A ordem é não ouvir o apelo de Sérgio Moro para viajar a Curitiba no dia 10

Ao lado, MBL e #Nas Ruas querem fazer vigília em todo o País, a partir do dia 9.

Este apelo foi feito ontem pelo juiz Sérgio Moro:

- Eu tenho ouvido que muita gente que apoia a Lava Jato pretende vir a Curitiba manifestar esse apoio. Esse apoio sempre foi importante, mas nessa data ele não é necessário. Tudo que se quer evitar é alguma espécie de confusão e conflito.

Sérgio Moro não deve ser ouvido.

O povo precisa ir às ruas no dia 10 para exigir a prisão imediata de Lula, aproveitando a presença do líder petista no interrogatório que será feito na Justiça Federal de Curitiba.

PT, seus satélites (PCdoB, Psol e PCO) e aparelhos (CUT, MSTe MTST), querem concentrar 50 mil manifestantes em Curitiba, segundo conta hoje o Estadão.

CLIQUE AQUI para ver e ouvir o líder petista e ex-diretor de Serviços da Petrobrás, Renato Duque, o primeiro dignitário do PT a quebrara Lei do Silêncio e apontar Lula com,o chefe de quadrilha. Foi esta semana;

22 comentários:

Anônimo disse...

Como sempre os cagoes vão fugir...uiuiuiuiu a ordem do juizeco é patética essa direita asquerosa

Anônimo disse...

O juiz de primeiro grau moro não é bobo, pediu para seus seguidores asseclas para ficarem em casa primeiro porque são meia duzia de gatos pingados e, segundo, são faXistas e nazistas, portanto vão tentar de todas as maneiras de entrar em confronto com a Manifestação, marcada a meses pelo PT, em apoio a lula.

Algum troxa pode perguntar se pode ter manifestantes a favor de lula pode ter a favor de moro, a diferença é simples lula é politico e ex-presidente "eleito" do Brasil, por duas vezes, e o mais popular Presidente do Brasil de todos os tempos.

Moro não é politico, é funcionário público concursado, deveria falar apenas nos autos. Se quiser ser politico em paridade com lula, que largue a toga e venha para a politica.

Anônimo disse...

Polibio, naaaaaaao!
Você quer ver uma luta sangrenta em Curitiba? As forças da ordem estarão todas, de todas as esferas, lá para conter a baderna que está aendo prometida pelos militantes petistas. Os apoiadores da Lava Jato devem seguir o apelo do Juiz Sergio Moro e permanecerem nas suas casas ou nos seus locais de trabalho. E deixar as ruas para os arruaceiros. Não vamos atrapalhar o serviço das polícias.

Anônimo disse...

Todo o trabalho e sucesso da Operação Lava Jato se deve a competência, comedimento e conhecimento jurídico do juiz Sérgio Moro,que de forma sábia e isenta, pede para que as pessoas de bem e verdadeiros cidadãos e patriotas, não se envolvam com os defensores do comunismo e da corrupção, pois estes querem o confronto, o caos e uma vítima para transformarem em mártir e ícone populista. É hora de bom senso e deixar os esquerdeopatas e as vivandeiras de plantão reduzidos às suas insignificâncias, pois a história comprova que radicalismos e extremismos somente geram a desagregação social e o ressentimento. A postura de Sérgio Moro é de um grande magistrado e de um grande brasileiro, acima das doenças políticas e de caráter, inerentes aos radicais de esquerda e/ou de direita.

Anônimo disse...

Por um lado seria aconselhável não transformar o depoimento num enfrentamento de torcidas organizadas, principalmente pq é sabido que quem vai para Curitiba é o pior da militância petista. Bandidos, mesmo.
Por outro tem que mostrar a estes trogloditas que estamos vigilante, que existe o outro lado, que eles que não são donos do Brasil.
O tempo deles passou, a casa caiu, coisa que eles não aceitam.

Anônimo disse...

Não são manifestantes.Sao 50 mil, vagabundos, bandidos e corruptos. Depois de tudo que ja se sabe que lula e seus aceclas roubaram e fizeram e ainda tem gente que o apóia? É porque são iguais a eles, gente no mínimo DESONESTA. o Juiz sabe que não são manifestantes, são bandidos e quer evitar confronto com esses bandidos. Devemos atender ao pedido do juiz ou daremos mais trabalho para a Policia.

