TSE diz que TRE errou e mantém mandato do deputado Sossela

Cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) em 2015, o deputado estadual Gilmar Sossella (PDT) foi absolvido nesta quarta-feira por decisão unânime do Tribunal Superior Eleitoral. 

A Corte se reuniu em sessão extraordinária.

O relator do processo, ministro Gilmar Mendes, que concedeu a liminar que devolveu o cargo ao parlamentar, manteve a posição de que não houve crime eleitoral. Acompanharam o voto os ministros Rosa Weber, Edson Fachin, Herman Benjamin, Napoleão Nunes Maia Filho, Henrique Neves da Silva e Luciana Lóssio.