Relatório da reforma trabalhista será lido em comissão no Senado nesta terça-feira

Senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) confirmou que o parecer do projeto será lido normalmente, nesta terça-feira, na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) da Casa.

Um dos ponos centrais da reforma é a proposta de extinção do imposto sindical, coisa que apavora CUT e ForçaSindical.

O presidente da Câmara, avisou que colocará em votação a PEC da reforma da previdência nos dias 5 e 6 de junho.

Lula é denunciado na Lava Jato por caso envolvendo sítio em Atibaia.

Esta é a terceira denúncia contra o ex-presidente que parte da força-tarefa, em Curitiba. MPF diz que construtoras pagaram pouco mais de R$ 1 milhão a Lula em propinas.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi denunciado nesta segunda-feira, na Operação Lava Jato, em função das investigações que envolvem um sítio em Atibaia, no interior de São Paulo. A denúncia foi apresentada pelos procuradores que compõem a força-tarefa da Lava Jato, à Justiça Federal, em Curitiba.

TRF4, Porto Alegre, mantém indisponibilidade dos bens do senador Benedito Lira

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) negou, na última semana, recurso do senador Benedito de Lira, de Alagoas, e manteve a indisponibilidade de seus bens. Segundo a 4ª Turma, a medida é cabível quando há indícios de prática de atos de improbidade administrativa, pois tem por objetivo assegurar a efetividade da decisão judicial em caso de condenação.

A ação por improbidade administrativa, movida pela Advocacia-Geral da União (AGU), é um desdobramento cível dos crimes investigados na Operação Lava Jato, cujas ações penais tramitam na Justiça Federal do Paraná.

O bloqueio dos bens até o limite de R$ 10,4 milhões foi deferido em 19 de dezembro do ano passado pela 11ª Vara Federal de Curitiba a pedido da AGU.

Ricardo Molina fez apresentação técnica devastadora contra prova imprestável usada pela PGR e pelo STF contra Temer

A Globonews viu-se obrigada a exibir ao vivo a entrevista concedida pelo perito que é considerado o mais importante do Brasil, Ricardo Molina, que desmontou tecnicamente o áudio usado por Rodrigo Janot para pedir abertura de inquérito contra o presidente Michel Temer,

A apresentação foi devastadora para os interesses da PGR, do ministro Fachin, da Globo e da OAB, sem contar seus aliados eventuais, neste caso, do PT dos políticos e empresários interessados em promover uma volta ao passado.

Ricardo Molina atacou osprocuradores do MPF, que considerou "ingênuos" e 'incompetentes", fato que demonstrou com a exposição técnica que fez.

A PGR escondeu tudo da PF, foi açodada, e contou com a cumplicidade do ministro Fachin, igualmente açodado - coisas que terão que explicar mais adiante.

A entrevista foi convocada pelos advogados do presidente.

Os críticos do perito Ricardo Molina, com ênfase para os comentaristas da Globo e de O Antagonista, preferiram fazer críticas aos suspensórios e aos comentários irônicos feitos por ele, já que tudo o que ele falou sobre a prova imprestável é irrespondível.

Tuma Júnior disse ao editor que o áudio da gravação é tecnicamente imprestável como prova.

O ex-delegado Tuma Júnior, ex-secretário Nacional de Justiça e autor do livro "Assassinato de Reputações", disse esta tarde ao editor que o áudio da gravação da conversa entre Temer e Joesley é imprestável como prova.

Ele não quis entrar no mérito do conteúdo do caso, limitando-se aos aspectos técnicos:

1) A cópia entregue para a PGR não foi acompanhada da gravação original, que foi conduzida para os EUA.

2) O gravador também não foi entregue.

3) Cópia e gravador não foram periciados.

Além do que disse Tuma Júnior, pelo menos 5 peritos diferentes constataram adulterações na fita, algumas delas grosseiras.

O presidente também já disse publicamente que a gravação feita contra ele foi uma armadilha criminosa e que a gravação seria ilegal mesmo com autorização prévia de Fachin, o que não aconteceu.

Temer desiste de suspender inquérito no STF

O advogado do presidente Michel Temer, Antonio Cláudio Mariz de Oliveira (foto), afirmou nesta segunda-feira, que entrou com um novo pedido no Supremo Tribunal Federal (STF) para que o inquérito que investiga o peemedebista por corrupção passiva, obstrução de justiça e organização criminosa não seja suspenso. 

No sábado, ele havia pedido que a investigação pare até a conclusão de uma perícia no áudio da conversa entre Temer e o empresário Joesley Batista, da JBS.

Mais cedo, a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, informou aos demais ministros que o pedido da defesa do presidente Michel Temer para suspender o inquérito contra o peemedebista seria pautado para julgamento apenas após a conclusão da perícia nos áudios gravados pelos empresários da JBS.

STF adia pleno de quarta sobre áudio imprestável acostado pela PGR contra Temer. Perícia de Temer constata 70 adulterações. Defesa desiste do recurso.

O advogado Gustavo Guedes, que integra a defesa de Michel Temer, disse nesta segunda-feira que a defesa não vê mais necessidade de o plenário do Supremo Tribunal Federal julgar o pedido de suspensão do inquérito que investiga o presidente. Além disto, nesta segunda-feira, a presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, determinou que o julgamento do pedido de suspensão do inquérito aberto para investigar o presidente Michel Temer só seja realizado após a conclusão da perícia no áudio da conversa entre Temer e o dono da JBS, Joesley Batista. Gustavo Guedes afirmou que a única prova do inquérito contra Temer é o áudio e que, na avaliação da defesa, o material é "imprestável".

A defesa de Temer contratou uma perícia própria que constatou 70 "pontos de obscuridade" na gravação da conversa entre Temer e Joesley Batista.

O advogado Gustavo Guedes disse que, como a defesa tem segurança de o áudio é "imprestável", quer agora que o inquérito prossiga para "provar a inocência" do presidente.

Ele deu as declarações depois de ser recebido numa audiência de 15 minutos no gabinete do ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no Supremo.

Dólar em alta é vendido perto de R$ 3,28; Bovespa cai 1,6%

O dólar comercial subia, e a Bolsa operava em queda nesta segunda-feira. Por volta das 16h15, a moeda norte-americana avançava 0,68%, a R$ 3,279 na venda.

No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, se desvalorizava 1,6%, a 61.638,84 pontos.

Fundo FGP nega uso de informação privilegiada para ganhar no dia da crise dos grampos sobre Temer.

JGP Gestão de Recursos, que é administrado pelo Banco Pactual,  afirmou nesta segunda-feira que são falsos os boatos que estão circulando em redes sociais, de que teria tomado conhecimento antecipado sobre o teor das notícias relacionadas à delação de executivos da JBS, divulgadas na noite da última quarta-feira, o que teria ajudado no desempenho de seus fundos multimercados.

O fundo avisoui que seus advogados vão pegar os boateiros,.

Nas redes sociais, a informação era de que Lauro Jardim, jornalista da Globo, seria quotista do Fundo que mais ganhou nos dias da crise mais aguda.

JGP reconheceu que aumentou as posições na quarta-feira, mas por causa das notícias sobre a possibilidade do impeachment do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

E ?

Artigo, Nelson During, Defesanet - A Globo constrange os comandantes militares

A troika dos irmãos Marinho tentou constranger Comandantes Militares antes de reunião com Presidente Michel Temer na sexta-feira.

Nelson During
Editor-chefe DefesaNet

 Ao ter conhecimento que os Comandantes Militares, o Ministro da Defesa e o Ministro-Chefe do Gabinete de Segurança Institucional iriam reunir-se com o presidente Michel Temer, na sexta-feira, 19 maio 2017, bateu o pânico na Rede Globo.

Conduzindo no momento, a maior Guerra Informacional (com características de Guerra Híbrida), no mundo, contra o Presidente Michel Temer, a Troika Marinho passou a recear que os Comandantes pudessem, não apoiar de forma explícita o governo, mas engajarem seus serviços de informações e exporem as ações irregulares até então realizadas.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

STF terá que cancelar o inquérito contra Temer e punir Janot e Fachin

Não é lícito cometer crimes a pretexto de combater crimes.

O pleno do STF não terá alternativa fora do cancelamento do inquérito contra Michel Temer, quata-feira.

Se não fizer isto na quarta ou mais adiante, sairá desmoralizado do episódio.

E se fizer, terá que afastar Janot e Fachin.

A Globo, entubada por investigações que não quer ver no BNDES e pelas aparições milionárias nos comerciais da Friboi, ficará com o mico.

Ameaça de morte atinge perito que desmascarou Globo, Janot e Fachin no caso do áudio adulterado.

O advogado de Joesley disse esta tarde que foi entregue uma cópia para Janot e que o original está em Nova Iorque.