Anônimo disse...

Duvido que coloquem 5 mil se é que vão, vai faltar mortadela em Curitiba.

Tem 5 mil homens do exército em prontidão, somente em Ponta Grossa vi vários caminhões do exército chegando na cidade, essa semana.

Anônimo disse...

Apoiadores não enchem uma kombi

Anônimo disse...

tambem acho...

o país nao é deles, senhor Moro...

os cidadãos do outro lado tem o direito de estar onde quiserem e onde seja permitido por lei...

Anônimo disse...

O vídeo de Moro aos fãs é um modo de tentar lavar as mãos sobre o que ocorrer em Curitiba. Por Kiko Nogueira
Por Kiko Nogueira - 7 de maio de 2017



inShare





Moro encontrou uma maneira de lavar as mãos diante da enorme possibilidade de quebra-quebra em Curitiba no dia 10, quando Lula lhe prestará depoimento.

Gravou um vídeo, postado na conta do Facebook que sua mulher criou em sua homenagem, falando que queria transmitir um recado.

Começa com uma mentira relativa a seu uso e abuso das redes sociais — “não costumo fazer isso” — e termina com um boa noite.

“Eu tenho ouvido que muita gente que apoia a Operação Lava Jato pretende vir a Curitiba manifestar esse apoio, ou pessoas mesmo de Curitiba pretendem vir aqui manifestar esse apoio”, declara.

“Tudo que se quer evitar nessa data é alguma espécie de confusão e conflito e, acima de tudo, não quero que ninguém se machuque em eventual discussão ou conflito nessa data. Por isso a minha sugestão é não venham, não precisa, deixa a Justiça fazer seu trabalho, tudo vai ocorrer com normalidade e eu espero que todos compreendam”.

A única maneira de Moro ter evitado esse clima de conflagração era ter agido como um juiz imparcial ao longo do processo e não como um justiceiro.

Seus seguidores não são tipos pacíficos e em busca de Justiça. Em seu nome, fascistas invadiram a Câmara dos Deputados e a garagem de José Dirceu, onde teriam linchado o ex-ministro, a mulher e a filha se não houvesse proteção policial.

Curitiba está se preparando para uma batalha campal. Vizinhos à sede da Justiça Federal, no bairro do Ahú, estão em pânico. Parte do comércio deve fechar. Alguns falam em toque de recolher.

Os movimentos Vem Pra Rua e Lava Togas pagaram outdoors espalhados pela capital paranaense com provocações (um deles diz que a “República de Curitiba” espera Lula “de grades abertas”).

Moro nunca deu uma palavra sobre a violência de seus fãs, que nada mais é que uma extensão da que ele pratica no tribunal.

Não à toa a Veja e a Istoé trazem Lula e Moro como contendores num ringue, a primeira de luta livre e a segunda de boxe. Em circunstâncias normais, para uma ilustração idiota do gênero, Moro deveria aparecer como o árbitro e não como adversário.

Mas não estamos em circunstâncias normais.

O apelo de Sergio Moro para que sua torcida organizada se controle, agora, é um tarde demais. O gênio do fascismo saiu da garrafa e ele é diretamente responsável.

É uma esperteza. Se der problema, ele tentou avisar. Se não der, foi porque ele avisou.

Mesmo para um momento tão patético da vida nacional, é um papel pequeno demais para um magistrado. A venezuelização do Brasil está em pleno curso e tem a assinatura de Moro e da Globo.

Curitiba é só uma escala.

Anônimo disse...

Moro fez o que qualquer pessoa decente faria: desestimulou confrontos. Diferentemente da canalha petista, que quer ver sangue correr e destruir o que ainda resta do país. Vivêssemos tempos de normalidade, um juiz não seria obrigado a dizer que a oitiva de um réu é absolutamente comum e normal. Não estivéssemos vivendo o maior assalto já realizado às instituições e à democracia, tenderia a concordar com ele totalmente. Sendo, como estamos, ameaçados por bandidos, tendo a achar que, ainda que não vamos às ruas, devemos estar prontos para ir. E lutar para defender o que ainda resta de íntegro e honesto, se necessário.

Anônimo disse...

Enquanto um jovem (Moro) prega a paz um velho decrépito prega o ódio e o confronto. Que diferença! E ainda tem os idiotas que seguem o velho ardiloso.

