quarta-feira, 5 de abril de 2017

STF torna criminosa qualquer greve de policial no Brasil

O Supremo Tribunal Federal (STF) determinou inconstitucional, por sete votos a três, o direito de greve de servidores ligados à segurança pública. 

Em decisão nesta quarta-feira, os ministro do STF ainda vetaram qualquer paralisação de policiais de todas as carreiras.


A determinação passa a valer para os servidores ligados à segurança em todas as instâncias judiciais.

12 comentários:

Anônimo disse...

Grande decisão para os Policiais:
A STF acaba de RECONHECER que a atividade policial é DIFERENCIADA.
Se é diferenciada em seus deveres (deve manter-se trabalhando sem fazer greve), também é diferenciada em direitos.
Logo, sua aposentadoria especial deve ser mantida, pois sua atividade é DIFERENCIADA das demais profissões.
Ou há alguém que defende que a especificidade da atividade policial somente serve para cobrar-lhes os deveres, mas não para conferir-lhes direitos?
Parabéns ao STF!

Anônimo disse...

Criminosa é a atuação contumaz do STF a favor da ORCRIM.

Unknown disse...

DEMORÔ!!!
GREVISMO, ENTÃO, DEVERIA SER CRIME HEDIONDO!!!

Anônimo disse...

Parabéns ao STF.

Acabou com o corporativismo barato dos sindicatos os quais determinam a greve de serviços essenciais deixando a população abandonada a sua própria sorte.

A fundamentação do ministro Alexandre de Moraes foi excelente.

Anônimo disse...

Grande decisão. Também julgo que a atividade policial não pode fazer greve , por ser uma atividade diferenciada. São servidores públicos diferenciados, pois arriscam suas vidas todos os dias, em benefício da sociedade .!!!

elias disse...

E as greves dos auditores - fiscai8s ou não, com salários maiores que do Trump?
Essas podem?
Pois essas ai também deveriam ser punidas com a exoneração sumária, sem qualquer direito.
Lembrando que quem paga todos esses elementos ganham em média menos que 2 mil reais.

O bananão é surreal.

Anônimo disse...

Parabéns aos policiais do Brasil. Acabaram por ser equiparados aos militares, merecem portanto aposentadoria especial, e mais do que nunca, seu trabalho é recompensado, pois é atividade, no Brasil é altíssimo risco. Quem coloca sua vida em risco para proteger a população, sua família merece ter o amparo do estado.

Anônimo disse...

Delegados que se achavam Deuses do Olimpo, ou seja, os Policiais, em especial a PF, que fizeram de tudo para prender Lula, Dilma e Petista em Geral, alguns fazendo tiro ao alvo com a então presidente Dilma, outros ofendendo Dilma, agora vão se aposentar aos 65 anos + 49 anos de contribuição, com o teto do INSS, igualzinho ao Trabalhador Comum.

E quem não gostar ou fizer greve cadeia e rua. Esse foi o Presente de Grego do traíra para a classe que ajudou o traíra a derrubar Dilma.

Anônimo disse...


O Brasil não tem jeito. Que moral tem os Ministros do STF para decidir qualquer coisa.

Quantos tem ficha suja....

Anônimo disse...

Eu tenho uma sugestão. Para não fazer greve devem ser remunerados a altura. Proponho que seus salários sejam equiparados aos do STF. Daí é fácil dizer que greve é proibido.
Quando vão substituir os políticos do STF por juízes com larga experiência na função? STF não deveria ser cargo político e muito menos vitalício. Deveria ser cargo por tempo determinado, com base na meritocracia.

Anônimo disse...

Agora falta declarar inconstitucional a greve de professores....ficam tres meses de férias e depois iniciam uma greve de tres meses....e professor que não estiver contente peça a conta e vá embora.. a sociedade agradece....

Anônimo disse...

Só tem uma diferença entre greve de professores e policiais.

Os professores são a única categoria que tem que recuperar os dias perdidos porque tem um calendário anual de dias aula, os policiais não.