O perito exagera no temor e nos desdobramentos da suas revelações, mas está respaldado pela Folha, que o contratou, e pela confirmação do que encontrou, inclusive por parte de peritos contratados igualmente por outro jornal, O Estadão.

O perito judicial Ricardo Caires dos Santos afirmou, nesta segunda-feira para o programa Timeline da Rádio Gaúcha que usou um programa válido tecnicamente, o Audacity, para analisar a gravação feita pelo dono da JBS, Joesley Batista, com o presidente Michel Temer. Ele avisou que os cortes no áudio podem ser identificados, inclusive, sem a necessidade de uma análise profissional.

- Não precisa ser perito para ver. Há pontos grosseiros sobre isso (cortes). Me pegaram de bode expiatório. Sou pequeno, poxa.

A Globo força a barra para defender seu erro e as ilegalidades cometidas por Janot, que lhe vazou o áudio, e Fachin. 

Ricardo dos Santos acusou a Rede Globo de má fé ao apresentar, em reportagens, questionamento sobre seu laudo usando as informações de um perito que não quis se identificar.

E disse que está sendo ameaçado:

- É só olharem as redes sociais. Tem ameaça de morte. A Globo acabou com a minha vida.

Ações e câmbio readquirem serenidade diante da crise política

Os mercados de ações e de câmbio parecem ter voltado à razão depois de um início de dia tenso. Neste momento, 15h21min:

Dólar, +0,69% - R$ 3,28.
Bolsa, -1,71%, 61.566 pontos

Delcídio deporá contra Odebrecht, esta tarde, em audiência com Moro

O ex-senador Delcídio do Amaral presta depoimento nesta tarde a Sérgio Moro como testemunha de acusação no processo que investiga pagamento de propina da Odebrecht a Lula.

As más previsões do Canal Rural e da RBS

Há meio ano, quando se avizinhava o início da colheita da nova safra de soja, o Canal Rural e a RBS insistiram que o preço da saca de 60 kg para o produtor poderia subir dos R$90,00 da época para até R$ 100,00.

Os produtores acreditaram e perderam.

Hoje, vendem abaixo dos R$ 60,00.

O Canal Rural foi comprado no dia 20 de fevereiro pelo grupo JBS.

Pagou R$ 40 milhões para a vendedora, a RBS.

JBS comprou o Canal Rural da RBS por R$ 40 milhões

Uma das jóias da coroa do grupo JBS na área de mídia é o Canal Rural, normalmente de boa audiência no agro.

A JBS comprou o Canal Rural da RBS. 

“A oferta da J&F, reconhecida pela visão de longo prazo para o desenvolvimento do meio rural, veio ao encontro dos objetivos de ambos os grupos”, destacou Eduardo Sirotsky Melzer, presidente executivo da RBS, no comunicado divulgado pela J&F na época, em fevereiro de 2013.


Um dos acionistas da emissora, sócia da RBS, era o atual deputado pelo PDT Afonso Mota.


CLIQUE aqui para ler a matéria sobre o negócio no portal G1.

A petezada vai discutir ética na administração pública, dia 30, Porto Alegre. Pode ?

A colunista de Zero Hora, Rosane Oliveira, publicou nesta segunda-feira uma nota destacada sobre o seminário que discutirá os limites éticos e jurídicos da gestão pública no País, dia 30.

O ex-governador Tarso Genro participará do painel sobre as oportunidades para a consolidação ética da administração, sob mediação do deputado Edegar Preto. Mauro Menezes e Luiz Navarro também falarão.

Os organizadores não informaram se os ex-presidentes Lula e Dilma foram chamados para participar.

E nem o ex-ministro Zé Dirceu, que agora está fora da cadeia e poderia comparecer com tornozeleira eletrônica e tudo.

Jobim, Meirelles e Rodrigo Maia, os candidatos mais fortes para a sucessão de Temer.

Caso Temer caia, estes são os três nomes que no momento são os mais comentados para a eleição indireta:

Rodrigo Maia (foto ao lado) - O manhoso atual presidente da Câmara assumiria por 30 dias, até a eleição indireta. Ele é cotado para ser eleito em definitivo. Maia é objeto de um pedido de investigação feito pela PGR, mas isto não o desqualifica. Ele é do DEM, porém foi eleito por toda a base do governo e até com respaldo dos comunistas do PCdoB.

Nelson Jobim - O esperto ex-ministro de FHC, Lula e Dilma. Filiado ao PMDB, possui ligações com escritórios que defendem os empreiteiros acusados na Lava Jato, Depois da morte de Márcio Thomaz Bastos, chegou a ser cotado para a função dele como coordenador dos advogados dos empreiteiros. Tem respaldo forte dentro do PMDB e do PT.

Henrique Meirelles - Ele foi o czar da economia durante todo o governo Lula. Saiu dali para a JBS, no qual foi presidente do Conselho de Administração e presidente do Banco Original, até a véspera de assumir o ministério da Fazenda no governo Temer. Meirelles é do PSD. O que o qualifica para o cargo de presidente é a sua condição de czar poderoso da economia, porque sua passagem pela JBS até recentemente é peso forte contra ele.

"60 Minutes", CBS, foi todo sobre a Lava Jato.

O programa "60 Minutes"deste domingo, da rede americana de TV CBS, dedicou todo o seu espaço para uma ampla reportagem sobre a Lava Jato.

É um documento poderoso.

"60 minutes"é o programa do gênero mais importante dos EUA.

CLIQUE AQUI para ver toda a reportagem no site da CBS.

Lula e Dilma levaram US$ 150 milhões com falcatruas da JBS no BNDES, Caixa e Fundos de Pensão

O blog Antagonista lembrou esta manhã que passou dois anos denunciando as negociatas da JBS com o BNDES, a Caixa e os fundos de pensão.

É o que é.

Leia a nota:

Fizemos 295 posts sobre a JBS, 88 sobre a J&F, 237 sobre Joesley Batista, 60 sobre a Eldorado.
Agora que os detalhes dessas negociatas foram revelados, só podemos comemorar.

Lula e Dilma Rousseff ganharam 150 milhões de dólares em propinas para financiar com dinheiro público o assalto dessa gente.

Foram dez anos de crimes relatados à PGR, sendo que o último grande golpe ocorreu no fim de 2015: 2,7 bilhões de reais da Caixa para a compra da Alpargatas.

Márcio Bins Ely reafirma que é oposição e que não tem CC na prefeitura de Porto Alegre

O vereador Márcio Bins Ely, PDT de Porto Alegre, mandou este esclarecim,ento a respeito da nota de sexta-feira: “Pode oposição manter CCs no governo ? Bins Ely acha que pode."

Leia:

1.      O diálogo travado na reunião semanal da Comissão  de Constituição e Justiça  
(citado na coluna do Paulo Germano) está incompleto. O vereador Márcio respondeu  ao vereador Cláudio Janta que não tem cargos na Prefeitura.

2.      A resposta textual do vereador Márcio foi: 

 “Há um equívoco nesta informação. Não tenho cargos na Prefeitura Municipal. Nesta conversa, faltou a resposta que dei ao vereador Cláudio Janta: Eu não tenho cargos na Prefeitura.”   

Mercado revisou para baixo as expectativas para a inflação do IPCA deste e do próximo ano

O mercado, mantendo a tendência das últimas semanas, revisou para baixo suas projeções para a inflação deste e do próximo ano, segundo as estimativas coletadas até o dia 19 de maio e divulgadas há pouco pelo Relatório Focus do Banco Central.

Inflação - As expectativas para o IPCA caíram de 3,93% para 3,92% para 2017 e de 4,36% para 4,34% para 2018.

PIB - A mediana das projeções para o crescimento do PIB permaneceu estável tanto em 2017 como em 2018, em 0,50% e 2,50% nessa ordem.

Juros - Sem alterações em relação à última semana, a mediana da taxa Selic permaneceu em 8,50% para o final de 2017 e de 2018.

Câmbio - Por fim, a mediana das expectativas para a taxa de câmbio caiu de US$/R$ 3,25 para US$/R$ 3,23 para o final deste ano e permaneceu em R$/US$ 3,36 para o final do próximo ano.

Mercado já trabalha com projeção de dólar a R$ 3,50

Há clara deterioração das expectativas do mercado neste início de semana, principalmente no câmbio, onde algumas casa já falam em R$ 3,50 para o final de 2017.

Crise política prosseguirá em banho maria até reunião de quarta do STF

As reformas não andarão até que o STF desate o nó da crise política, quarta.

A crise política seguirá em banho maria até quarta-feira, quando o STF decidirá sobre a impugnação do inquérito aberto contra Temer.

Até lá, o STF terá que contar com o laudo pericial que mandou fazer sobre o grampo.

