jeca Tatú, vai tomar nas pregas do teu cajú.

Em 2018 os gaúchos irão de ABSTENÇÃO

Porque todo o político é LA-DRÃO.

Anônimo disse...

É, petralha repetitivo das 14:11, A COISA ESTÁ OSCA para o teu lado, até para DESABAFAR ter que recorrer ao blog de adversários, como o do democrata Polibio! A CRISE da falta da chuva de propinas na tua horta está brava mesmo!
Porque não entras na justiça relatando estes teus prejuízos? Tens tudo para pleitear na justiça com êxito uma bolsa pixuleco. Ou então
poderias usar este teu vasto conhecimento de direito criminal para oferecer
teu trabalho ao batalhão de advogados do Lula. Como deves ser lombo de velhaco, e qual petralha não é, só TRABALHE PARA O LULA SE RECEBER ADIANTADO, pois DILMA E LULA são caloteiros no último, não pagam dívidas nem sendo COM DINHEIRO ROUBADO como fizeram com os marqueteiros Mônica e João.

Anônimo disse...

Petralha detectado.
Já estão preparando os "dossiês" para a próxima eleição.
SQN

Anônimo disse...

Petralha detectado.
Já estão preparando os "dossiês" para a próxima eleição.
SQN

Anônimo disse...

Petralha detectado.
Já estão preparando os "dossiês" para a próxima eleição.
SQN

Anônimo disse...

Petralha detectado.
Já estão preparando os "dossiês" para a próxima eleição.
SQN

Anônimo disse...

Petralha detectado.
Já estão preparando os "dossiês" para a próxima eleição.
SQN

Anônimo disse...

Petralha detectado.
Já estão preparando os "dossiês" para a próxima eleição.
SQN