Um cidadão gaúcho foi assassinado a cada duas horas, 24 horas por dia, durante o feriadão. Foram 37 durante o feriadão.

Em pouco mais de 72 horas, 37 cidadãos gaúchos foram abatidos como gado no meio da rua. Os assassinatos ocorreram do meio dia de quinta-feira até o início desta manhã.

O massacre aconteceu mesmo com o reforço de 30% no policiamento.

Porto Alegre, também com policiamento reforçado por 400 brigadianos do interior, registrou oito das 37 mortes.

3 comentários:

Anônimo disse...

Algum inocente entre as vítimas? Seria melhor dividir as estatísticas entre vítimas honestas e bandidos mortos. Bandidos e viciados mortos não contam.

Unknown disse...

Vida de gado...

Anônimo disse...

ApArentemente o policiamento aumentou...mas ficar nas esquinas das ruas movimentadas nao adianta nada. Tem que gastar gasolina..andar nas ruas do interior dos bairros. Lá os bandidos andam a vontade...só esperando a oportunidade de um incauto.