Caso isto não ocorra, o desatar do nó demorará mais tempo, mas com certeza o inquérito será provisoriamente suspenso até a decisão final.

Dólar opera em forte alta de 1,35%.Bolsa cai.

O dólar opera em forte alta de 135% as 10h40min, cotado em R$ 3,3004 no máximo e R$ 3,2878 no mínimo.

 As 9h, os economistas do Bradesco passaram esta nota para seus clientes:

Apesar de todo arsenal que o BC demonstrou estar disponível, o dólar abriu hoje em alta de mais de 1% e agora já vale R$ 3,295 (+1,34%). O índice futuro da BOVESPA sinaliza abertura em queda de 2,60%, ou seja, devolvendo toda aquela melhora observada na última sexta-feira.

Folha reafirma que Rede globo continua mentindo no caso do grampo sobre Temer

A Folha de S. Paulo de hoje volta a informar que a Rede Globo continua mentindo no caso do grampo aplicado sobre Temer.

E reafirma com base em laudo de perito oficial da Justiça de S. Paulo, Ricardo Caires dos Santos, que a gravação foi adulterada 50 vezes seguidas.

O perito também foi ouvido pela Rede Globo, que segundo ele deturpou a entrevista par a favorecê-la.

Análise - Perversa transferência de renda dos mais pobres para os servidores públicos mais ricos

Os autores do artigo são José Márcio Camargo[i], André Gamerman[ii] e Rodrigo Adão[iii]. O artigo foi publicado pelo jornal O Globo.

O déficit da previdência dos funcionários públicos (RPPS) federais foi o maior programa de transferência de renda do governo federal entre 2001 e 2015. Neste período, R$ 1,3 trilhão (em valores correntes) de impostos pagos por todos os brasileiros foram transferidos para pagar o déficit financeiro das aposentadorias dos funcionários públicos federais. Isto significa um valor médio de R$ 1,3 milhão para cada um dos servidores federais aposentados ou R$ 86.000 por ano.

Esta enorme transferência de renda foi o custo para os cofres públicos dos 980 mil servidores federais inativos (0,5% da população do país). Ela foi maior que o crescente déficit na previdência dos 29 milhões de aposentados do setor privado, cujo déficit acumulado no período foi de R$ 936 bilhões. Também superou qualquer outro item do orçamento federal no período, exceto o pagamento de juros. Superou os gastos em saúde, e foi 50% superior a todos os gastos com educação. O governo gastou 3 vezes mais com essas transferências para os servidores aposentados do RPPS do que para os 4,5 milhões de idosos e deficientes que recebem o BPC e 5 vezes mais do que para as 13,5 milhões de famílias inscritas no bolsa família.

Em 2016, o valor mensal médio do benefício pago aos servidores públicos aposentados foi de aproximadamente R$ 9.000. Em média, os servidores públicos aposentados estão entre os 2% mais ricos do país. Em outras palavras, têm renda superior a 98% da população. Servidores inativos do judiciário e legislativo possuem privilégios ainda maiores, obtendo benefícios que superam a renda de 99,5% dos brasileiros.

CLIQUE AQUI para ler mais.

Silvio Santos lança candidatura ao Planalto

O entreteneuer Silvio Santos anunciou ontem a tarde que é candidato a presidente. O anúncio saiu durante seu programa vespertino de domingo no SBT.

Há 25 anos, Silvio Santos lançou-se candidato para valer e liderou as pesquisas até ter sua candidatura impugnada. CLIQUE AQUI para saber o que aconteceu nas época.

Semana Internacional do Couro começa hoje em Gramado

Começa hoje o Salão Internacional do Couro, Serra Park, /gramado. Nos três dias do evento, são esperadas 18 mil visitas.

Auditores fiscais da receita Federal já estão em greve

Os  auditores fiscais da Receita Federal estão em greve desde a zero hora de hoje em Porto Alegre e em todo o País

A greve tem caráter corporativo, tudo para pressionar o governo e obrigá-lo a promulgar a lei prevista na MP 765/2016.

CLIQUE AQUI para examinar a MP.

PTB ainda poderá entrar no governo Sartori.

O PTB, se for bem cantado, entra no governo Sartori. A voz mais oposicionista é do deputado Luís Lara. O deputado tenta cacifar-se para ser vice na eleição do ano que vem.

O governo Sartori cacifou-se extraordinariamente depois da aprovação da lei que criou o Plano de Recuperação Fiscal dos Estados, que lhe dará carência no pagamento das dívidas com a União, o que permitirá que seu próprio programa de ajuste seja completado e surjam recursos para pagar os salários em dia, melhorar a qualidade dos serviços públicos e voltara investir.

Aliado histórico do PT, Lara frustrou-se com o Partido, que há duas semanas prometeu assinar sua CPI dos Benefícios Fiscais e acabou recuando com medo de investigações sobre o governo Tarso Genro.

PSB quer sair do governo Sartori

O PSB está decidido a sair do governo Sartori.

PF já começou perícia sobre fita de Temer.

A Polícia Federal já recebeu e começará ainda hoje a perícia sobre a fita que registra o grampo aplicado por Joesley Batista sobre o presidente Michel Temer.

Segunda-feira será dia de sol, céu azul e temperatura baixa

Porto Alegre, 8h30min, 13 graus

O sol apareceu claro e com céu azul  em todo o Rio Grande do Sul nesta segunda-feira. 

O amanhecer desta segunda foi bastante frio e com formação de bancos localizados de nevoeiro e de neblina na maioria das regiões. A tarde será de temperatura amena, com marcas entre 20ºC e 23ºC em quase todos os municípios do Estado. 


Em Porto Alegre, a temperatura variaerá entre 13ºC e 22ºC.

Blog do Murilo - Joesley foi às compras

Ao lado, Joesley e a mulher, Ticiane Villas Boas, saindo de um, sex shop em Nova Iorque. A fotoé de 2015, mas serve de ilustração para a nota.

06 de março "braço direito" de Janot, Marcelo Muller, ex-procurador da república, deixa o MPF e passa a trabalhar para o escritório de advocacia da JBS, Watanabe Advogados, Rio.

07 de março Joesley grava Temer.

Início de abril, Joesley fecha acordo de delação

Início de maio é concluído o acordo de Joesley com o MPF

10 de maio às 22:10 hs, Joesley embarca para New York. Livre.

Joesley vai ficar livre

Joesley pode continuar na direção da JBS

Joesley, no acordo, fica livre dos outros processos que existe contra ele.

A pergunta:


ESSE ACORDO TEVE UM PREÇO?

Polícia Federal diz que Estadão mente na denúncia sobre diminuição de verbas para ações da Lava Jato.

A Polícia Federal tirou esta noite a nota a seguir, para dizer que é mentirosa a informação intitulada “Governo reduz equipe da Lava Jato e corta verba da PF”, publicada hoje pelo jornal O Estado de São Paulo e replicada por O Antagonista, que contém acusações segundo as quais o presidente Temer cortou verbas para ações da Lava Jato.

É guerra aberta da contrainformação:

Eis a nota:

1. Estão sendo instauradas inúmeras investigações a partir das últimas delações homologadas pelo Supremo Tribunal Federal;

2. Cerca de quinze unidades da Federação, com destaque para o Distrito Federal, São Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, tem recebido informações e materiais provenientes desses acordos;

3. Como é de conhecimento público, outras inúmeras operações de grande envergadura estão em andamento em vários estados;

4. Diante desse cenário, o contingente de policiais federais especializados no combate à corrupção e lavagem de dinheiro em todo o país tem sido readequado, de acordo com as demandas de todas as unidades da PF, o que inclui a Superintendência Regional no Paraná;

5. Por sua vez, a própria Superintendência Regional no Paraná entende que o efetivo atual está adequado à demanda existente. Caso haja necessidade, haverá reforço de policiais;

6. A Polícia Federal reafirma seu compromisso público de trabalhar arduamente no combate à corrupção e na elucidação dos casos investigados.

PSDB e Temer adiam encontros para dar tempo ao tempo. Alckmin, Doria e FHC telefonam para Temer.

Não saíram a reunião do PSDB e o jantar que Temer fariam hoje em Brasília. As discussões foram canceladas depois que seus promotores perceberam que o assunto em discussão (o caso dos grampos) não estavam maduros.

O domingo foi de decantação do que aconteceu politicamente nas últimas 48 horas, sendo que o governo acha que conseguiu neutralizar os ataques e até conseguiu conter o ímpeto dos seus críticos e adversários.

Neste domingo, o governador Alckmin, o prefeito João Doria e o ex-presidente FHC, telefonaram para Temer com o objetivo de apoiá-lo.

Artigo, Geraldo Samor, Brazil Journal - O que você escolhe?

