terça-feira, 18 de abril de 2017

PT também mantinha seu próprio setor de Operações Estruturadas para manejar propinas. Lula era o MO do PT.

As delações de executivos da Odebrecht, tornadas públicas na semana passada, mostram que não foi só a empreiteira que organizou um setor de Operações Estruturadas para lidar com o pagamento de propina. 

Os depoimentos demonstram que no governo federal e no Partidos dos Trabalhadores também haveria uma estrutura hierarquizada, algo semelhante ao que existia na Odebrecht.

O próprio Emílio Odebrecht teria sugerido isto a Lula.


Na estrutura do PT, eram respeitadas ordens dos ex-presidentes Luis Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, segundo os delatores. Mas a negociação de valores e pagamentos era feita por membros do primeiro escalão, como os ex-ministros Antonio Palocci e Guido Mantega, com acesso à conta-corrente junto à construtora. Na sequência, entravam o marqueteiro João Santana e o tesoureiro João Vaccari Neto, na redistribuição dos recursos.

CLIQUE AQUI para ler toda a reportagem, que é da Gazeta do Povo de hoje.

7 comentários:

Anônimo disse...

Petralhas ladrões do dinheiro público. Aprendam, burros mansos. O amansador de vcs está encalacrado e vai passar o resto de sua vida na cadeia. Que seja longa.

Anônimo disse...

Mantinha ? ? ?

Anônimo disse...

pt partideco que foi corrido nas urnas, agora foi desmascarado de vez- se diziam os santos, melhores do que todos e bla bla bla- bando de safad0s, este partideco chefe da roubalheira tem que ser é cassado

Anônimo disse...

Enquanto isso, segundo, publicado na imprensa...Em uma carta a Michel Temer, o pontífice recusa um convite para visitar o Brasil, feito formalmente no fim de 2016, para as celebrações dos 300 anos da aparição de Nossa Senhora Aparecida, e cobra o presidente para evitar medidas que agravem a situação da população carente no País; "Sei bem que a crise que o país enfrenta não é de simples solução, uma vez que tem raízes sócio-político-econômicas, e não corresponde à Igreja nem ao Papa dar uma receita concreta para resolver algo tão complexo", diz Francisco, acrescentando que não pode, porém, "deixar de pensar em tantas pessoas, sobretudo nos mais pobres"; ele atribui a recusa do convite à sua intensa agenda e afirma que acompanha "com atenção" os acontecimentos na maior nação da América Latina.

Anônimo disse...

Matéria assinada por Breno Costa, Reinaldo Chaves e Rodrigo Menegat e publicada no The Intercept revela que o ex-diretor da Odebrecht e delator da Lava Jato Henrique Valadares, foi procurado pelo ex-diretor de Furnas e homem de extrema confiança do senador Aécio Neves (PSDB-MG)para tratar de um repasse por meio do caixa 2 da empreiteira com os dados bancários para que o dinheiro, cerca de R$ 50 milhões - sendo R$ 30 milhões pagos pela Odebrecht, fosse depositado em uma conta em Cingapura; pagamento seria a contrapartida pelo esforço do tucano em favor do consórcio que a Odebrecht formou com a Andrade Gutierrez pelas obras da Usina Hidrelétrica de Santo Antônio, no Rio Madeira; valores teriam sido pulverizados em cerca de 15 contas diferentes identificadas pelo codinome Accioly.

Anônimo disse...

IO 247
Garotinho: Globo blindou seu “parceiro de negócios, Eduardo Paes”
:
Ex-governador do Rio, Anthony Garotinho rebateu reportagem da TV Globo que apontou que ele teria pedido propinas para a Odebrecht, e que sua esposa Rosinha teria cometido irregularidades na construção de casas pela Prefeitura de Campos dos Goytacazes. Garotinho afirmou ainda que a Globo "falou de todo mundo ontem à noite, mas não tocou no nome do (ex-prefeito do Rio Eduardo Paes, mesmo o delator tendo dito que deu a ele R$ 16 milhões de propina”; “Mas o Eduardo Paes (do PMDB) deu o Museu do Amanhã para a Globo, não é?

Anônimo disse...

Óbvio que tem um controle, tem combinação de valores, percentuais acertados, não são amadores, são mafiosos, seguem de forma muito organizado as determinações do chefe maior, Isso é muito dinheiro roubado! Só foi apurado na Petrobras, e o resto do governo. Nossa imaginação não consegue dimensionar o tamanho da roubalheira, é muito dinheiro!