Artigo, Gilberto Simões Pires - A injustiça-mãe está garantida

Pelo que informam as pesquisas de opinião pública, mais da metade da população brasileira não tem ideia (ou não se preocupa com o assunto, infelizmente), de que entre as inúmeras e preocupantes INJUSTIÇAS SOCIAIS praticadas no nosso empobrecido país, a MAIOR (ou a MÃE de todas), sem comparação ( inclusive no mundo todo), está na nossa PREVIDÊNCIA SOCIAL. 
CLASSES

Além da flagrante INJUSTIÇA que (repito pela enésima vez) representa a simples e nojenta existência de DUAS CLASSES DE BRASILEIROS, onde:
1- a PRIMEIRA CLASSE (minoria) é destinada apenas aos privilegiados servidores públicos, que se aposentam pela INTEGRALIDADE DOS SALÁRIOS; e,
2- a SEGUNDA CLASSE (maioria) destinada à ralé , ou INSS, que recebe, no máximo, R$ 5.579,00 (teto),  

Há uma outra, ainda mais estúpida e incompreensível: quem sustenta os privilegiados ocupantes da PRIMEIRA CLASSE é o povo, através de impostos cada vez mais altos. Pode ?

CLIQUE AQUI para ler tudo.

15 comentários:

Anônimo disse...

Gilberto Simões Pires ainda está vivo?
Como será que é viver no limbo?

Mordaz disse...

Na verdade o desmanche da previdência do trabalhador privado pelos governos anteriores que deixou esta diferença. Parece que no país só tem duas categorias, servidores públicos e pobres. Mas o grosso dos salários da iniciativa privada já foram entregues para os bancos gerirem os fundos de pensão no passado. Foram destinados para os fundos de pensão para serem predados por sindicatos e políticos.

Anônimo disse...

Não gostei do formato do blog. Não consigo ler as notícias. O antigo era nem melhor. Infelizmente não mais poderei ler seu blog. Lamento muito porque gosto muito. Abraços

Mordaz disse...

Nos EUA Trump também está fazendo a sua reforma pelo povo. O tratamento médico está saindo muito caro e falta dinheiro para gastar em armamentos.

Mordaz disse...

Outro privilégio é o direito de propriedade.

Mordaz disse...

Olha quem foram os ministros da previdência. Veja se podia dar certo:
.
18 Ricardo Berzoini
1 de janeiro de 2003 23 de janeiro de 2004
19 Amir Lando
23 de janeiro de 2004
20 Romero Jucá
22 de março de 2005
21 Nelson Machado
21 de julho de 2005
22 Luiz Marinho
29 de março de 2007
— Carlos Eduardo Gabas (interino)[2][3]
3 de junho de 2008
23 José Barroso Pimentel[4]
11 de junho de 2008
24 Carlos Eduardo Gabas
31 de março de 2010
25 Garibaldi Alves Filho
1 de janeiro de 2011
26 Carlos Eduardo Gabas

Anônimo disse...

Vamos ver então. Digamos que um servidor ganhe R$ 10.000,00 pelo Estado do RS. Primeiro terá desconto de R$ 1400,00 reais mensais na ativa, ou seja, 14%. Qual funcionário de empresa privada paga isso? Nenhum. O empregado da empresa privada que ganhe os mesmos R$ 10.000,00 pagará a alíquota de 11% sobre o teto de R$ 5579,00, ou seja, R$ 613,69, ou seja, paga menos da metade do servidor público. Segundo, o servidor aposentou-se, continua pagando 14% sobre o que ultrapassar o teto do INSS(R$ 4421 X 14%), ou seja, pagará mensalmente mais R$ 618,94 pelo resto da sua existência. Onde está o privilégio? Isso que falei acima refere-se aos servidores que têm direito adquirido ao salário integral.
Quem entrar no serviço público hoje, seja no Estado ou na União, receberá o teto do INSS. Se quiser receber mais, terá que contribuir para um fundo.
A maioria das regalias existentes antigamente já foram cortadas. Existem categorias que têm aposentadoria por idade menor como policiais, militares e professores. E outras categorias com menor número de servidores. Ou seja, falta conhecimento aos jornalistas. Colocar todos os servidores públicos no mesmo saco é ignorância ou preguiça dos tais jornalistas.

Anônimo disse...

A EXISTÊNCIA de CASTAS no Brasil, tal qual na India, é composta de CORTES, a primeira com todas as suas regalias, e a PLEBE, trabalhadora que não tem garantias a não ser aposentadoria do INSS ou Assistência na velhice se não pode contribuir.

Muitas vezes disse aqui e todos agora estão percebendo.

A LEI AUREA continua sem aplicação, inicialmente para os afrodescendentes hoje deveria ser para todas as cores, A PLEBE é escrava da CORTE.

REPITO, A PLEBE é escrava da CORTE no Brasil!

Anônimo disse...

Muito simplista o seu raciocínio , Simões Pires. !!!

Anônimo disse...

Simões Pires não tem conhecimento suficiente sobre a previdência geral(INSS) para fazer críticas e apoiar. Ser contra é plenamente aceitável por aqueles que conhecem, estudam realmente o tema, alias, não vi nem ouvi nenhum da mídia mostrar conhecimento suficiente para isto.

Anônimo disse...

Simões Pires não tem conhecimento suficiente sobre a previdência geral(INSS) para fazer críticas e apoiar. Ser contra é plenamente aceitável por aqueles que conhecem, estudam realmente o tema, alias, não vi nem ouvi nenhum da mídia mostrar conhecimento suficiente para isto.

Anônimo disse...

Faltou listar a privilegiada aposentadoria dos POLÍTICOS.
Sem contar que, na iniciativa privada, alem do desconto do empregado o PATRÃO TAMBÉM CONTRIBUI.

Unknown disse...

"BRASIL, UM PAÍS DE TOLOS"... que pagam impostos sem contrapartida!!!

Anônimo disse...

A reforma proposta transforma a contribuição do trabalhador privado em imposto. O cara paga e não recebe nada.
Tudo o que as castas queriam para manter seus privilégios.

Anônimo disse...

Anônimo das 19: 53 , parabéns pela sua pesquisa. Realmente, a PREVIDÊNCIA mal administrada por essas figurinhas NÃO PODE DAR CERTO. Imagine, Berzoini, Garibalde Alves, GABAS. Este último , passeava de moto com DILMA na garupa, secretamente, por Brasília , e foi o responsável pela aposentadoria FAST de DILMA, em 12 HORAS, a sposentadoria mais rápida do BRASIL. Tudo isto é LASTIMAVEL E VERGONHOSO .!!!