Tendo que escolher entre Temer no Planalto com uma economia funcionando ou uma Madre Tereza no Planalto e uma economia em pânico, o mercado raciocina: 

1. Não há madres Terezas na Política.

2. O preço da incerteza é alto demais para quem já pagou tanto.

3. O detentor de um eventual mandato-tampão teria a convicção e a força para aprovar as reformas?


4. Diferentemente da saída de Dilma, não há multidões nas ruas, e as que há, advogam apenas a volta do Antigo Regime ao poder (o mesmo PT já eviscerado pela Lava Jato).

CLIQUE AQUI pra ler toda a análise.

Associação Nacional de Peritos ataca áudio contaminado e critica açodamento de Janot e Fachin

Finalmente alguém resolveu por ordem no campinho e denunciar tecnicamente a irresponsabilidade com que agiram o procurador Rodrigo Janot e o ministro Edson Fachin, que botaram por água abaixo a delação da JBS e irão obrigá-los a retirar as decisões anunciadas. Ambos terão que pagar caro pelo que fizeram. Inclui-se O Globo na festa.

A Associação Nacional dos Peritos Criminais emitiu uma nota que dá conta da irresponsabilidade de Rodrigo Janot e do ministro do STF, Fachin, , que consistiu em levar ao Supremo uma gravação não periciada e na aceitação de tudo por parte da Corte, que só resolveu conferir as coisas depois de queixa formal da vítima dos atos de banditismo, no caso Michel Temer:

Leia a íntegra.

Em relação às recentes notícias veiculadas pela mídia, que dizem respeito a existência de possíveis edições na gravação da conversa entre Joesley Batista e o presidente da República Michel Temer, a Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais esclarece que, ao se ouvir o áudio divulgado pela imprensa, percebe-se a presença de eventos acústicos que precisam passar por análise técnica, especializada e aprofundada, sem a qual não é possível emitir qualquer conclusão acerca da autenticidade da gravação. Ademais, sempre que houver vestígios materiais, é temerária a homologação de delações sem a devida analise pericial.
Cabe destacar, ainda, ser inaceitável que, tendo à disposição a Perícia Oficial da União, que possui os melhores especialistas forenses em evidências multimídia do país, não se tenha solicitado a necessária análise técnica no material divulgado; permitindo que um evento de grande importância criminal para o país venha a ser apresentado sem a qualificada comprovação científica.
Por fim, a APCF recomenda o envio imediato do áudio e do equipamento gravador ao Instituto Nacional de Criminalística (INC), órgão central de perícia criminal da Polícia Federal, de reconhecida idoneidade e imparcialidade; estando convicta de que tudo será devidamente esclarecido quando forem realizados os necessários exames periciais por Perito Oficial.

Inside information da JBS enriqueceu não só a JBS

Não foi apenas a JBS quem, ganhou muito dinheiro nos mercados de ações e de câmbio, tudo em função das informações privilegiadas no caso da divulgação dos áudios e videos da delação premiada de Joesley e Wesley Batista, coisa com a qual a PGR não contava (a CVM abriu investigações sobre os casos).

Nas redes sociais, são desencontradas as informações de que também, a JGP, Rio, mesma sede da Globo e onde trabalha o jornalista Lauro Jardim, no caso seu fundo multimercados, teria conseguido apurar ganhos extras no pior dia da crise.

A JGP foi fundada em agosto de 1998 por profissionais com vasta experiência em gestão de recursos, após decisão dos mesmos de se desligarem do Banco Pactual S.A., onde muitos deles eram sócios. Entre eles, André R. Jakurski, sócio fundador e diretor executivo do Banco Pactual por 13 anos e principal acionista da JGP. Os fundadores da JGP trabalham juntos há mais de 20 anos e, apesar das diversas crises financeiras e planos econômicos ocorridos no Brasil e no resto do mundo durante este período, conseguiram construir um dos históricos mais consistentes da indústria de fundos brasileira.

Renan Calheiros disse que teria mandado prender Joesley se fosse Michel Temer

O senador Renan Calheiros, PMDB, resolveu cutucar com vara curta o presidente Michel Temer, com quem anda às turras há algum tempo.

Leia a nota ao lado do Estadão e ouça o áudio.

Caso fosse verdade o que o coronelete nordestino afirma, ele não poderia sequer pronunciar uma única frase sobre si mesmo diante do espelho.

Renan Calheiros é o senador que acumula maior número de pedidos de investigações e inquéritos em andamento, pelos quais responde por acusações de corrupção ativa, corrupção passiva, form,ação de quadrilha e falsidade ideológica.

Ele só não está na cadeia porque move uma rede de cumplicidade parecida com a que impediu a prisão do seu colega Aécio Neves.

A quem serve Renan Calheiros ?

Alguém acredita em Renan Calheiros ?

PSDB adia decisão sobre Temer e Aécio

O PSDB cancelou a reunião que o grão-tucanato faria esta tarde para discutir o que fazer com Temer e Aécio.

Protestos fakes anti-Temer, portanto obliquamente pró-Lula, fracassam em todo o País

De acordo com o portal UOL, os atos organizados em Brasília (foto ao lado)e Rio de Janeiro pelos grupos de extrema-esquerda pró-Lula fracassaram e até o momento tiveram baixíssima adesão. 

No Rio de Janeiro, até o momento foram cerca de cem pessoas, todas ligadas a grupos políticos de esquerda ou sindicatos.

“Esse é um ato que deveria ter milhares de pessoas. Infelizmente, mais uma vez, temos um número reduzido. Enquanto o cidadão preferir pegar praia ou ficar em casa vendo televisão, esse país não vai mudar. As pessoas não podem esperar que o partido convoque, que o governo convoque ou que o amigo convoque. A população está dormindo”, Alzimar Andrade, um dos organizadores do ato.

Em momento cômico, uma militante subiu no carro de som e pediu a palavra, dizendo: 

- Estou vendo que tem pouca gente aqui. Não pode ser assim. Enquanto isso acontecer, nada vai mudar.

O Globo publica perfil elogioso do whistlebower (informante) Joesley Batista

Ao lado,reprodução do Facebook do editor. A foto flagra os padrinhos do casamento de Wesley, irmão de Joesley, também delator da JBS. O casal do centro é liderado pelo médico Roberto Kalil, cardiologista de Dilma, Lula e Marisa. Marisa já morreu.


O Globo de hoje elogia Joesley Batista. Leia:

- Nos últimos meses, Joesley acompanhava a Lava-Jato de perto e intuía que um dia poderia chegar a seu quintal. Com o avanço das operações de suas empresas no exterior — e, principalmente, nos Estados Unidos — conheceu de perto as práticas no país para combater a corrupção. Defendia a implantação, no Brasil, de um de programa de incentivo ao whistleblower (informante, em tradução livre), pelo qual agentes públicos ou empresários são incentivados a reportar às autoridades informações sobre malfeitos, prevendo-se inclusive o pagamento de um percentual dos recursos recuperados como forma de recompensa.
Joesley elogiou quando a proposta foi incluída, no fim do ano passado, entre as 10 medidas contra corrupção, pacote apresentado pelo MPF que acabaria sendo derrubado pelo Congresso Nacional.

— É uma lei fantástica para acabar com a corrupção e os malfeitos, pois atua na causa, inibindo que ocorra o problema, e não simplesmente na consequência, com punições intermináveis — avaliou.

Exclusivo: Joesley tem gravação original de diálogo com Temer

O Globo de hoje, repercutindo "investigação"própria, mas também reverberando o que diz a PGR, não se intimidou sequer com a nota que vai a seguir, 8h56min deontem, na qual O Antagonista, inimigo de Temer, publicou.

Na nota, o blog diz que Joesley tem o original da gravação, o que significa que entregou cópia para Janot.

A cópia possui 50 adulterações.

O que faz a Polícia Federal que não prende Joesley ou promova condução coercitiva, mais busca e apreensão, para tirar a história a limpo.

Exclusivo: Joesley tem gravação original de diálogo com Temer
Brasil 20.05.17 08:56
O Antagonista apurou que Joesley Batista tem a gravação original do diálogo criminoso que travou com Michel Temer na noite de 7 de março.

Mas, se houve mesmo edição, por que Temer simplesmente não vem a público contar o que foi editado de sua conversa?

O Globo cai no ridículo ao atacar Estadão e Folha, os jornais que desmascaram a fraude da gravação Joesley x Temer

A Rádio CBN pertence à Rede Globo.

Ao lado, o locutor Milton Jung, o "expert" que a Globo encontrou para rebater perícias de 5 especialistas, um dos quais da própria Justiça de SP.