Anônimo disse...

A mensagem do Sérgio Moro é velada: todo mundo pra Curitiba!!!!!

Anônimo disse...


Petralha bandido, fedido FDP.

Vai lavar essa boca nojenta, antes de falar de quem nos defende, o Povo roubado.

Anônimo disse...


Asquerosa, que eu sei, é a quadrilha bolivariana, suja, cachaceira, ladra e retrógrada, que mata, assalta e aterroriza pessoas do bem.

O Lulladrão é asqueroso.
O Tarso Genro é asqueroso.
A Dilmaléfica é asquerosa.
O Dias Tóffoli é asqueroso.
A Maria do Rosário é asquerosa.
O Olívio Dutra é asqueroso.
O Miguel Rosseto é asqueroso.
A Rosane Oliveira é asquerosa...

Anônimo disse...

PARABÉNS AO DR MORO PELA SENSATEZ E SENSO DE RESPONSABILIDADE .!!!

Anônimo disse...


FDP, vai falar mal do Lulladrão e da Dilmaléfica, esses sim mentem com a maior cara-de-pau, mesmo sabendo que 95% dos eleitores mostraram em 2016 que não confiam mais no PT e seus partidecos comprados.

Anônimo disse...

Já os manifestantes pró juiz moro que forem a curitiba "incitados" pelo editor, pelo MBM e vem Prá Rua e outros grupos de vagabundos, digo, manifestantes são todos santinhos dignos de usarem uma "aureola" na cabeça, ou seria uma abóbora pendurada no pescoço, né anomimo das 11:04? Vagabundos finos, sustentados a "file mignon".

Anônimo disse...

Revistas vestem Moro de tucano, inimigo de Lula; MST leva 20 mil a Curitiba, mas fica a pergunta: quem é o juiz do caso? A Globo!
07 maio 2017. Viomundo. As revistas Veja e IstoÉ apresentaram na capa o juiz Sergio Moro vestido, apropriadamente, nas cores do PSDB. Lula, no vermelho anarco-sindicalista.

Veja bem, caro leitor: não foi o Conversa Afiada quem definiu assim. Nem o blog da Maria Frô.

Estamos falando em revistas financiadas pelo establishment que pretende prender Lula.

Ora, se é Moro vs. Lula, quem fica no papel de juiz?

Ah, não tem juiz isento e imparcial! Portanto, é lawfare, como vem denunciando a defesa de Lula.

É guerra de Moro, que em vídeo “dispensou” seus “seguidores” de se apresentarem nas ruas de Curitiba, contra o ex-presidente.

Bem, se é mesmo uma guerra política, muito bem faz o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), que prometeu colocar 20 mil pessoas nas ruas de Curitiba.

A Central Única dos Trabalhadores fala em mandar ao menos 30 ônibus de São Paulo até a capital paranaense.

O importante é, como ficou cristalino pelas capas de revistas, que Moro tem lado. Ele vai disputar uma luta de boxe com Lula. E, no boxe, como deixou claro Mike Tyson, vale até morder a orelha do adversário para derrotá-lo.

Moro pretende derrubar Lula. E vice-versa. Podemos chamar o “confronto” de qualquer coisa, menos de Justiça.

O resultado, como sempre, será decidido por três juizes: Roberto Irineu, José Roberto e João Roberto Marinho (U$ 24,6 bi em “valor”). (...)

Anônimo disse...

Perfeitamente. Pena que poucos tenham está clareza

Anônimo disse...

Moro não é disso. Não é dado a indiretas nem a meias palavras. Ele apenas está preocupado com a integridade física das pessoas bem intencionadas, que gostariam de dar apoio à Lava Jato. Em meio à baderna e à violência que estão sendo prometidas pelos petistas, quem estiver no meio deles corre o risco de ser agredido pelos militantes ou de apanhar da polícia. E não vai estar ajudando em nada. Pelo contrário: vai atrapalhar o trabalho da polícia, que vai se ver obrigada a bater em todos os baderneiros e em quem estiver no meio deles, batendo boca. Vai ter borrachada pra todo mundo!

Anônimo disse...

Quanta mentira!
E quanta asneira!
Os petistas estão desesperados mesmo. Estão mentindo mais do que o normal para eles. E num ritmo alucinante. Cuidado com o coração!