Marcelo Odebrecht conta como entregou R$ 13 milhões em dinheiro vivo e sujo para Lula

Ao lado, chamada de capa da Istoé de 11 de novembro do ano passado. CLIQUE AQUI para saber mais e melhor.

O ex-presidente do Grupo Odebrecht, Marcelo Odebrecht, confirmou nesta segunda-feira, em depoimento ao juiz Sérgio Moro, da Operação Lava Jato, que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é o "amigo" registrado na planilha de propinas milionárias da empreiteira. 

O jornal O Estado de S. Paulo de hoje revela que ao citar valores, conforme relatos, Marcelo Odebrecht disse o seguinte:

- R$ 13 milhões em espécie sacados pelo ex-assessor de Palocci, Branislav Kontic, ou "Programa B", entre 2012 e 2013, foram entregues a Lula. Era o Plano B, B de Branislav.

O dinheiro vivo e sujo foi entrregue a Lula ao longo de seis prestações.

MO apresentou provas de tudo na PGR, segundo disse ao juiz.

O empreiteiro foi interrogado durante duas horas e meia em ação penal na qual é réu junto com Palocci - ambos cumprem prisão preventiva em Curitiba. 

Segundo o Ministério Público Federal, o ex-ministro da Fazenda e Casa Civil teria recebido propinas de R$ 128 milhões da empreiteira. 

8 comentários:

Anônimo disse...

Olha, o LULA estará ferrado se o tal Branislav confirmar e apresentar alguma prova de que entregou a bufunfa.

Do contrário é apenas um indício e invariavelmente o LULA será absolvido.

O resto é pura especulação.

Anônimo disse...

O POBREMA é que ninguém filmou Lula retirando a bufunfa de dentro da Debréchi!!! Se não filmou nem tirô foto: babau!! Num tem porvas!!!

Justiniano disse...

Mas esse rapaz nunca andou com Dilma e com Lula, vai ser o que vão dizer para justiça. A desfaçatez dessa turma é algo inacreditável. Estão atolados num lamaçal de chiqueiro, mas se acham imunes a imoralidade.

Anônimo disse...

O Dirceu também não assinou recibo de propina e vejam onde ele está hoje.

A hora em que o camburão parar na frente da casa do Lula, aí quero ver a reação da esquerdalha.

Anônimo disse...

Prenda o homem. El grand chefon do crime organizado.

Anônimo disse...

Lula, está chegando a hora... a hora de pagar pelos seus crimes.!!!

Anônimo disse...

DELATOR REVELA AO TSE COMO TEMER PEDIU DINHEIRO: O lobista da Odebrecht em Brasília, Claudio Melo Filho, contou ao ministro Herman Benjamin, do Tribunal Superior Eleitoral, como se deu o famoso jantar no Palácio do Jaburu, com a presença de Marcelo Odebrecht, Michel Temer e Eliseu Padilha, em que se acertou um pagamento de R$ 10 milhões, pelo caixa dois da empreiteira, ao PMDB; Marcelo pretendia concentrar a doação à campanha do PMDB ao governo de São Paulo, mas foi impedido por Temer e Padilha; “Ambos (Temer e Padilha) disseram: Marcelo, mas não dá para você contribuir com o PMDB e destinar só para uma pessoa”, afirmou o delator; parte do dinheiro acabou sendo entregue no escritório de José Yunes, melhor amigo de Temer, que disse ter sido "mula" de Padilha; Benjamin irá propor a cassação de Temer, 11/04/17, do Brasil 247.

Anônimo disse...

Se entregou deve ter alguma prova formal, senão é mais 171.