No desespero de sustentar a versão de que a fita que divulgou em primeira mão, vazada pela PGR (Joesley Batista diz que foi ele quem vazou) a Rede Globo divulgou neste domingo a fantasiosa história de que a rádio CBN afirma, com base em seus registros, que é possível determinar que a gravação da conversa entre o empresário Joesley Batista e o presidente Michel Temer não sofreu edição. Isso porque, de acordo com a rádio, quando o dono da JBS chega ao encontro com o presidente no dia 7 de março, ouvia uma reportagem da emissora e, ao deixar a reunião, a rádio do carro de Joesley continuava sintonizada na CBN. O quadro 'Nos Acréscimos' estava no ar e, naquele dia, começou às 23h08 da noite.

A Rede Globo quer ignorar que o próprio Joesley prometeu entregar a fita original e que o STF mandou periciar o grampo fraudado.

O STF já possui os nomes de pelo menos quatro peritos, dois dos quais contratados pelo Estadão e Folha (CLIQUE AQUI para saber nomes e cenários) que atestam adulterações graves, o que remete a descontextualizações e fraudes (50) em diálogos de toda natureza

Tentando se defender e atacar Folha e Estadão, escreve O Globo, reproduzindo fala de um "expert", o locutor Milton Jung:

- Com isso, é possível determinar que o tempo de gravação é de 38 minutos, o tempo da conversa entre Joesley chegar e sair da casa do presidente foi de 38 minutos, e esse tempo é a íntegra do áudio divulgado na quinta-feira e que comprova que o material não teve nenhuma edição. Portanto, a gente percebe que não teve edição na gravação que foi divulgada, colocada aí do início ao fim.

CLIQUE AQUI para ler oda a nota de O Globo.

Artigo, Adão Paiani - A vida como ela é

Em respeito aos que me acompanham, não tenho como passar batido e deixar de comentar em relação ao episódio envolvendo o Deputado Onyx Lorenzoni, com quem mantenho uma longa relação de amizade, trabalho, propósitos, idéias e objetivos comuns.

Estamos vivendo uma oportunidade ímpar de limpar a merda que nós próprios fizemos neste país nos últimos 30 anos. Nós fizemos. Coletivamente. Não foi o vizinho argentino, o sujeito na África ou o cara sentado em Washington. Fomos nós. Reconhecer que pessoas, populações inteiras, países e nós mesmos temos uma capacidade inata de fazer grandes cagadas, em algum momento da vida (e às vezes mais de uma vez), é o primeiro passo para o amadurecimento.

A seqüência inacreditável de erros que temos cometido ao longo de nossa história como nação é muito explicada pela falta de maturidade pessoal e coletiva do povo brasileiro. Na ânsia juvenil de acertar, nos deixamos levar pela propaganda disposta a nos vender o salvador da pátria. E nós compramos.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

Galvão Engenharia muda de nome por causa da Lava Jato

A Galvão Engenharia informou o mercado que passou a se chamar Ethoz Planejamento e Construções.

A GE está atolada na Lava Jato.

Preço de Zero Hora aumentou 40% numa só tacada

Os preços de venda avulsa do jornal Zero Hora, o mais importante do RS, subiram de R$ 2,50 para R$ 3,50, um aumento de 40% de uma só tacada.

Aos dom,ingos, ZH passou a ser vendido a R$ 7,00, aumento de R$ 1,00.

Aos domingos, em São Paulo, a Folha de S.Paulo é vendida a R$ 5,00 (R$ 7,50 em Porto Alegre).

Examine, aqui, o inteiro teor da perícia que flagrou fraudes na fita da conversa entre Joesley e Temer

CLIQUE AQUI para examinar a íntegra do lado de perícia publicado pela Folha de S.Paulo, atestando pelo menos 50 alterações (fraudes) na conversa entre Joelsey Batista e Michel Temer. O laudo também transcreve a integralidade dos diálogos que são audíveis, que permitem ao leitor tomar ciência da sobre o teor da conversa, mas não permitem formar juízo de valor definitivo.

Só agora o STF mandou a Polícia Federal periciar o áudio, apenas depois da denúncia da Folha de São Paulo, cuidado que não tiveram antes dos vazamentos o ministro Fachin e o procurador Rodrigo Janot.

A PGR não quis usar a PF porque não confia nela.

PSB exigiu restante de dinheiro sujo que a JBS estava pagando a EduardoCampos

Mesmo depois da morte de Eduardo Campos, Paulo Câmara e Geraldo Julio procuraram a JBs e falaram ‘olha, cara, temos que honrar aí, temos que organizar isso, porque temos que ganhar a eleição agora em Pernambuco, em homenagem a Eduardo Campos. Paulo Câmara tá aí pra ganhar.

O PSB resolveu sair e atacar o governo do presidente Michel Temer, mas até agora não deu explicaç
õescomnvicentes sobre a situação dos lídere socialistas que serão investigados no âmbito da delaçao premiada de Joesley Batista, JBS.

Estão neste caso o ex-deputado gaúcho Beto Albuquerque, o ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos, morto num acidente de avião em 2014, que foi acusado de negociar a quantia de R$ 15 milhões em propina durante a campanha à presidência da República, no mesmo ano de sua morte, o atual governador de Pernambuco, Paulo Câmara, o prefeito do Recife, Geraldo Julio e o senador Fernando Bezerra Coelho

A delaçao foi repassada pelo diretor da holding J&F, empresa controladora do frigorífico JBS, Ricardo Saud, durante delação no dia 5 de maio, na sede da Procuradoria Geral da República, em Brasília. O que disse Saud:

- Falamos ‘nós vamos deixar aqui pra você uns R$ 15 milhões de propina, se você começar a crescer, nós vamos melhorando isso aí’, e isso foi feito.


Líderes da base aliada terão reunião esta noite com Temer

O presidente Michel Temer reunirá esta noite os líderes partidários da base aliada. Será no Alvorada. O presidente quer manter unido o núcleo duro formado por PMDB, PSDB e DEM, para em seguida recuperar o que perdeu e aplacar os que vacilam.

PSDB reunirácomando as 17h para decidir rumos sobre Temer e Aécio

As 17h o PSDB reunirá seu pessoal para decidir o que fazer em relação ao governo Temer e à situação do senador Aécio Neves.

Dentro do Senado existem articulações para repelir a decisão do ministro Fachim em relaçao ao líder tucano.

Lula defende renúncia de Temer. Ele promete eleger-se presidente para acbar com a corrupção.

O ex-presidente Lula defendeu ontem a renúncia imediata do presidente Michel Temer. Lula propós eleições diretas e avisou que será candidato e ocupará a vaga de Temer para pacificar e acabar com a corrupção no Brasil.

Nós queremos que o Temer saia logo, mas não queremos um presidente eleito indiretamente — disse Lula, ontem,  durante a posse dos novos integrantes do diretório municipal do PT em São Bernardo do Campo, São Paulo.

Este foi o primeiro pronunciamento do ex-presidente desde o escândalo das delações da JBS, nas quais, como Temer, também foi delatado como sendo destinatário de propina.

Ministério Público Federal descarta irregularidades em doações da JBS à campanha de Sartori

Cards como este circulam nas redes sociais. Sartori não gostou do envolvimento do seu nome no caso e reagiu com indignação e notas de esclarecimento.

O nome do governador José Ivo Sartori não consta no pedido de abertura de inquérito feito pela Procuradoria-Geral da República (PGR) ao Supremo Tribunal Federal (STF) para o procedimento de investigações com base nas denúncias feitas por dirigentes da JBS, homologadas pelo ministro Edson Fachin. 

Isto significa que não existe qualquer denúncia ou inquérito contra Sartori.

Todos os valores repassados foram declarados e estão comprovados por recibos. As informações podem ser conferidas no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

A quantia doada foi de R$ 2,5 milhões, em dois depósitos bancários feitos eletronicamente.

CLIQUE AQUI para entender melhor o caso.

Dallazan lidera com folga lista tríplice para chefe do MP do RS

O Ministério Público do Rio Grande do Sul anunciou no início da tarde deste sábado o resultado da eleição para a escolha do Procurador-Geral de Justiça do Rio Grande do Sul (Ministério Público Estadual) para o biênio 2017/2019. Na lista tríplice, Fabiano Dallazen ficou com 582 votos ou 70,9% do total, Fernando Cesar Sgarbossa recebeu 166 votos ou 20,2%, e Luiz Henrique Barbosa Lima Faria Corrêa teve 73 votos ou 8,9%.

Alista irá ao governador Sartori que terá 15 dias para nomear um, dos três.

OAB decidiu pedir o impeachment de Temer

No caso de Dilma, só depois de meio ano de discussões é que a OAB decidiu apoiar o impeachment. Desta vez, bastaram algumas horas.

A OAB informou ontem a noite ao editor, que vai protocolar na semana que vem, terça-feira, um pedido de impeachment do presidente Michel Temer.

A decisão não foi unânime, porque seis Estados votaram por dar mais prazo para a defesa do presidente.

A seção gaúcha votou pelo impeachment.

