Saiba quem é Marco Arildo, peça-chave no Trensurb durante os governos Lula e Dilma

Histórico de Marco Arildo Prates da Cunha, que está na Lista de Janot e que será investigado por corrupção passiva, corrupção ativa e lavagem de dinheiro, junto com o também ex-presidente Kasper, o deputado Marco Maia e o ministro Eliseu Padilha:

1-      Ingressou na Trensurb em 1984 como controlador de operação;
2-      Foi presidente do sindicato dos metroviários;
3-      De 2004 à 2011 foi presidente da Trensurb. Neste período, iniciou a construção da expansão a Novo Hamburgo (Odebrecht), a compra dos trens novos (Alstom e CAF) e a implantação do aeromóvel;
4-      De 2011 a 2013 trabalhou na Invepar que tem como um dos acionistas a OAS, quando tentou privatizar a Trensurb;
5-      De 2013 a 2015 foi Consultor Especial da Trensurb;
6-      Em 2015 aposentou-se;
7-      Hoje, Marco Arildo é membro do Conselho Consultivo da Aeromóvel Brasil, mas não exerce atividade executiva.

14 comentários:

Anônimo disse...

Ihhh! E o aeromóvel? Será que tá limpo? Tenho minhas dúvidas

Anônimo disse...

Esse histórico mostra bem as conexões incestuosas, pois promoveu a construção do aeromóvel e hoje é presidente da empresa Aeromóvel Brasil, foi trabalhar na Invepar através de indicação da Odebrecht.

Anônimo disse...

Somente via estatal, com garantias constitucionais privilegiadas se consegue subir ao topo de empresa nacional, do contrário não passaria de varredor de chão de fábrica. Isto é um fato.


Anônimo disse...

Fala daqueles trens novos que não funcionam e estão parados há dois anos em Poa?

Anônimo disse...

Mas o operador era outro.

Anônimo disse...

CPI DO AEROMOVEL URGENTE!

Não queremos nossos impostos desviados nas contas destes velhacos...

O GADANHO

Anônimo disse...

Quem? Estamos curiosos?

Faça uma linda canção para nós canarinho!

O GADANHO

Anônimo disse...

E a evolução patrimonial, a RF acompanhou e verificou, nestes anos todos?

Provavelmente temos mais um milionário na função pública!

Anônimo disse...

Era sindicalista, ele o maia ne quantos outroa....... deu no que deu

Anônimo disse...

Imaginem só: O cara foi presidente do sindicato dos metroviários (filiado a CUT, a escola do crime, o berço da ORCRIM) e depois presidente do Trensurb.
Deram a faca e o queijo pra ratazana. Deu no que deu.

Anônimo disse...

Políbio, só a número 2- presidente do sindicato dos Metroviários, já diz tudo.

Anônimo disse...

E o Ministro do TCU que aprovou tudo isso contra a opinião dos auditores e foi até homenageado pela Câmara de Vereadores de Novo Hamburgo, vai sair livre, leve e solto?

Anônimo disse...

MESTRE POLIBIO NAO SOU MESTRE, DOUTORA , NEM PROFESSORA MAS QUERO TE CORRIGIR, NAO É GOVERNO DILMA É DESGOVERNO SIM- DESGOVERNO, HEHEHHE

Unknown disse...

Com certeza! Acompanhei muito proximo a trajetória do "companheiro" e nestes anos na diretoria ele adquiriu 3 apartamentos pelo mínimo, sendo o ultimo de altíssimo padrão. Basta a receita verificar se são adequados a renda .