A OAB resolveu ignorar a informação de que o áudio no qual baseou sua decisão foi adulterado em 50 pontos diferentes.

Domino abriu com forte cerração em Porto Alegre. Dia será sem chuvas no RS.

Porto Alegre, 8h30min, 17 graus

A manhã de domingo abriu com cerração pesada na maior parte da cidade de Porto Alegre, mas o tempo apresenta-se sem chuva,

O sol aparecerá  com nuvens na Capital e na maior parte do Rio Grande do Sul neste domingo. 

Será um dia de temperatura amena no território gaúcho, com frio cedo no Oeste e em todo o Estado.


Em Porto Alegre, a temperatura bariará entre 13ºC e 22ºC. 

Fachin manda áudio para perícia da PF. Pedido de Temer irá a exame do plenário do STF.

O ministro Luiz Edson Fachin, relator da Lava Jato, decidiu esta noite que o pedido de suspensão do inquérito aberto pela PGR contra o presidente Michel Temer será examinado quarta-feira pelo plenário do STF.

O pedido foi protocolado esta tarde pelo advogado Antonio Mariz, em nome do presidente.

Edson Fachin também mandou a gravação criminosa e fraudulenta feita sobre Temer para perícia da PF, coisa que a PGR não quis fazer, incorrendo em grave erro e fazendo o STF de bobo.

Conheça a íntegra da defesa do presidente no STF

O presidente Michel Temer já protocolou no STF o pedido para suspender inquérito aberto contra ele, usando como argumento central o dado de que a PGR manejou contra ele uma gravação clandestina e fraudulenta.

CLIQUE AQUI para ler.

JBS pagava propina de 4% para obter empréstimos do BNDES durante os governos Lula e Dilma, diz delação de Joesley Batista

Luciano Coutinho, ex-presidente do BNDES.

De acordo com depoimento do empresário, o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega atuava para ajudar a JBS no banco de fomento; dinheiro teria financiado campanhas políticas.

O frigorífico JBS exercia influência no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) por meio do ex-ministro da Fazenda, Guido Mantega, PT, de acordo com depoimento de Joesley Batista. O empresário conta que pagava para o PT, como propina, uma taxa de 4% do valor de cada contrato aprovado no BNDES, assim como dos aportes financeiros feitos por meio da BNDESpar, o braço do banco que investe em participações de empresas e é acionista da JBS.

A JBS se tornou a maior empresa de carnes do mundo com o apoio do BNDES. O faturamento da companhia saltou de R$ 4 bilhões para R$ 170 bilhões entre 2006 e 2016, impulsionado por aquisições, como a compra do frigorífico Bertin e das empresas americanas Swift e Pilgrim’s Pride, financiadas pelo BNDES.

Joesley Batista disse que abriu uma conta no exterior para fazer os depósitos referentes à propina de Mantega e que mostrava extratos para o ex-ministro da Fazenda. Mantega teria pedido a Joesley para abrir uma conta diferente quando mudou o governo de Lula para Dilma.

Joesley disse que teve reuniões com os ex-presidentes Lula e Dilma para alertar que o volume de doações estava elevado e chamaria atenção.

Henrique Meirelles, o homem da JBS, é cotado para o lugar de Temer

O mercado financeiro aposta em Henrique Meirelles para ocupar a vaga de Michel Temer, isto no caso do presidente renunciar ou for impedido.

O mercado acha que todo mundi ébobo.

Após ocupar o cargo de presidente do Banco Central no governo Lula (2003-2010), assumiu a presidência do Conselho de Administração do J&F (grupo controlador do JBS) e depois de presidente do banco Original, pertencente ao mesmo grupo.

Nos sete anos, Henrique Meirelles nunca soube das patifarias praticadas por seus patrões, como também nunca soube das patifarias de Lula e do PT enquantp foi presidente do Banco Central.

Os sujeitos ocultos dos ataques a Joesley são Janot e Fachin

Na fala que produziu esta tarde, cronometrada a tempo de pegar abertas as edições de domingo dos principais jornais brasileiros, o presidente Michel Temer concentrou no empresário Joesley Batista todo o peso dos ataques que disparou.

Mas por trás de Joesley, Temer mirou em dois sujeitos ocultos, Rodrigo Janot, PGR, e Luiz Edson Fachin, STF.

Mesmo quando responsabilizou Joesley pelo vazamento do áudio, embora soubesse perfeitamente que a ordem partiu de Janot com o amém de Fachin.

Michel Temer é velha raposa felpuda.

Janot e Fachin podem esperar.

Mas, não por muito tempo.

Temer diz que vai hoje ao STF para anular inquérito "viciado" por provas criminosas. E ataca duramente Joesley Batista.

O presidente anunciou que ainda hoje protocolará ação própria no STF para invalidar o inquérito aberto contra ele. já que a prova principal que deu suporte a ele foi obtida de modo ilícito e que além disto foi adulterada 50 vezes. Uma gravação adulterada 50 vezes provoca evidentes descontextualizações de qualquer diálogo - e é ato criminoso. Joesley mentiu, prestou falso testemunho, e a PGR, na melhor da hipóteses prevaricou ao não periciar o áudio antes de enviá-lo ao STF, como base de prova material para o pedido de inquérito contra Temer. 

O presidente Michel Temer acaba de falar para os jornalistas reunidos no Palácio do Planalto, sabendo que se dirigia aos brasileiros.

Blazer escuro, camisa branca sem gravata, o presidente falou durante 12 minutos para atacar duramente o empresário Joesley Batista, a quem tratou como "falastrão", "embusteiro", "mentiroso" e "criminoso":

- Ele comete crimes de toda ordem, ganha bilhões especulando com dólar e ações ao se antecipar à divulgação dos áudios, e agora passeia livre, leve e solto em Nova Iorque.

Michel Temer só atacou a PGR e o STF obliquamente ("Houve grande planejamento para o grampo e para a divulgação"). Ele também atribuiu a crise a grupos "interessados em voltar a roubar dinheiro público e quebrar o País", mas não disse que estava referindo-se ao PT e aos empresários escolhidos para obter facilidades nos contratos de obras e serviços, tudo em troca de propina.

Advogado da delação de Joesley foi braço-direito de Rodrigo Janot até dois meses atrás.

O cenário torna-se a cada hora mais perturbador para Rodrigo Janot (foto ao lado) e Fachin.

A PGR foi obrigada a esclarecer, esta tarde, que Marcelo Miller, hoje advogadon ão assessorou Joesley nas negociações com os antigos colegas no caso da delação premiada, mas faz isto no acordo de leniência da JBS.

O Estadão também foi atrás do assunto e revelou neste sábado  que Miller era "um dos principais braços-direitos de Rodrigo Janot no Grupo de Trabalho da Lava Jato até março deste ano".

Sua decisão "de deixar o Ministério Público Federal para migrar para a área privada, que pegou a todos no MPF de surpresa, veio a público em 6 de março, véspera da conversa entre Joesley Batista e Michel Temer, gravada pelo empresário, no Palácio do Jaburu, que deu origem à delação. Miller passou a atuar no escritório Trench, Rossi & Watanabe Advogados, do Rio de Janeiro, contratado pela JBS para negociar a leniência, acordo na área cível complementar à delação".

Isto tudo talvez explique e justifique porque Wesley, Joesley e Saur "não precisarão ficar presos, não usarão tornozeleira eletrônica, poderão continuar atuando nas empresas, poderão morar fora do Brasil  e teriam, inclusive, anistia nas demais investigações às quais respondem".

Temer falará à Nação neste sábado. Ele vai para o ataque.Janot, Fachin e Joesley estão na linha de tiro.

O presidente Michel Temer fará novo pronunciamento público neste sábado. Ele vai para cima de Rodrigo Janot, Edson Fachin e Joesley Batista.

A descoberta de que o grampo feito por Joesley foi adulterado em 50 trechos, desautorizou PGR, STF e JBS, transformando o vilão em vítima.

Janot tenta explicar o inexplicável. PGR e Fachin foram com pressa ao pote e colocam toda a Lava Jato em risco.

Documento oficial da Procuradoria-Geral da República reconhece que o áudio da gravação feita pelo delator Joesley Batista da conversa que manteve com Michel Temer não foi submetido a uma perícia rigorosa.

O fac simile ao lado acaba de ser disponibilizado no blog do jornalista Josias Souza, UOL. 

O documento tenta justificar a irresponsável e precipitada divulgação do grampo criminoso feito por Joesley Batista, que junto com Janot e Fachin armaram uma cilada para o presidente Michel Temer.


Janot e Fachin abriram a guarda, municiando não apenas Temer, mas dando armas para que os inimigos da Lava Jato venham com tudo. No Senado, foro para julgar Fachin e Janot, mais de 50% dos parlamentares querem acabar com toda a Lava Jato. PMDB, PSDB e PT estão unidos há bastante tempo nessa missão, co,mo revelou Aécio na gravação feita por Joesley Batista.

A principal prova na qual a PGR e Fachin bsearam-se para abrir inquérito contra Temer e lançar o País em grave co,moção política e social, está contaminada por grave ilegalidade e por crime evidente.

CLIQUE AQUI pra ler todo o blog.

Roberto Jefferson diz ao Estadão que Temer foi vítima de uma trapaça

A repórter Isadora Peron, O Estado de S.Paulo , foui ouvir o presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, o delator que deu origem ao Mensalão. Temer foi vítima de uma “trapaça” armada pelo empresário Joesley Batista, dono da JBS, segundo o líder do PTB.

Leia a entrevista:

O que o sr. achou da gravação entre Temer e o dono da JBS?
Uma trapaça. Uma trapaça. Uma coisa do pior gabarito. Não tem nenhum crime, o presidente não pediu para ninguém para fazer nada. Você ouve a gravação, duas, três, quatro, cinco vezes e vê nitidamente que é uma trapaça. Uma trapaça que tem, a meu ver, o objetivo de lucrar no mercado financeiro. Foi um ataque especulativo ao Tesouro nacional, à moeda nacional. Você joga a Bolsa para baixo e lucro US$ 400 milhões na subida de 8% que deu no dólar. Isso é uma trapaça.


Mas o presidente não deveria ter tomado alguma atitude diante da informação de que Joesley tinha relação com juízes e um procurador com o objetivo de obstruir ações da Justiça?

CLIQUE AQUI para ler mais.

Artigo, Reinaldo Azevedo, Veja: Uma vez confirmada edição da gravação, Janot e Fachin impichados.

Caso se confirme a adulteração, estamos diante de dois crimes: falsidade material, prevista nos artigos 297 e 298 do Código Penal, e obstrução da Justiça

Se estiverem certos os peritos que asseveram à Folha que o áudio que registra a conversa entre Joesley Batista e Michel Temer sofreu mais de 50 cortes, estamos falando de dois crimes. Nesse caso, o sr. procurador-geral da República, Rodrigo Janot, tem de ser alvo de um processo de impeachment no Senado. E aproveito para pedir também o de Edson Fachin, ministro do Supremo. Sim, explicarei as duas coisas. Até porque há uma diferença entre mim e “eles”: nunca me descuido da lei.

Fachin declarou que a gravação de Joesley é legal porque, afinal, seu conteúdo foi “ratificado e elucidado” em depoimento. É mesmo? Belo conceito de direito, que legitima a tortura caso se confirme, depois, que a realidade é compatível com a confissão do seviciado. O sol nas bancas de revista enchia Caetano de alegria e preguiça. Fachin só me enche de preguiça.

Insisto: um ministro do Supremo aceitou em juízo um elemento que ele sabe fatalmente ilegal: ou é ilegal porque gravações clandestinas não são aceitas em juízo (a não ser em circunstâncias que não estão dadas) ou é ilegal porque parte de um flagrante forjado.

Aí, algum recalcitrante do MST, amigo de Fachin, poderia dizer: “Ah, mas ele não decidiu com base na gravação, só na delação…”.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

Joesley teria fita completa em casa. E o que esperam Fachin e Janot para mandar prendê-lo ?

O blog O Antagonista revela neste sábado que Joesley Batista possui a fita original, sem as 50 adulterações que constam da cópia entregue a Janot e Fachin.

Se isto for verdade, o que Janot e Fachin, caso sejam inocentes no caso, esperam para mandar prender Joesley e reconhecer que foram enganados, eliminando a fita falsa que possuem como elemento de prova ?

É isto.

Basta !

A capa ao lado é da revista Veja de hoje, na qual a publicação da Abril já repercute o escândalo provocado pelas delações dos controladores e diretores do grupo JBS.

Eis o que escreve Veja:

- O país precisa de alguma grandeza. Grandeza dos homens públicos que ocupam os postos centrais do poder. Grandeza para que, nesta hora grave da vida nacional, sejam minimamente capazes de pôr os interesses do Brasil acima dos interesses pessoais, de modo que o país possa seguir em frente, cumprir a caminhada rumo à modernidade, libertar-se da mediocridade econômica e – enfim – dar ao povo brasileiro a oportunidade de construir uma vida justa e digna. Os milhões de brasileiros honestos não merecem ser punidos pela desfaçatez e pela ganância dos poderosos.

Relator do pacote anticorrupção na Câmara, Onyx Lorenzoni confirma ter recebido doações irregulares da JBS

Também foram citados Beto Albuquerque, Sartori, Alceu Moreira, Paulo Ferreira e Jerônimo Goergen.

Depois de ser incluído na Lista da Odebrecht e ter reagido com, indignação à inclusão, o deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS) resultou como um dos políticos gaúchos citados em delação pelo diretor da JBS, Ricardo Saud. 

Ontem a tarde, em entrevistas e pelas redes sociais, ele confirmou que valores de caixa 2 (R$ 100 mil) foram entregues pelo presidente da Abiec, Antônio Jorge Camardelli, em setembro de 2014.

Até o momento, Onyx foi o único político gaúcho que admitiu tudo.

Ele pediu desculpas aos eleitores e ao povo gaúcho, prometendo ter mais cuidado no futuro.

A reação contra o deputado inundou as redes sociais.

A editora de Política da RBS, Rosane de Oliveira, diz que Onyx usou o marketing da sinceridade.

Sábado será de sol em Porto Alegre.

Porto Alegre, 8h45min, 18 graus

O Sábado será de sole nuvens em algumas cidades gaúchas e o tempo se instabiliza com chuva na maior parte do Rio Grande do Sul, especialmente entre a tarde e a noite. 

Em Porto Alegre, 8h45min, poucas nuvens pontilham o céu azul.

Porto Alegre, em um sábado de sol e chuva, terá máxima de 23°C.

Sartori encorpa competitividade na luta pela reeleição

A adesão de Sartori ao Plano de Recuperação Fiscal dos Estados (leia nota a seguir) permitirá que o governo estadual ajuste suas contas, regularize os salários e retome investimentos.

É o que falta para que o governador encorpe sua competitividade na disputa pela reeleição.

Governo Sartori ganha fôlego bilionário para ajustar as contas e colocar salários em dia

Se conseguir apoio da Assembléia para as contrapartidas, Sartori poderá voltar a pagar em dia os salários dos servidores do Executivo.

O presidente Michel Temer sancionou sem vetos na noite desta sexta-feira o projeto de lei que cria o Regime de Recuperação Fiscal dos Estados e Distrito Federal (RRF). A proposta suspende o pagamento das dívidas estaduais com a União por três anos, prorrogáveis por mais três, desde que sejam adotadas contrapartidas com medidas de ajuste fiscal. A sanção estará no Diário Oficial da União na próxima segunda-feira.

O Rio Grande do Sul deve aderir ao regime.

No caso do RS, a carência de três + três anos é vital para o equilíbrio das contas públicas estaduais, permitindo que nestes dois últimos anos do governo Sartori o Tesouro do Estado retenha os seguintes recursos que seriam repassados para a União:

2017 - R$1,7 bilhão
2018 - R$ 3,4 bilhões

O governo estadual, no entanto, terá que oferecer contrapartidas, como a desestatização de CRM, CEEE ou Sulgás, mas isto depende de projetos que estão na Assembléia.Sem isto, nada feito.

Comandos militares vão a Temer e dizem ao povo que estão ao lado da Constituição

General Villas Boas.

Os comandos das três Forças Militares (Marinha, Exército e Aeronáutica) fizeram questão de garantir, neste momento de crise política sua total subordinação aos preceitos constitucionais, em notas divulgadas neste sexta-feira. 

A manifestação ocorreu horas depois de um encontro com o presidente Michel Temer e num momento de instabilidade política.

Nos textos, os comandantes militares disseram que foram "convocados" para o encontro onde se discutiu a conjuntura atual.  O cuidado foi para evitar interpretações de que o encontro com Temer poderia ser um apoio ao presidente neste momento.

CLIQUE AQUI para ler a íntegra de cada nota, conforme oblog DefesaNet.

Por trás da crise política, move-se guerra incruenta entre Globo, Estadão e Folha

Por trás das revelações dos escândalos do caso Joesley x Temer x Aécio, está uma incruenta guerra dos principais jornalões do Brasil.

O Globo, Rio, foi quem vazou a gravação feita pelo dono da JBS, produzindo editoriais e campanha aberta pelo jornal, JN e Globonews pela queda de Temer.
O Estadão, SP, veio imediatamente em socorro de Temer, publicando editorial, ontem, sugerindo cautela.
A Folha de S.Paulo, 48 horas depois, divulgou perícia que mandou fazer sobre a fita de Joesley-Janot-Fachin, na qual fica claro que ela sofreu 50 adulterações.

Vale a pena saber quais os interesses que cada um defende, que podem ser apenas os das verdades dos fatos.

Ou não.

Opinião do editor - Janot e Fachin devem ser afastados da Lava Jato e Joesley precisa ser preso imediatamente

Acusado pela prática de corrupção passiva, obstrução da justiça e formação de quadrilha, o presidente Michel Temer só resgatará sua credibilidade se imediatamente agir em três frentes diferentes:

1) Representar ao Conselho Nacional do Ministério Público, ao Senado e ao STF, exigindo o afastamento de Rodrigo Janot.
2) Exigir que o STF retire Fachin da relatoria da Lava Jato e pedir seu impeachment ao Senado.
3) Mandar a Polícia Federal prender Joesley Batista.

Estão todos mancomunados na falsificação do vídeo criminoso que Joesley gravou com Temer, sob a garantia de Janot e Fachin, além de trabalharem claramente para obstruir a Justiça.

Nota do editor- Leia notas a seguir sobre o caso da adulteração da fita.

Sartori rebate denúncia de propina da JBS para sua campanha. "Não me misturo com essa gente", disse o governador.

O diretor da JBS Ricardo Saud disse que o grupo repassou R$ 1,5 milhão em propina à campanha do governador José Ivo Sartori, que esta noite rebateu a informação. O pagamento, feito a pedido de Aécio Neves (PSDB-MG), que concorria à Presidência,  teria ocorrido na campanha de 2014, como "doação oficial dissimulada".O dinheiro para o comitê de Sartori chegou em 24 de outubro, durante a disputa do segundo turno, quando o peemedebista declarou apoio a Aécio no pleito nacional

O governador tirou nota para declarar que sua campanha recebeu a contribuição, que ela foi legal e declarada nas contas entregues para a Justiça Eleitoral. CLIQUE AQUI para ler a nota de Sartori.

Esta noite, a OAB do RS mandou nota ao editor, na qual exige explicações sobre o caso.

A delação sobre a doação a Sartori está num trecho de 26 segundos do interrogatório.

Em outro trecho do depoimento, Saud diz que Aécio também pediu o repasse de mais R$ 1,5 milhão para o PTB gaúcho, que na campanha colocou-se contra Sartori. O executivo diz que o senador mineiro teria comprado por R$ 20 milhões o apoio do PTB nacional, dos quais uma parte caberia ao diretório do Rio Grande do Sul. Mais uma vez, seria dinheiro de propina dissimulada por meio de doação oficial. O pagamento foi feito no dia 3 de julho de 2014, em uma conta do Banrisul.

Fita com grampo de Temer foi adulterada 50 vezes, diz perito contratado pela Folha de S.Paulo

O Palácio do Planalto também mandou periciar a gravação. O novo escândalo coloca na linha de tiro o procurador Janot, o ministro Fachin e a Rede Globo. A PGR disse que a PF não foi chamada para periciar a fita.

A fita com o grampo da conversa entre Joesley Batista e Michel Temer foi mesmo adulterada, tal como desconfiava o presidente.

Foram 50 cortes diferentes na conversa entre os dois.

A revelação é da Folha de São Paulo, que contratou o perito Ricardo Caires dos Santos, que trabalha para o Tribunal de Justiça de São Paulo.

Outro perito, Ricardo Molina, constatou 40 cortes (montagens) na fita.

A Procuradoria Geral da República (Rodrigo Janot) que vazou a gravação para a Globo, disse ao jornal que a gravação foi entregue tal como a PGR recebeu e que sua autenticidade poderá ser checada durante o processo. A declaração é ima temeridade,já que a PGR passou tudo para o jornalista Lauro Jardim como se a fita fosse verdadeira, o que produziu uma crise política de dimensões oceânicas.

Áudio contra Temer foi montado e adulterado. PF, PGR, STF e Globo devem explicações.

O advogado Antônio Cláudio Mariz de Oliveira, contratado ontem por Michel Temer disse ao Estadão ter "informações seguras" sobre a existência de adulterações e montagens no áudio da conversa entre Michel Temer e Joesley Batista.

Ele avisou que pedirá a perícia da gravação divulgada pelo STF.


PF, PGR, STF e Globo terão que se explicar.

JBS pagou R$ 7 milhões por cada cabeça de senador disposto a apoiar Dilma Roussef. Propina foi pedida pelo PT.

A pedido de Guido Mantega, então ministro da Fazenda, o diretor do frigorífico JBS Ricardo Saud, pagou R$ 35 milhões em propina a cinco atuais e ex-senadores do PMDB para garantir o apoio de todo o partido à reeleição de Dilma Rousseff nas eleições de 2014. Segundo Saud, o dinheiro saiu de uma cota de R$ 300 milhões que a JBS havia disponibilizado ao PT para serem gastos na campanha de 2014.

De acordo com Saud, que assinou acordo de delação premiada, receberam o dinheiro os senadores Eduardo Braga (AM), Jader Barbalho (PA), Eunício Oliveira (CE, presidente do Senado), Renan Calheiros (AL), além do ex-senador Vital do Rego, hoje ministro do Tribunal de Contas da União (TCU).

Ele afirmou que, desse valor, R$ 1 milhão deveria ser destinado à senadora Katia Abreu (PMDB-TO), mas ela não teria recebido o dinheiro. “Esse R$ 1 milhão a Katia nunca recebeu, ficou tudo pra eles [outros senadores] lá”, disse.

O delator disse ainda que o pedido de pagamento foi feito pelo ex-ministro da Fazenda, Guido Mantega, a Joesley Batista, um dos donos da JBS, que estão transmitiu a ordem a ele.

OAB do RS decide appoiar pedido de impeachment contra Temer

O Conselho Pleno da OAB do RS acaba de aprovar a decisão de apoiar a abertura de processo imediasto de impeachment contra o presidente Michel Temer.

Rodrigo Maia já examina regras para escolha indireta do sucessor de Temer

Antes mesmo da renúncia ou cassação do presidente Michel Temer, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), já começou a fazer consultas a sobre as regras para eleições indiretas para presidente da República.

Caso Temer saia, Maia será o presidente.

Em 30 dias,o Congresso,convocado pelo senador Eunício Oliveira, terá que eleger novo presidente.

Examine, aqui, sistematização das delações da JBS, inclusive vídeos

JBS diz ter financiado campanhas de 1.829 candidatos de 28 partidos

O site da revista Veja fez um resumo de todas as revelações feitas contra políticos do PMDB, PSDB e PT, mais dirigentes de Partidos satélites, como PSD.

Vale a pena examinar.

CLIQUE AQUI para ler.

Também examine as gravações dos depoimentos, conforme publicação do G1.

CLIQUE AQUI para ver e ouvir.

Conta-propina de Lula e Dilma no exterior tinha US$ 150 milhões

Quem diz é Joesley Batista. Dinheiro foi pago em troca de repasses do BNDES à JBS. e , segundo o empresário, sabiam de tudo.Dilma tirou nota dizendo que é tudo mentira e que não existem provas. Em reunião com Guido Mantega ocorrida no final de 2010, este pediu ao depoente que abrisse uma nova conta, que se destinaria a Dilma. O depoente perguntou se a conta já existente não seria suficiente para os depósitos dos valores a serem provisionados, ao que Guido respondeu que esta era de Lula, fato que só então passou a ser do conhecimento do depoente. O depoente indagou se Lula e Dilma sabiam do esquema e Guido confirmou que sim”, anotaram os procuradores na transcrição do depoimento de Joesley.

No acordo de delação premiada que fechou com a Operação Lava Jato, o empresário Joesley Batista revela como funcionava o esquema de propinas no BNDES durante os governo petistas de Lula e Dilma Rousseff. Segundo o empresário, o acesso do grupo JBS a aportes bilionários do banco estatal e de fundos de pensão foi comprado à custa de milionárias propinas que tinham Lula e Dilma como destinatários.

O dinheiro sujo era pago, segundo o empresário, para garantir que nenhum pleito do grupo fosse atrapalhado por burocratas do governo. O ministro da Fazenda, Guido Mantega, era o responsável por receber os pleitos e negociar a propina devida em cada operação.

Foi por ordem de Mantega que o empresário abriu no exterior duas contas para depositar a propina que, diz ele, era destinada a Lula e Dilma. Esses saldos somavam, em 2014, cerca de 150 milhões de dólares”, afirmou Joesley na delação.

Auditores Fiscais da RF decretam greve geral a partir de segunda-feira

O Sindicado dos Auditores Fiscais da Receita Federal aprovou greve geral e por tempo indeterminado a partir do dia 22 de Maio (segunda-feira).